Falta de motoristas com qualificação prejudica transportadoras da região

motorista de caminhao




Com o investimento maior em caminhões modernos e mais seguros, o setor de transportes está com dificuldades para encontrar motoristas qualificados em Araraquara, São Carlos e região. A situação já gera prejuízos e obriga empresários a deixar os veículos parados. A alternativa para motoristas sem experiência é procurar cursos e se atualizar.

Em Araraquara, o pátio da transportadora do empresário David Soares de Campos está cheio de mercadorias, mas as entregas estão ameaçadas. A empresa tem oito caminhões parados e tem, com cada um, prejuízo de R$ 700 por dia. Ele quer contratar pelo menos cinco motoristas, mas não consegue. “Você liga no PAT e não acha. Demora de três a quatro meses”, afirmou.

Em uma transportadora de São Carlos, a empresária Larissa Luchesi tem quase 100 currículos, mas ainda não conseguiu contratar. “Faltam motoristas qualificados para preencher essas vagas. O caminhão já chegou a ficar parado 1 ou 2 meses”, disse.

Qualificação

A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística estima que faltam pelo menos 100 mil motoristas, cujos salários variam de R$ 1,4 mil a R$ 5 mil. Mais do que braço firme no volante, o motorista acostumado com a mecânica do transporte pesado, agora precisa dominar toda a tecnologia dos caminhões mais novos, que têm vários comandos são eletrônicos.

“Tem que ter uma atualização profissional para dirigir esse tipo de veículo. É preciso ter o curso de Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (Mopp, tem que ter direção defensiva, direção econômica”, afirmou o caminhoneiro Valdemir Pereira da Silva.

Cursos

As transportadoras exigem cursos dos motoristas até para abastecer o caminhão com o novo diesel S10. “Ele tem que saber mudar a rotação do motor, tem que aprender a usar esse diesel de uma forma diferente como ele costumava usar o diesel anterior”, afirmou o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas (Setcar), Natal Arnosti Júnior.

O setor enfrenta a falta de mão de obra oferecendo os cursos. A expectativa é formar até o fim do ano, pelos menos 50 mil motoristas, mas isso ainda não resolve a situação. “Ele vai ter que ter dois anos de experiência para poder trocar de letra para poder assumir um caminhão, mas é uma semente que está sendo plantada pensando na falta do motorista futuro”, disse Arnosti Júnior.

Os cursos de qualificação para caminhoneiros são gratuitos e podem ser feitos no Sest-Senat na região em Araraquara e Rio Claro.

Vídeo:

Fonte: EPTV




14 comentários em “Falta de motoristas com qualificação prejudica transportadoras da região

  • 16/09/2014 em 19:12
    Permalink

    Qualifiquem, treinem, invistam na parte humana, não pensem só no agora. Ah! sim, sei, desejam que o governo assuma este encargo, já que hoje o autônomo, quer longe seus filhos desta profissão. Por ser nestas famílias que durante anos, conseguiram a mão-de-obra necessária para o crescimento de suas empresas. Nos anos 80, ainda se podia dizer uma profissão com muitas e muitas coisas boas.Mas após este período, veio o esculacho ( anos 2000 p +), a derrocada da categoria dos autônomos e empregados. Tudo por conta da proliferação de empresas, agenciadores de cargas e, a falta de uma fiscalização rígida no setor. Virou terra de ninguem, fretes baixos, canibalismo empresarial. Antes sonegavam rios de dinheiro, com o quase ( alguns ainda conseguem) fim desta prática…Quase pq ainda para os amigos dos amigos do rei, a justiça é sempre cega. Voltaram-se para o cada um por si e, ninguem pelo autônomo,ou,empregado. Sindicatos são verdadeiras arapucas para enriquecer seus dirigentes e escada , trampolim político para muitos sindicalistas. O custo do frete aumenta a cada dia, mas muitos trabalham quase abaixo do custo, principalmente os grandes tubarões do transporte ( estes tem sempre regalias de créditos junto a rede bancaria a taxas que, chegam a ter cheiro de corrupção, ao se comprar a oferecida ao restante dos pequenos). BEM FUGI DO ASSUNTO..
    MAS INSISTO, NÃO FALTA CANDIDATOS APTOS A SE QUALIFICAREM, BASTA INVESTIMENTO DA PARTE DO EMPRESARIADOS CHORÃO.

