Sindicato teme faltar motoristas para escoar a safra de verão no RS

Falta de caminhoneiros - Scania 113




A falta de motoristas profissionais pode se colocar como mais um problema para o escoamento da produção recorde que deve ser colhida no Estado do Rio Grande do Sul nesta safra de verão. Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Rio Grande do Sul (Setcergs), faltam cerca de 100 mil trabalhadores para a área no país — e 10 mil nas estradas gaúchas.

— Teremos muita dificuldade em escoar a safra. Há uma carência natural no setor, que se agrava — explica o presidente do Setcergs, Sérgio Gonçalves Neto.

Em outros Estados, a solução encontrada tem sido a contratação de mão de obra estrangeira. No Paraná, as empresas estão buscando caminhoneiros na Colômbia para trabalhar nas rodovias paranaenses. Desde que os primeiros profissionais chegaram, o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Paraná já recebeu 230 currículos.

Por aqui, a ideia não deve ganhar força. Outras alternativas estão sendo adotadas para tentar suprir a carência.

— Estamos buscando no mercado, com o atrativo salarial — diz Gonçalves Neto, acrescentando que há empresas pagando até R$ 4 mil por mês.

Outra solução, já proposta no ano passado, também pode vingar. Seria a utilização de recrutas que estão dando baixa no Exército. O impacto da falta de motoristas aparece no frete, que no início do mês registrou alta de 14% no Estado.

Fonte: Zero Hora




Um comentário em “Sindicato teme faltar motoristas para escoar a safra de verão no RS

  • 10/05/2014 em 15:43
    Permalink

    O jornalista que fez a Reportagem cuta aqui faça uma levantamento das Empresas que estão em falta de motorista carreteiro e me mande os endereços pois estou disponível tenho Curso Fabet Caminhão Escola Básica Mop Pancary nome limpo como pedem não Bebo não Fumo Disponvel viagem longas conforme combinar 40 a 50 a dias Vamos ver se é verdade mesmo fone 16 32413428 ou 16 997876945.Sabe estou cansado ver tantas reportagem falsa feita por repórteres mau informado pegando carona nos bondes sem saber pra onde vão.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!