Librelato comemora 45 anos com Caminhada Ecológica‏

Caminhada Ecológica Librelato 3




A manhã de sábado, 26 de julho, foi marcada pela 1ª Caminhada Ecológica da Librelato S.A. Implementos Rodoviários. O evento foi em alusão aos 45 anos de empresa, completados este ano, em 03 de maio, e uma oportunidade de homenagear o eterno líder da empresa, José Carlos Librelato, o Lussa (in memorian).

Mais de 350 colaboradores e familiares participaram da Caminhada Ecológica que saiu da matriz da Librelato, em Orleans, às 8 horas, com suas camisetas ecológicas personalizadas com diferentes frases de Lussa Librelato. Também fazia parte do kit ecológico um boné e uma etiqueta que veio nas camisetas com sementes para plantio. Cada kit foi obtido através da entrega de 5 kg de alimento, totalizando mais de 1.750 kg que a empresa está doando para instituições e comunidades de Orleans, Capivari de Baixo, Criciúma e Içara. “Em todas as ações da Librelato procuramos unir essa prática de ajudar o próximo, pois sabemos que uma empresa não se constrói sozinha e sim, com a união de grandes pessoas”, explica o presidente do Conselho de Administração Aloir Librelato.

Na saída da Librelato, antes do início da caminhada, o coral Menino Jesus, composto por 22 crianças e comandado por Vanderlei Mendes, fez a abertura recebendo os participantes com lindas canções e, os profissionais de educação física Antônio Geraldo Pizzolatti Júnior e Ana Lúcia Vargas fizeram as instruções da caminhada e os alongamentos iniciais. Durante toda a trajetória, a Librelato contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Rodoviária, Corpo de Bombeiros e o Curso de Enfermagem da Unibave. A Caminhada Ecológica foi realizada com diversas paradas com tendas, cadeiras, frutas, água e atrações culturais em homenagem ao eterno líder Lussa Librelato que era um grande apaixonado e apoiador da cultura. Na primeira parada, próxima ao Campo do Conde, o grupo de capoeira Cordão de Ouro realizou uma apresentação para o pequeno descanso dos grupos que por ali passavam. Após 3 km houve a segunda parada, em um local rodeado por belas árvores, pedras e cachoeira onde os participantes tiraram inúmeras fotos e aproveitaram o sertanejo de Vanderlei Honório Volpato, do qual Lussa era fã, que estava tocando violão e gaita. E, após mais 3 km, na comunidade do Rio Novo, foi a terceira e última parada antes da chegada onde a orquestra de cordas Camerata Criciúma encantou os caminhantes com seus violinos, violas clássicas, violoncelo e contra baixo.

Uma mesa de café estava montada no sítio, na Ponte Preta, quando os participantes da Caminhada Ecológica chegaram. Uma cerimônia foi feita para marcar a inauguração do Sítio Lussa Librelato e um discurso foi realizado pelo mestre de cerimônias e colaborador Delby Machado relembrando a história de José Carlos Librelato. A filha de Lussa, Thayni Librelato, juntamente com seu esposo Ulisses Gabriel, e os irmãos de Lussa: Aloir, Gim, Arcangelo, Mire e Maurina foram chamados para inaugurar oficialmente o Sítio Lussa Librelato. A família Librelato plantou as primeiras árvores do sítio e, após a inauguração, todos os presentes também puderam plantar as árvores e registrar seus nomes em placas que identificam as espécies e os responsáveis pela plantação.

O Sítio Lussa Librelato foi oficialmente inaugurado, através do corte da fita e os primeiros visitantes puderam deixar suas assinaturas em um grande quadro exposto dentro da casa principal. Diversas fotos de José Carlos Librelato emocionou a todos e, em especial um memorial de Placas de Carros em que conta a história do valor que Lussa dava para seus carros, sendo que vendia o carro como primeira medida quando a empresa passava por qualquer crise. E, o memorial com Placas de Caminhões que relembrava que aos 17 anos, Lussa traçou 17 objetivos, entre eles, ter um caminhão. “Meu pai sempre será meu maior exemplo, ele não tinha apego às coisas. Mesmo o carro fazendo parte de seu sonho traçado aos 17 anos, quando tinha uma crise na empresa era a primeira coisa que vendia para poder quitar a folha de pagamento dos colaboradores. Para ele os sonhos tem que ser realizados de acordo com as nossas possibilidades. Pois pessoas sempre estão em primeiro lugar. Finalizar a construção deste sítio, que era o sonho dele, é meu sonho também se tornando realidade”, diz a gerente de marketing e jurídico e Conselheira Thayni da Silva Librelato.

A manhã seguiu animada com a apresentação de famoso cantor Gustavo Godois, seguido do corte oficial do bolo dos 45 anos da Librelato. Os parabéns pelos 45 anos da Librelato foram entoados pelas mais de 350 pessoas presentes. Os participantes receberam adesivos de 45 anos da Librelato para colar nos carros. Além disso, foi feita uma cápsula do tempo, em forma de um pequeno caminhão. Os participantes da Caminhada Ecológica preencheram cupons com mensagens de desejos de como querem ver a Librelato daqui há 5 anos. A cápsula foi guardada para ser aberta na comemoração de 50 anos da empresa. Balões brancos e azuais foram soltos ao final do evento como homenagem a José Carlos Librelato. “A Caminhada Ecológica foi um momento importante na história da Librelato, nosso encontro de 45 anos nos proporcionou momentos intensos. Primeiro com a gente mesmo, de se movimentar, cuidar da saúde e do nosso corpo. E, também foi uma forma de fugir da correria do dia-a-dia, aproveitar o trajeto, e de estarmos unidos com nossos colegas de trabalho”, analisa o CEO José Carlos Sprícigo.

Fonte: Librelato




Deixe sua opinião sobre o assunto!