GM paralisa produção da picape S10 na planta de São José dos Campos

Linha de Produção GM Chevrolet S-10




A linha de produção da caminhonete S10 da General Motors (GM) em São José dos Campos (SP) foi suspensa na manhã desta quarta-feira (21). A interrupção foi causada por uma greve na Benteler, fabricante de autopeças em Campinas (SP) e que é fornecedora do complexo industrial da montadora no Vale do Paraíba.

A suspensão da produção, que afeta também a unidade de São Caetano do Sul, atinge cerca de 1.800 funcionários que trabalham na montagem do veículo em São José, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos. Eles foram dispensados das atividades nesta quarta. Não há informação de quanto tempo pode durar esta interrupção.

“A suspensão começou dia 20 na planta de São Caetano e chegou hoje às 10h na planta de São José. Ao todo, 10 mil funcionários devem ter parado de trabalhar”, disse Antônio Ferreira de Barros ‘Macapá,’ presidente do Sindicato dos Metalúrgicos em São José dos Campos.

O complexo da GM em São José emprega cerca de 6,5 mil trabalhadores e produz atualmente os modelos picape S10 e Trail Blazer.

A Benteler foi procurada, mas em função da greve ninguém foi localizado para comentar o caso.

Férias coletivas

Além da suspensão da linha da S10, os funcionários de São José dos Campos estão dispensados das atividades ‘day off’ nos dias 12,17 e 23 de junho, datas dos jogos da Seleção Brasileira na Copa.

A empresa informou também que, para ajustar o volume de produção à demanda do mercado, irá conceder férias coletivas em linhas de produção das três fabricas instaladas do país.

Em São José, a medida afeta a fábrica de comerciais leves de 12 a 29 de junho e a fábrica de transmissões e CKD, de 23 de maio a 23 de junho. No último mês de abril, cerca de 400 empregados ficaram parados por 21 dias em São José, também por conta de férias coletivas.

Fonte: TV Vanguarda




Deixe sua opinião sobre o assunto!