    Resposta
  • 07/08/2014 em 11:54
    Permalink

    Olá e parabéns pelo blog.

    Deixo minha humilde dica de anúncio para encontrar motorista:

    procura-se motorista responsável e com disposição para envolvimento em cursos de aperfeiçoamento.

    A empresa oferece:

    Salário compatível com a função;
    Respeito ao profissional e a carga horária de trabalho;
    Pacote de benefícios (plano de saúde, ppr, etc…)
    Veículo de trabalho em perfeitas condições para o exercício da função;
    Possibilidade de levar a família em algumas viagens;
    Cursos de aperfeiçoamento;
    RESPEITO A VIDA DO PROFISSIONAL.

    Será que as empresas conseguem oferecer algo assim??

    Aposto que não vai faltar motorista na empresa!

    Abraços.

    Resposta
  • 23/07/2014 em 09:03
    Permalink

    Sou motorista CNH a d . e estou a procura de emprego quem estiver precisando de motorista estou a disposissao tenho 57 anos e disponibilidade de horário no aguardo

    Resposta
  • 14/05/2014 em 19:38
    Permalink

    Mais uma reportagem mentirosa.Cursei Fabet Caminhão Escola Básica Tenho Mop Pancary Um curso caro gastei entre escola e aulas praticas mais de 3.500;00 reais até este momento não obtive sucesso as empresa não dão oportunidades a iniciantes exigem tempo em carteira por isso não adianta se qualificar é jogar dinheiro pela janela.Estou cansado de bater de porta em porta pois dão rizada de mim. Ai fica estes jornalistas mau informados falando balelas pelos cotovelos sem antes terem se informado se realmente é verdade por isso digo quem esta precisando de reciclagem e qualificação são os repórtes. Que me de resposta .16 997876945

    Resposta
  • 13/05/2014 em 09:16
    Permalink

    Bem, novos tempos então no BB.. Antigamente até motorista de elevador concursado, ganhava os tubos em relação aos simples mortais. Creio que hoje O BB faz concurso, mas contrata no regime CLT. Já terceirizados sempre ganham merréca e fazem todo trabalho, para dar altos lucros ao explorador de plantão. Basta ver o caminhoneiro autônomo, sendo explorado dia a dia por tds. Do agenciador as grandes empresas, todos tiram proveito. Uns pedem comissão, outros criam frete retorno e complementos de carga que na verdade é a carga… rsrsrsr ..E os trouxas pegam.

    Resposta
  • 13/05/2014 em 07:40
    Permalink

    LEO TU TA ENGANADO, QUEM SERVE CAFEZINHO SAO OS TERCEIRIZADOS, MINHA IRMA TEM CURSO SUPERIOR JA TRABALHOU NO BB DE CAIXA, E GANHAVA 2570 REAIS BRUTO, PENSA…

    Resposta
  • 12/05/2014 em 21:11
    Permalink

    Tuco….2 mil reais é para os concursados na função de cafézinho. Então a responsabilidade é bem menor que caminhão, vidas, etc.. A não ser q coloque veneno no cafézinho do BB..

    Resposta
  • 12/05/2014 em 21:00
    Permalink

    a coisa ta preta pra todo lado, tem gente que estudou pra caramba fazendo concurso do banco do brasil pra guanhar 2000 reais, conheço muitos motoristas que mal sabe escrever o nome ganhando de 3 a 4 paus,ta ruim? sei que a carga horaria é dobrada mas nao sabe fazer outra coisa…

