Ônibus: Agrale ganha espaço

730x100

caravana agrale

As vendas de chassis de ônibus cresceram 13,2% no acumulado de janeiro a novembro deste ano na comparação com o mesmo intervalo de 2012. O mercado absorveu total de 26,9 mil unidades no período. A brasileira Agrale se destacou com crescimento bastante superior ao das vendas totais, de 73,4%, para 5,2 mil veículos. A companhia, que tem atuação forte entre os midibus, se beneficiou dos investimentos em transporte urbano. O desempenho garantiu que a organização ampliasse em 5,9 pontos porcentuais sua participação no mercado nacional, para 17,8%.

Já a Mercedes-Benz negociou 12,2 mil chassis, com evolução de 4,8% na comparação com os 11 primeiros meses de 2012. Com performance inferior à do mercado total, a fabricante entregou 3,9 pontos, mas ainda assim se manteve na liderança folgada do segmento, respondendo por 41,2% das vendas. A vice-líder MAN elevou os negócios em 14%, com a venda de 8,2 mil ônibus. Apesar do crescimento, o volume garantiu apenas que a montadora mantivesse praticamente estável a participação que já detinha, de 27,6%.

A Volvo reduziu as vendas em 3,8% entre janeiro e novembro, para 1,5 mil unidades. A companhia tem presença de destaque entre os ônibus pesados para atender corredores BRT. O atraso nas obras da maioria das cidades que tinham projeto para esse tipo de veículo, no entanto, puxou os negócios para baixo. Com isso, a marca perdeu um ponto porcentual de market share e respondeu por 5% do mercado brasileiro.

A Iveco manteve volume de vendas muito próximo ao do anotado no ano passado, de 1,4 mil chassis. Ainda assim, houve redução de 0,7 ponto em sua participação no mercado, para 4,7%. Enquanto isso a Scania manteve sua presença quase igual à registrada entre janeiro e novembro do ano passado, em 3,5%, apesar de ter ampliado suas vendas em 10,8%, para mil unidades.

Fonte: Portal Automotive Business Texto de Giovanna Riato

336x280
Adicionar a favoritos link permanente.
  • Promoção