Sistema eletrônico vai flagrar caminhões que fogem das balanças

caminhões - pesagem




A partir de agosto um sistema eletrônico vai flagrar os caminhões que circulam nas rodovias federais com excesso de peso. Principalmente os caminhoneiros que fogem da balança obrigatória. O novo equipamento já está sendo testado pela Polícia Rodoviária e pela Agência Nacional de Transportes Terrestres.

As balanças funcionam do mesmo jeito há 60 anos nas rodovias federais. Caminhoneiros e empresas de transporte tiveram tempo de sobra para aprender a enganar o sistema. Só em uma balança da Via Dutra, 120 caminhões escapam diariamente da fiscalização.

Quanto mais peso no caminhão, mais dificuldade para dirigir e frear. Imagens cedidas pela Polícia Rodoviária Federal mostram quando motoristas perdendo o controle das carretas (vídeo abaixo). Segundo a ANTT, são 70 mil acidentes com caminhões por ano nas rodovias brasileiras.

O novo sistema lê a placa, manda a informação para o computador e a multa é aplicada na hora. “Praticamente instantâneo. Nós estamos usando tecnologia mais avançada pra fazer esse tipo de trabalho. A partir daí fazer autuação e seguir todo o processo até multar, recursos, recursos administrativos, recursos jurídicos, até o termino da operação”, explica o responsável pelo sistema Rômulo Cioffi.

O sistema também flagra a falta do registro nacional de transportes rodoviários de carga: a licença tirada a cada cinco anos que permite o tráfego por todo o país. Ele está em teste nas balanças da Via Dutra e já reduziu em 30% as fugas das balanças. O equipamento deve estar nas treze rodovias federais do país em agosto.

Vídeo

Fonte: Jornal Hoje




22 comentários em “Sistema eletrônico vai flagrar caminhões que fogem das balanças

  • 16/06/2014 em 12:35
    Permalink

    Concordo com amigo santos esse entre eixo so nao acaba porque e o unico meio deles nos roubar e isso mesmo roubar porque mesmo estando tudo certo eles acham sempre excesso no entre eixo e a maioria e de 10 a 80 kilos,tem base numa carreta com 32 tn ter um excesso de 10 kilos; isso e um absurdo

    Resposta
  • 16/06/2014 em 07:48
    Permalink

    Nós vamos ser reduzidos ao pó. Vamos virar muinha…

    Resposta
  • 15/06/2014 em 12:01
    Permalink

    tem mesmo criticar certa coisas porque esta muito baguncada mesmo os cara vem ai com essas asneiras de que os mostoristas sao culpado de tudo,mas no entanto os maiores culpados sao mesmos, este que nao querem ver de quem sao os responsaveis por tudo ,agora ve bem ai isentaram o IPVA dos MAQUINARIOS AGRICOLAS e das AUTOS ESCOLAS que isso, acabei de ver que nos somos mesmos muitos dezunidos e isso e o que eles querem .

    Resposta
  • 13/06/2014 em 23:03
    Permalink

    O que eu acho errado e a pesagem entre eixo que nao deveria existir so com peso bruto,porque eles sempre acham uma desculpa para multar alguem,entao quem sera que estao errados os caminhoneiros ou os bandidos dos fiscais!!!!!!

    Resposta
  • 13/06/2014 em 20:28
    Permalink

    Nenhum caminhão, mesmo com peso correto não consegue parar em curta distancia, seus merdas mentirosos, subam antes em um caminhão e viagem, tenham experiencias e depois vão e legislem corretamente…

    Resposta
  • 13/06/2014 em 20:25
    Permalink

    Porque não criam formas eletrônicas de patrulhar e pegar veículos roubados? porque não trabalham diminuindo custo do transporte, principalmente com pedágios, porque não fazem uma planilha de custo e resolvem diminuir os impostos do transporte? cambada de mentirosos hipócritas, criam esta merda de ANTT que temos que sustentar para trabalhar contra nós….um dia haverá justiça sobre estes hipócritas….

