Ranger Sport briga com picapes pequenas

Ford Ranger Sport 2014 (3)




Uma picape média bem equipada pelo preço de uma pequena de topo da linha. É esse o argumento usado pelo pessoal do marketing da Ford para anunciar o relançamento da versão Sport da Ranger. Com preço sugerido a partir de R$ 67.990, ela tem motor 2.5 flex de até 173 cv, tração 4×2 e câmbio manual de cinco marchas.

Para comparação, a Fiat Strada Adventure com cabine dupla, bloqueio de diferencial, câmbio automatizado, aletas no volante para trocas de marcha, som e retrovisores elétricos custa R$ 4,1 mil a menos.

A favor da Ranger está o motor mais potente – o 1.8 da Fiat gera até 130 cv e a maior capacidade de carga. Por outro lado, a Strada pode levar até quatro pessoas e, na configuração acima, libera o motorista de usar a embreagem.

A rival direta da Ford é a Chevrolet S10. A versão LS, de entrada, parte de R$ 65.890 e tem motor de até 147 cv, mas seus itens de série ficam muito aquém dos da concorrente.

A nova versão Sport da Ranger é baseada na XLS e traz, adicionalmente, faróis de neblina, controlador de velocidade de cruzeiro, travas, vidros e retrovisores elétricos. Outros destaques são o som com rádio, toca-CDs e tela multifuncional de 4,2” no painel.

O foco dessa versão não é o uso profissional. Mas como ela leva 1.455 quilos e sua caçamba tem 2,32 metros de comprimento e 1,56 metro de largura, a picape é uma boa opção para quem costuma transportar motocicletas, pranchas ou caiaques nos fins de semana.

Para os que ficam muito tempo no trânsito urbano, a Ranger acaba se tornando cansativa. Além de ser grande, o que dificulta manobras em vagas apertadas, o utilitário sacoleja demais quando está vazio.

Apesar disso, tem direção firme, com respostas rápidas e, graças ao diferencial deslizante, não dá sustos em curvas. Mas é preciso cuidado ao rodar em locais com baixa aderência, como grama e solo arenoso. Como a tração é atrás, se o motorista abusar do acelerador ela apresenta tendência a “sair” de traseira.

Falta ajuste de profundidade para o volante e de altura do assento. Mesmo assim, a posição de guiar é boa.

Trajetória

A primeira Ranger Sport surgiu como linha 2008. Assim como a atual, tinha apenas cabine simples, mas o motor era o 2.3 a gasolina de 150 cv.

Em 2010, a versão foi a primeira cabine-simples da linha a receber a reforma visual implementada em 2009. Em 2012, recebeu nova grade dianteira e para-choque pintado.

Fonte: Jornal do Carro




Deixe sua opinião sobre o assunto!