O Brasil é campeão da soja apesar de estradas como a BR-163

expedicao-veja-nova-mutum-mato-grosso-20140515-002-original




O Brasil é o maior exportador de soja do mundo. O Mato Grosso é o maior produtor do país, e Sorriso é a cidade recordista em grãos no Estado. A maior parte do que é colhido no município é escoada pela BR-163, que cruza o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul. Por aqui passam mais de 30% da soja exportada pelo Brasil. Percorremos um longo trecho da rodovia e constatou o assombroso contraste entre a frágil infraestrutura de transportes à disposição dos produtores e a modernidade do Brasil competitivo, que quebra recordes seguidos de safra e compete no mercado internacional.

Em muitos trechos, a rodovia federal se assemelha a uma vicinal mal conservada, estreita e sem acostamento. A sinalização é quase inexistente. Os buracos se multiplicam. Longas filas de caminhões percorrem o trajeto a uma velocidade reduzida, frequentemente inferior a 60 quilômetros por hora. É espantoso perceber que boa parte da riqueza produzida no Brasil passe por aqui.

expedicao-veja-nova-mutum-mato-grosso-20140515-001-originalA BR-163 é o eixo em torno do qual se expandiu a produção de grãos no Mato Grosso nos últimos anos; Lucas do Rio Verde e Sorriso, duas cidades que enriquecem com a produção de soja, estão à beira da rodovia. Mais adiante, no sul do Pará, a BR-163 sequer é asfaltada.

Além do risco de acidentes, a péssima qualidade da BR traz um considerável custo adicional aos produtores. A conta inclui gastos com o conserto de veículos quebrados, pagamento de dias extras para os motoristas por cauda de lentidão do percurso e o desperdício de carga provocado pelo chacoalhar dos caminhões.

A reportagem percorreu até agora cerca de 400 quilômetros na BR-163 e na 364, que também é utilizada para o escoamento da soja; em alguns pontos, máquinas preparavam o terreno para obras de duplicação. Mas a velocidade das melhorias está muito aquém do crescimento econômico da região. Os trechos em obras devem estar prontos só em 2019.

Fonte: Expedição Veja




2 comentários em “O Brasil é campeão da soja apesar de estradas como a BR-163

  • 20/05/2014 em 15:15
    Permalink

    Podemos até ser o maior exportador de grãos do mundo, porem a custo de trabalhadores anônimos que levam este país nas costas, nossos políticos deveriam ser menos hipócritas e cuidar desta fatia de trabalhadores que deixam suas casas e viajem muito por estas péssimas estradas transportando a riqueza do país, enfrentando assaltos, humilhação, má alimentação, regras e leis absurdas para rodar, se existisse tantas regras, leis, taxas e punições para bandidos, com certeza não haveriam mais bandidos, porem para quem trabalha existe muitas. Quando teremos governantes que governem para o povo e não contra o povo? Será que jamais acharemos um grupo de politicos brasileiros patriotas, comprometidos com os interesses do povo? Gostam de exibir estas reportagens, porem ver o custo ao cidadão que está por detrás disso tudo, isso não querem…..

    Resposta
  • 16/05/2014 em 17:19
    Permalink

    Perguntem ao Governo Federal se realmente há interesse em facilitar a exportação e, como consequência o trabalho dos motoristas. Estes profissionais, além de algumas transportadoras que os consideram um mal necessário, tem que enfrentar uma legislação adversa, assaltos por falta de segurança nas estradas, postos de combustível que atendem motoristas como se estes não existissem, e, ainda por cima são considerados os responsáveis por todos os acidentes que acontecem nas estradas. Podem perguntar para qualquer pessoa que não entenda de caminhões e transporte. Eles vão responder que os caminhões são um perigo.Claro, se você der uma cortada no caminhão, ele dificilmente conseguira parar ou desviar bruscamente e daí o acidente será inevitável.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!