    Resposta
  • 13/06/2014 em 20:18
    Permalink

    Se os hipócritas estivessem mesmo preocupados com o bem estar e segurança dos cidadãos deveriam legislar sobre o frete, pois quem acha que caminhoneiro anda pesado porque gosta está muito enganado, anda-se pesado afim de tentar ganhar algo, pois quem anda com peso de balança nos fretes atuais estão pagando para trabalhar, não se trata de ganhar pouco e sim pagar para trabalhar, exceto é claro as grandes transportadoras que pegam os fretes diretamente, ai a coisa muda, mais para aqueles pequenos que utilizam transportadoras de intermediárias, o frete é de fome. Não seria necessário cada dia caminhões maiores nem mesmo a carga horária dos autônomos serem tão grandes, então não venham com esta hipocresia de segurança, quer mais segurança ? vai patrulhar as divisas que entram drogas e armas todos os dias….

    Resposta
  • 13/06/2014 em 16:47
    Permalink

    Acabar com a roubalheira do PEDAGIO isso ninguem corre atraz, ta todo mundo do governo dos trabalhadores preocupados em faturar $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    Resposta
  • 13/06/2014 em 16:10
    Permalink

    o peso extra se da divido a miseria do frete tenho certeza se frete voçe justo niguem queria por peso fora de balança em deu caminhao isso se chama desespero nao tem a onde arrumar dinheiro para honrar seus compromiços ai que entra o o chamado peso a mas permetido eu ja tive caminhao eu sei como doi ter que colocar peso a mais espero que envente um radar para ver quanto os caminhoneiros sao roubados no frete ai vai ficar

    Resposta
    • 15/06/2014 em 11:45
      Permalink

      seu comentario foi bem correto Edison

      Resposta
  • 13/06/2014 em 10:34
    Permalink

    O Brasil precisa mudar. Isto só acontecerá quando elegermos outros. Mesmo assim não é certeza. Logo, como não é certeza, é melhor mudar enquanto é tempo. E vamos fiscalizar como estão atuando, Deputados, Senadores e Vereadores. Que caminhões devem ter preferência em rodovias é uma coisa lógica, pois o País move sua produção (+de 65%) por meio deles. É claro que não pode baguncear, caminhões deveriam ficar na faixa direita e só sair quando for para ultrapassar.

    Resposta
  • 13/06/2014 em 09:27
    Permalink

    Amigos, no calor de meu desabafo, escrevi (DENIT) com a inclusão da letra “E”, mas o correto é DNIT, sem a letra “E”, desculpem-me!

    Resposta
  • 13/06/2014 em 09:22
    Permalink

    É muita conversa “fiada”, sabemos que não existe fiscalização quase nenhuma em nossas rodovias e que a PRF está sucateada. Os postos da PRF em grande parte estão desativados, ou com pouquíssimos agentes trabalhando. A intenção do DENIT é uma só, arrecadar, pois se desejassem mesmo reduzir acidentes estariam postados em vários trechos das estradas e isso não acontece. O vídeo é uma tendenciosa mentira para induzir pessoas a pensar que é o excesso de peso, como pode saber que foi excesso de peso e os caminhões que não conseguiram parar foram os carregados. Ora isso é mais que lógico até para os leigos. Um caminhão mesmo com a carga dentro do permitido e até abaixo da capacidade máxima tem maior dificuldade em parar que o vazio. O excesso de velocidade deve ser combatido e isso somente minimizaria os acidentes em grande parte. Outro ponto são as condições das estradas que forma projetadas há mais de 60 anos também e não receberam as adequações necessária para os veículos mais modernos e os agentes do DENIT transferem toda a responsabilidade aos caminhoneiros, isso é uma covardia. Se cada um de nós assumíssemos a nossa parcela de responsabilidade, como por ex; motorista dentro da lei, PRF nas pistas, DENIT melhorando as rodovias, Motoristas mais bem preparados , governo investindo mais nas melhoria e nos traçados das rodovias, ai certamente caminharíamos para um transito mais humanos e sem acidentes. Agora quando cada um repassa o culpa para os outros, o problema só aumenta e os acidentes acontecem. Uma boa observação é que estradas devem ser priorizadas a tráfego de caminhões, veja que as rodovias durante o período noturno são ocupadas por mais de 90% com caminhões e são exatamente esses que levam o nosso alimento as mesas e no entendo somos vistos como os principais vilões dos acidentes. Sou comprometido com a segurança no transito e penso que todos deveriam ser assim, mas existem bons e maus motoristas assim como existem bons maus policiais, PRFs. fiscais de DENIT, jornalistas, etc…
    Hoje somos umas das classes mais criminalizadas do Brasil, somos desrespeitados em todos os nosso direitos, nos locais de embarque e desembarque de carga, nas rodovias, nos pontos de parada onde temos de fazer nossas necessidades fisiológicas no chão e sob carrocerias, sem direito a banho, sem direito a uma boa alimentação, sem respeito por motoristas de automóveis, e tudo mais que for possível. Motorista e “merda” (perdão pela colocação), são vistos da mesma forma, ou seja com nojo! No pátio da TSA “Cia Sid do Atlântico, em Itaguaí RJ os motoristas estacionam em um pátio de terra, poeirento ou com muito barro, sem nenhuma infraestrutura para apoio as suas primeiras necessidades, não tem nada, nem banho, e são tratados não como parceiros mas sim como adversários. Vamos nos manifestar contra as coisas que nos atingem!, ontem mesmo um carreteiro estava desolado em um posto de abastecimento na Fernão Dias em MG, com a carreta estacionada e lamentando o preço do frete, não estava conseguindo nem pagar suas prestações menor que R$5.000,00 com um cavalo 2010 e uma carreta nova. Isso é um absurdo e depois querem que esse motorista cumpra com suas obrigações quando o estado, as empresas de transportes nos exploram em todas as situações!

