Iveco cede Tector GNV para ação ambiental da Sulgás durante a Copa do Mundo

Iveco - Combustíveis Alternativos




As possibilidades no universo dos combustíveis renováveis nunca se esgotam. E a Iveco nunca para de investir em inovação em tecnologias limpas, que visem à melhor relação com o ambiente. A parceria celebrada com a Sulgás (Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul) e o DMLU (Departamento Municipal de Limpeza Urbana) é um exemplo disso. O projeto contará com um semipesado Iveco Tector 170E20 movido a GNV, para atuar na coleta de resíduos orgânicos gerados por dois espaços que receberão torcedores durante os jogos da Copa do Mundo: o Acampamento Farroupilha e o Fifa Fan Fest, situados na Grande Porto Alegre (RS), e sua transformação em combustível renovável.

Por meio de um processo químico relativamente simples, os resíduos recolhidos serão processados, passando por uma triagem, na qual são separados para envio à planta de produção de GNVerde instalada no município de Montenegro (RS), mantida pelo Consórcio Verde-Brasil. Feito o processo, o resultado final é um combustível com alto poder calorífico, que abastecerá o próprio caminhão em suas operações diárias de coleta, resultando em um processo totalmente sustentável. O GNVerde (marca exclusiva da Sulgás), ou biometano, é resultado da decomposição de resíduos orgânicos, com características químicas bastante semelhantes às do gás natural, e por isso dispensa qualquer modificação ou ajuste no motor.

O Tector GNV adotado pela Sulgás emite 90% menos material particulado do que o modelo com motor Euro 5 e é capaz de reduzir em 74% a emissão de NOx. “Trata-se de uma tecnologia amplamente difundida ao redor do mundo, sobre a qual a Iveco já possui vasta experiência. No Brasil, já temos veículos em testes de longa duração desde 2012. Há longa data também atuamos com esse combustíveis em outros mercados onde o uso do GNV é uma exigência”, acrescenta Fábio Nicora, gerente de inovação e desenvolvimento de novos projetos da Iveco.

No caso da parceria com a Sulgás, completa Nicora, o ciclo é completo, absolutamente sustentável, o que torna a operação ainda mais interessante do ponto de vista ambiental. O caminhão começa a atuar no circuito entre as duas concentrações de torcedores no dia 12 de junho, data de abertura da Copa do Mundo, e segue até meados de julho, concomitantemente ao término do mundial.

Esta é a segunda vez que a Iveco se associa à Sulgás em um projeto ligado à tecnologia de combustíveis alternativos. Em 2013 outro semipesado Iveco Tector GNV foi adotado em uma parceria com a Sulgás, Revita/Solví, DLMU Porto Alegre e PUC-RS. “O veículo rodou 18 mil quilômetros na aplicação de coleta de resíduos em Porto Alegre e apresentou uma média de consumo excepcionalmente boa. Com esta nova ação, queremos reafirmar o resultado obtido em 2013 e mostrar que esta tecnologia é viável na realidade do mercado brasileiro”, esclarece Nicora.

A ação conta ainda com a participação da concessionária Iveco Bivel, na capital gaúcha, a Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Comitê Gestor da Copa RS, da Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer, Realeza Furgões e o Consórcio Verde-Brasil, formado pelas empresas Ecocitrus e Naturovos.

O motor

Desenvolvido e fabricado pela FPT Industrial, líder mundial na produção de motores GNV há 25 anos, com mais de 16 mil propulsores comercializados no mundo, o NEF6 GNV com tecnologias renomadas que proporcionam maior eficiência, economia e desempenho do veículo, possui cilindrada de 5,9 litros e é equipado com injeção de combustível multiponto, sistema de aceleração eletrônico Drive by wire e sistema de controle em malha fechada, além de turbocompressor com válvula de controle Waste Gate e intercooler.

Desenvolve 147 kW de potência (200 cv) e torque de 650 Nm, atendendo ao padrão europeu de emissões EEV e com baixos níveis de ruído e vibrações. Conta também com o sistema avançado de diagnose de falhas, que possibilita intervalos de manutenção de 30 mil quilômetros.

Para todos os gostos

A Iveco, marca detentora de uma gama completa de veículos comerciais, dos semileves aos extrapesados, tem um grande histórico de experiências com o GNV em vários segmentos do transporte. A linha Daily é um exemplo disso. A começar pelo reconhecimento concedido em 2009 pela revista inglesa Fleet Van, uma das mais renomadas mundialmente no segmento, para um Iveco Daily versão furgão movido a GNV. O veículo foi eleito “Van Verde 2009” em virtude de atributos como redução de 62% das emissões de CO2 na comparação com a versão a diesel Euro 5.

No Brasil, a Daily segue a mesma trilha de sucesso. Em maio deste ano, o grupo Martins iniciou testes com um Daily Furgão GNV 35S14, protótipo desenvolvido pela Iveco e testado por órgãos reconhecidos no setor de transportes, como BHTrans (empresa de transportes da capital mineira) e Fetcemg/Setcemg (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do Estado de Minas Gerais).

Com redução de 84% da emissão do NOx, 25% menos CO2 e 96% menos material particulado, se comparado com um veiculo diesel Euro 3, o Iveco Daily GNV circulará pelas ruas de Belo Horizonte até novembro em operações de entregas rápidas de produtos leves.
“O Daily GNV é ideal para serviços de distribuição e logística urbana, pois é um veículo ágil, com baixo consumo de combustível, e atende às mais rigorosas regras de emissões. Além disso, proporciona diminuição de ruídos em seis decibéis em relação ao mesmo motor diesel”, explica Fábio Nicora.

A Iveco é a maior fabricante mundial de veículos comerciais movidos a GNV. Até hoje, mais de 12 mil unidades a gás natural, de diferentes modelos, já foram comercializadas em diversos países. São milhares de veículos em vários tipos de aplicações, principalmente as mais severas, como é o caso de serviços de coleta de lixo, em que figura a frota da cidade Madri, na Espanha, composta por Iveco Stralis GNV,e os exemplares brasileiros do Tector GNV.

Fonte: Iveco




Deixe sua opinião sobre o assunto!