    Resposta
  • 12/05/2014 em 20:48
    Permalink

    Fabio. Nada a ver o S 10 e a falta de motoristas. Veja que para facilitar as contratações, veio a cx eletrônica, seja la o ishift q chamem, veio para ajudar a encontrar substitutos aos velhos motoristas. Facilitando as contratações, mas não levaram em conta a atualidade brasileira. Hoje jovens até desejam abraçar profissão, mas como exigem muito e oferecem pouco, falta candidatos; não que sejam inaptos a dirigir, mas sim aptos em aceitar o salário oferecido.
    Muitos entram na profissão, CLT, no inicio acham maravilhoso. Logo em seguida, passam a constatar a falta de vida social ( que hj juventude tem de sobra), o esforço por muito pouco, a falta de perspectiva de conseguir comprar um caminhão seu ( não tem como economizar)..e assim desistem. Os jovens de hoje, falo dos que pensam racionalmente, não os ninjas e os da cracolândia onde muitos tem buscado motoristas, não desejam uma vida sofrida, sem retorno, satisfação pessoal com famílias, amigos. Pois ao entrar nesta profissão, acabou-se o futebol, as festas em família, barzinhos com namoradas, assistir filhos crescerem, etc ; por 1600 reausssssssssssss por mês. Que em verdade é o que oferecem a vcs candidatos. Este papo de 5 mil, é besteira (coisa para choramingar na mídia e governo ver), nem se fizer toda economia de diesel e outras exigências para ganhar bonificações, atingindo metas, receberá este valor.. Para isto só traficando …kkkkkkkk.. Para dar lucro ao patrão.

    Resposta
  • 12/05/2014 em 20:02
    Permalink

    Reportagem mal feita: “Ele tem que saber mudar a rotação do motor, tem que aprender a usar esse diesel de uma forma diferente como ele costumava usar o diesel anterior”.
    Não entendi a relação entre o S10 e a falta de motoristas.

    Resposta
  • 12/05/2014 em 19:08
    Permalink

    Tudo PAPO furado fiz cursos de especialização na área no sest/senat,e onde esta a vaga.Tenho Moop ,Pancary e tudo o mais,onde esta o tal Patrão.

    Resposta
  • 12/05/2014 em 16:02
    Permalink

    Esta choradeira toda é enganosa. Empresários querem forçar governo a subsidiar e, dar mais benefícios a empresas. Desejam diminuir carga tributária e encargos trabalhistas. Assim aumentando suas margens de lucro a estratosfera. Não faltam candidatos e qualificados. Falta sim definir salários; isto de dizer que ganhos são variáveis entre 1400 e 5000 mil é absurdo. A maioria leva para casa, com trinta dias viajados corridos e muito miojo, arroz com linguiça, cerca de 1850-2000 mil .Empresas jornalisticas deformam informações, para se beneficiar, afinal vivem do anunciante(leia-se empresários).
    Alguem já viu alguma reportagem sobre a lucratividade comparativa entre autônomos e empresas ( mesmo as de fundo de quintal). Vejam o crescimento rápido de empresas, numero de equipamentos, filiais, etc. Comparem o pouco tempo para se firmarem, quase sempre se utilizando da falta de regulamentação no valor fretamento do autônomo. Pois são estes que inicialmente as fazem crescer. Todas começam explorando este filão de “trouxas”, vivem a brigar entre si e não exigem um valor justo pelo fretamento de parte das ditas empresas. Agora criaram uma nova modalidade de exploração…..chama-se: COMPLEMENTO DE CARGA e, da-lhe os trouxas pegarem, acreditando ser lucrativo. Antigamente carga era carga, pagava-se lotação do veículo, mesmo carregando por exemplo 6 ton. num truck de 12,5 ( os famosos 1113). Agora inventaram uma maneira de arrumar carona para as cargas deles, dividem em lotes de até 4,5 ton e entregam nas mãos de agenciadores .. Soda-se o autônomo.. Mas bem feito, aceitam calados a tudo..

    Alguem discorda…

    Resposta
    • 13/05/2014 em 13:48
      Permalink

      Infelizmente esta é a realidade atual LEO COE! E acrescento algo que já coloquei em outro post: empresa que trabalha com transporte de carga, tem 90% de desconto no IR sobre o lucro, ou seja eles pagam imposto apenas sobre 10% do faturamento. Não sei o que querem mais com essas manobras escusas para denegrir a imagem de um profissional!

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!