Nissan inicia produção do primeiro veículo comercial 100% elétrico

Nissan's second 100% electric vehicle starts global production i




Continuando seu plano de expansão da mobilidade com emissão zero, a Nissan dá início, em Barcelona, à produção do e-NV200, segundo modelo 100% elétrico fabricado em série pela empresa. A van que não emite gases chegará ao mercado europeu em junho, em três versões: carga, passageiros e táxi, que será parte das frotas de Londres, Nova York e Barcelona –a cidade espanhola será a primeira do mundo a receber os veículos adaptados para transporte de passageiros. A fábrica da marca na Espanha é a única a produzir o modelo, que vai ser exportado para 20 países, inclusive para o Japão.

Para fabricar o modelo em Barcelona, a Nissan investiu 100 milhões de euros. De acordo com Andy Palmer, chefe de planejamento da Nissan, o momento é histórico para a empresa, especialmente agora que os veículos elétricos são considerados a principal tecnologia para a mobilidade. “Enquanto muitas empresas concorrentes estão iniciando as atividades nesse segmento, nós somos os líderes com mais de 110 mil unidades comercializadas do Nissan LEAF em todo o mundo”, disse durante a cerimônia de início da produção.

Nissan's second 100% electric vehicle starts global production iFrank Torres, vice-presidente de operações industriais da Nissan Espanha, ressaltou a importância da produção local de um modelo que será marco na história da indústria automobilística, assim como foi o LEAF. “Temos a honra de fabricar o segundo modelo 100% elétrico da Nissan aqui. É resultado do trabalho duro e da qualidade de anos. É a segunda vez que um veículo para exportação, inclusive para o Japão, sairá daqui. Uma conquista fantástica para nós”, afirmou.

No início deste ano, um protótipo da e-NV200 rodou em testes pelo Rio de Janeiro em situação real de trabalho realizados pela Nissan e a FedEx Express, subsidiária da FedEx Corp., como parte do projeto mundial de desenvolvimento da versão de série. Além do Brasil, o veículo deste projeto foi testado no Japão, no Reino Unido, nos Estados Unidos e em Cingapura.

Fonte: Nissan




Deixe sua opinião sobre o assunto!