Sinotruk emplacou 80 caminhões entre janeiro e fevereiro

sinotruck-howo-a7




A Sinotruk enviou nesta segunda-feira (10) nota de esclarecimento em resposta a matéria publicada no site da publicação com o título “Chinesa Shacman garante que não vai repetir a estratégia da Sinotruk no Brasil”.

Na nota assinada pelo gerente geral Marcel Wolfart, a empresa admite gargalos no fornecimento de peças, segundo ele já superados, e informa ter mais de 2 mil veículos da marca rodando pelo Brasil.

Destaca ainda que emplacou 80 unidades do modelo A7 entre janeiro e fevereiro e ainda que tem 24 concessionárias ativas.

A nota também destaca que a Sinotruk Brasil acaba de firmar parceria com a Cotia Trading para importação de peças e que o terreno onde será construída a fábrica em Lages (SC) terá 1 milhão de m² e os trabalhos de terraplanagem iniciados nos próximos 60 dias.

Veja a íntegra da nota abaixo:

SINOTRUK-MARCEL-WOLFARTCom esse novo cenário, que inviabilizou economicamente o negócio de importação de caminhões, em especial da Sinotruk Brasil, que na ocasião era única importadora do segmento já estabelecida no mercado nacional, admitimos a existência de gargalos no abastecimento de peças, porém, já foram solucionados. Acima de tudo, sempre primamos pela atenção e respeito aos nossos clientes em todo o território nacional.

A operação de peças Sinotruk Brasil está passando por um processo de reformulação que, em breve, será sentido pelo mercado com a melhora da eficiência nas nossas operações de pós-venda.

Para garantir o abastecimento pleno do nosso Centro de Distribuição de Peças, no Paraná, e de toda a rede de concessionárias, que hoje conta com 24 casas ativas e três postos avançados de serviços, em São Paulo e no Rio de Janeiro, a Sinotruk Brasil firmou recentemente uma forte parceria com a Cotia Trading, tradicional empresa especializada em importação e exportação. Com o acordo, a Cotia será responsável por toda a operação de importação de peças e componentes, para abastecer o nosso Centro de Distribuição de Peças e garantir a reposição de componentes em toda a rede de concessionárias Sinotruk.

Apesar dos problemas enfrentados após o início da taxação do IPI de 30%, a Sinotruk Brasil não deixou de emplacar caminhões no mercado brasileiro. Constituída em 2009, na cidade de Campina Grande do Sul, região Metropolitana de Curitiba (PR), a Sinotruk Brasil possui uma frota circulante de 2.122 caminhões, de acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Ainda segundo números da Fenabrave, no acumulado de janeiro e fevereiro deste ano foram emplacados 80 caminhões da família A7 em território nacional.

Esclarecemos ainda que o nosso projeto para a fábrica, que será construída na cidade de Lages, em Santa Catarina, continua em andamento. A futura subsidiária brasileira da fabricante de caminhões chinesa CNHTC (China National Heavy Duty Truck Group Corporation), nomeada SBTC (Sinotruk Brasil Truck Corporation) Indústria de Veículos S.A, comunicou oficialmente ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) a conclusão do projeto da fábrica, que será construída na cidade de Lages, em Santa Catarina. Com isso, a SBTC ingressará com o requerimento de habilitação ao Inovar-Auto junto ao MDIC, na modalidade Projeto de Investimento.

A área da unidade fabril, com extensão total de 1 milhão de m², está demarcada e a terraplanagem do terreno terá início nos próximos 60 dias. A fábrica da SBTC será construída no Pólo Industrial de Índios, em Lages, ao lado da BR-282. Em uma primeira etapa, a unidade brasileira da CNHTC trabalhará em processo de montagem em regime CKD (Completely Knock-Down), porém, o objetivo é nacionalizar em até 65% a produção de peças e componentes até o fim do terceiro ano após a inauguração da unidade fabril. A previsão é que a fábrica comece a funcionar até setembro de 2015. A SBTC será a primeira fábrica da CNHTC fora da China.

Agradecemos sua atenção e estamos à disposicão para mais esclarecimentos.
Atenciosamente,
Marcel Wolfart
Gerente Geral da Sintotruk Brasil

Fonte: Revista Carga Pesada




2 comentários em “Sinotruk emplacou 80 caminhões entre janeiro e fevereiro

  • 13/03/2014 em 12:42
    Permalink

    Ainda vou ver a Sinotruk disputando forte no mercado, aqui na América Latina já vemos que a marca tem se saído bem, ainda é pequena mas se fazer com que seu pós venda seja melhor não há como não pensar em crescimento, a nova linha A7 como também a linha T7H que já tem cabina MAN fruto da parceria da MAN com a CNHTC onde 25% da empresa chinesa é da marca europeia .

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!