Librelato – Páscoa Feliz doa 1.500 ovos de páscoa para crianças

Febave (2)




Através do Amigos da Comunidade que realiza diversas ações em prol do social e do meio ambiente, a Librelato S.A. Implementos Rodoviários realizou este ano mais uma edição da Páscoa Feliz que doa ovos de páscoa para instituições e escolas da região. A ação ganhou ainda mais força este ano com os comitês de voluntários do projeto Sou Voluntário de cada unidade da empresa.

A ação iniciou com a Feira de Páscoa onde a Librelato montou pontos de vendas no início do mês de abril em todas as unidades com as parcerias Do Parke e Cacau Show. A feira, contou com preços especiais e parte das vendas foi revertida em ovos de páscoa para o projeto Páscoa Feliz. No total foram 1.500 ovos de páscoa doados para crianças das regiões de Orleans, Capivari de Baixo, Criciúma e Içara. As entregas aconteceram dias 14, 15 e 16 de abril, iniciando por Orleans onde os Amigos da Comunidade visitaram a Apae – Escola Lar da Esperança. Foram 114 alunos que tiveram sua tarde mais doce com a visita da Librelato. “É gratificante ver o empenho de empresas em prol de pessoas especiais como as nossas. As empresas solidárias fazem valer e dão sentido as lutas por causas justas”, afirma a diretora Fabiana Martins Hoffmann.

A segunda visita foi na Escola Básica Lauro Pacheco dos Reis em que foram entregues 149 ovos. “Fiquei emocionado ao ver a reação dos alunos recebendo os ovos de páscoa. É uma iniciativa bem importante da Librelato, ainda mais que é uma ação social feita com muito amor”, conta o colaborador Eduardo Vieira Luciano. Os Amigos da Comunidade também estiveram na Creche Santa Rita de Cássia onde 38 crianças receberam os ovos de páscoa. No dia 15 de abril a Febave foi visitada e 43 alunos ganharam os ovos de páscoa e receberam a Librelato com uma apresentação cantando músicas de páscoa. A colaboradora Raiane Peters Becker se vestiu de coelha e fez a alegria da criançada. “Foi uma emoção única, a forma como aquelas crianças me olhavam. Olhares que nunca esquecerei. Isso fez lembrar a minha infância, fez sentir o verdadeiro gostinho da páscoa”, conta a colaboradora.

No mesmo dia 15 de abril, outro grupo dos Amigos da Comunidade estiveram na Apae de Içara onde foram recebidos com uma apresentação de teatro com o tema Paixão de Cristo. Os alunos estavam todos vestidos a rigor e fizeram os voluntários se emocionarem. “Esta é uma semana especial e se torna ainda mais com a visita da Librelato que já é nossa parceira em outros momentos”, afirma a presidente da Apae Cristina Bitencourt. A coordenadora de marketing Graziela Gislon concordou que Librelato e Apae é uma parceria de sucesso. “Gostamos muito de vir aqui ter esse dia tão especial, somos parceiros da Apae e, agora ainda com mais força, pois temos um comitê de colaboradores voluntários de Içara que poderá estar mais próximo ainda da instituição”, pontua a coordenadora. Foram 245 ovos de páscoa entregues aos alunos. O comitê de voluntários pegou firme na ação e distribuiu sorrisos. “Gostei muito de participar, ajudar os outros é sempre a melhor forma de fazer o bem e receber ele em forma de abraços e sorrisos. Esperamos que cada vez mais o grupo se fortaleça e cresça com mais colaboradores participando”, pontua Willian Soares Vasconcelos.

Em Içara, a CASPC – Casa de Apoio Social e Pessoas com Câncer também foi visitada e 24 crianças foram beneficiadas com a ação. “Ações como essa nos traz muito alegria. Nosso dia-a-dia é uma batalha e ver o sorriso das crianças que recebem esses ovos de páscoa é gratificante”, diz a assistente social Márcia dos Santos Silva Ferreira. Os colaboradores voluntários também adoraram a ação. “Poder estar presente na entrega dos ovos foi muito gratificante. O sorriso e a felicidade dessas pessoas nos transmite sinceridade e inocência nas suas atitudes, me emocionaram muito”, diz Jhulian de Lacerda Carvalho.

Em Criciúma, os Amigos da Comunidade levaram 80 ovos de páscoa no dia 15 de abril no Espaço Alternativo de Jiu-jitsu que voluntariamente dá aulas para crianças de bairros com risco social. Hoje, as aulas acontecem nos bairros Vila Francesa, Vila Esperança, Vila Progresso, Morada do Sol e Colonial. O atleta de jiu-jitsu Leonardo Jesus é quem dá aulas para as crianças. “O projeto ajuda a tirar a molecada das ruas. A luta é muito importante, pois tem uma filosofia envolvida e ajuda a educar essas crianças”, explica Leonardo. O projeto é tocado pelo atleta e por Marlon Albert. Também estavam presentes o colaborador Edson Batista Alves Lima, que faz parte do projeto de jiu-jitsu e Rafael Regis Wilson que é voluntário na Morada do Sol. Também em Criciúma, foi visitada a Escola Básica Serafina Milioli Pescador onde 255 alunos ganharam os ovos de páscoa. “Deixar de lado um pouco essa correria do dia-a-dia e poder participar de um momento de alegria com crianças é contagiante”, diz o colaborador voluntário José Cislano Ferreira.

No dia 16 de abril, os Amigos da Comunidade estiveram em Capivari de Baixo onde a Apae foi visitada e 131 alunos receberam os presentes de páscoa. Os voluntários foram recebidos com muita alegria e uma apresentação de dança com músicas de páscoa. “Nosso desejo para a Librelato é que cresça cada vez mais para continuar auxiliando quem precisa de ajuda. Sabemos que tudo que é doado é de coração”, diz a diretora pedagógica Rosilene Costa Antônio. O colaborador e voluntário da Librelato Allan Carlos Machado adorou a experiência. “Quando soube que poderia participar de ações como essa não pensei duas vezes. Fazer parte do Comitê de Voluntários é uma grande alegria”, afirma Allan. Também em Capivari de Baixo, os voluntários visitaram o CEACA – Centro de Apoio a Criança e ao Adolescente onde 147 crianças receberam os ovos de páscoa dos Amigos da Comunidade. “A Librelato já é nossa parceira, já nos auxiliou outras vezes e esse é o verdadeiro sentido da páscoa, o olhar ao próximo”, diz a coordenadora e assistente social Rosa Machado Silveira.

Para quem ajuda o retorno é em dobro como diz o colaborador Antonio Carlos Felix. “Para mim, poder ajudar é uma benção. Quando vi sobre o comitê de voluntários já me senti parte. O principal ponto de nossas vidas é que elas têm que ser uma eterna doação”, diz o colaborador. Outros ovos foram entregues em bairros de Orleans. Para a Librelato, realizar ações visando o próximo já faz parte das práticas da empresa. “A intenção da Librelato com o projeto Amigos da Comunidade é fazer o bem e estimular nossos colaboradores com nossa visão social de sempre ajudar ao próximo. Quando doamos ovos de páscoa demonstramos às crianças o verdadeiro sentido desta data e o retorno é um belo sorriso estampado em seus rostos”, pontua a gerente de marketing e jurídico Thayni da Silva Librelato.

Fonte: Librelato




Deixe sua opinião sobre o assunto!