Histórias de um carreteiro 3

MErcedes-Benz LP 331

A chuva cai com intensidade.
Batendo no asfalto, enxurrada.
Caminhão moderando a velocidade,
Puxa sua carga pela estrada.

Belo cavalo mecânico trucado.
Imponente com seus dez pneus.
Mercedes Benz LPS dourado,
levando no reboque os sonhos meus.

A dirigi-lo, me vejo e imagino.
Enfrentando perigos sem medo.
Brincava de carrinho quando menino.
Agora eu dirijo o brinquedo.

Transportando combustível:
Gasolina, querosene ou etanol.
Também pode ser óleo diesel.
Debaixo de chuva ou de sol.

Fazendo transporte de areia
ou até carregando cimento.
Soja, trigo, milho, arroz, aveia.
ou qualquer outro mantimento.

Leva uma carga de madeira,
Entregá-la logo no destino.
Na subida o motor pede primeira.
Dirigi-lo, brincadeira de menino.

A chuva então aumenta.
Mais rápido o vai-e-vem do limpador.
Qualquer carga, meu caminhão aguenta.
Aperto o pedal do acelerador.
A velocidade já passando dos noventa.
Sobe o giro do motor.

Dois escapamentos apontam pra cima.
Joga para o alto a negra fumaça.
Meu caminhão, uma obra prima,
Levando o progresso por onde passa.

Cortando a noite escura,
Ligo também os faróis de milha.
O possante suavemente murmura.
Corrijo o volante, o caminho certo trilha.

Eis que surge de repente
Carro veloz põe-se a meu lado.
Alguém grita insistente,
vejo que está armado.

Homem dentro do carro
uma arma então aponta.
Com o caminhão nele esbarro.
Escapando desta afronta.

Seguro firme o caminhão,
Tentando fugir do perigo.
De repente uma explosão
era o carro do bandido.

No posto policial,
aviso do acontecido.
O motivo porque afinal
no carro havia batido.
Perdeu a vida um marginal,
que tinha me perseguido.




Poema de Roberto Dias Alvares

4 comentários em “Histórias de um carreteiro 3

  • 13/04/2014 em 12:06
    Permalink

    Kleber, obrigado pelo seu comentário.
    O objetivo desta história foi entreter e claro chamar a atenção para o que o excesso de trabalho, falta de sono e rebite pode causar.
    Espero que tenha gostado e em breve outra história de assombração na estrada.
    Convido você a ler e comentar as demais obras que tenho publicado.
    Grande abraço.

    Resposta
  • 05/04/2014 em 07:55
    Permalink

    Historia sobre assombrações, visões noturnas, é muito rebite na cabeça, estas historias já são muito conhecidas dos usuários irresponsáveis.

    Resposta
  • 22/03/2014 em 13:42
    Permalink

    Caros amigos apaixonados por caminhões,
    Estou com várias estórias prontas sobre aventuras na estrada. Inclusive a saga de um caminhoneiro pelas rodovias do norte do Brasil, lutando para chegar em virtude da cheia do rio madeira. Não vão faltar também estórias sobrenaturais de visões noturnas e assombrações. Aguardem os próximos capítulos.

    Resposta
  • 11/03/2014 em 22:05
    Permalink

    Essa foto que ilustra este poema de um Mercedes Benz LPS 331 eu tirei de um calendário de uma borralhara aqui de Jandaia do Sul PR digitalizeiepus na internet.
    Tenho a original comigo.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!