    Resposta
    • 13/06/2014 em 16:45
      Permalink

      Meu kmarada Zé cueca, e isso tudo acontece sob a batuta de um governo que se diz dos TRABALHADORES, é uma roubalheira de louco…

      Resposta
  • 12/06/2014 em 16:05
    Permalink

    Vem com atraso a fiscalização. O excesso de peso deve ser tratado de forma mais clara e mais incisiva, a multa deve ser aplicada para ambas as partes, para o caminhoneiro que permitiu carregar seu caminhão quanto para o empresário que aproveitou e carregou o excesso do seu produto. Andar no peso correto é mais seguro, mais econômico e não melhora o frete com o peso, o que estamos acostumados a ver na estrada.
    A classe precisa de mais regulamentação e mais fiscalização, somente por este caminho estaremos tirando aqueles que estão no transporte de cargas por modismo e deixando aqueles que estão para realizar o trabalho de forma séria e competente.

    Apoio à fiscalização, espero que ela seja estendida de forma séria e completa por todo o país.

    Resposta
    • 13/06/2014 em 16:41
      Permalink

      meu kmarada Daniel, tu deve ser um tremendo funcionario publico com um salario daqueles de encher o bolso, para de puxar saco do estado, pois nois ja pagamos impostos demais, seu mané…….

      Resposta
    • 15/06/2014 em 11:39
      Permalink

      estou de pleno acordo com vc

      Resposta
  • 12/06/2014 em 16:00
    Permalink

    Kkkkkk,e só modificar o número da placa com creme dental branco que a multa nunca chega,como esses caras são bobinhos,não sabem nem fiscalizar.

    Resposta
    • 13/06/2014 em 16:38
      Permalink

      QUALE MARCELO, dando dica pro homi, porra…tem qui fazer naõ?

      Resposta
  • 12/06/2014 em 15:21
    Permalink

    isso é uma grande mentira estão preoculpados em ganhar mais dinheiro com as multas e quanto aos acidentes das imagens aquilo foi excesso de velocidade e não do peso e quando se trata do estado pode ter certeza ele só quer ganhar do cidadão mesmo se ele estiver certo ou errado e as balança são da rodovia e a concesionaria esta lá para ganhar igual o governo se eles estivesse preoculpado pesaria pelo o pbt e não por eixo onde quase nunca bate certo eles multam com 100 quilo de excesso no eixo sendo que nos estavamos carregado com 25t sendo que a carreta é para 27t pode ter certeza de uma coisa para mudar tem que parar acorda galera.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!