Será que faltam caminhoneiros?

Caminhões na BR-476 - Foto de Rafael Brusque Toporowicz - Blog do Caminhoneiro




Mais uma vez saiu na mídia uma matéria falando da falta de caminhoneiros e da preocupação dos produtores com a dificuldade de escoamento da produção por causa disso. O Sindicato das Empresas de Transporte de Mato Grosso do Sul disse que faltam mais de 4 mil motoristas naquele estado.

Mas onde estão as vagas? No Blog do Caminhoneiro há espaço para publicação de vagas de emprego e também de currículos, e o número de currículos é impressionantemente maior que o número de vagas.

Caminhoneiros que conheço, com anos de experiência, um deles, que conversou com o Blog, trabalhou até como Master Driver em uma das mais importantes montadoras de caminhões do Brasil, estava desempregado e não conseguia nenhuma oportunidade. Milhares de jovens motoristas, muitos deles com seriedade e postura de profissional, não conseguem a primeira oportunidade de trabalho.

De acordo com Alexandre Rangel, caminhoneiro de Linhares no Espírito Santo, duas situações agravam o problema da falta de oportunidades: “Creio eu que são dois fatores mais agravantes… O primeiro é a falta de experiência, muitas vezes não comprovada em carteira, e a outra é a necessidade de ter alguém para influenciar, um amigo ou conhecido, que já esteja na empresa na qual a pessoa queira entrar. Mas acho que das duas, a influência de alguém é mais importante que a própria experiência”.

Hélio David de Almeida, colunista aqui do Blog e sócio de uma transportadora, diz que o problema não é a falta de experiência, mas sim a mentalidade de quem decide ser caminhoneiro, a onda “jovem” que tem tomado conta dos noticiários com acidentes e atitudes imprudentes e nada profissionais atrás do volante, além de não se ter confiança de que o motorista vá ficar na empresa, e que, se sair do emprego, o que fará com a empresa. Por isso, se o candidato à vaga for indicado por alguém de confiança, terá mais chance de conseguir o emprego.

Outro grande ponto, que dificulta a contratação de caminhoneiros, é a falta de vontade de muitas empresas em treinar os motoristas jovens sem experiência, dentro da própria empresa, ao lado de um motorista experiente. As poucas empresas que fazem isso tem um ótimo retorno, já que o jovem aprendiz terá o conhecimento fornecido pela empresa, para trabalhar em um veículo da empresa, evitando vícios de trabalho, com erros corriqueiros, diminuindo riscos e quebras do veículo.

O investimento das empresas em caminhões cada vez mais tecnológicos e caros mudou o perfil do caminhoneiro, antes generalizado em um motorista sujo de graxa, para um profissional uniformizado, educado e cada vez mais antenado. Agora, além dos conhecimentos básicos de direção e mecânica, o caminhoneiro precisa entender de computadores de bordo, rastreadores, além de conviver com cobranças por médias de consumo e horários cada vez mais apertados.

Se o perfil das empresas também não for atualizado, logo teremos proprietários de caminhões, com grandes frotas, tendo que sentar atrás de um volante para cumprir contratos.

A profissão de caminhoneiro, que na verdade se trata de um estilo de vida, está realmente afastando os motoristas experientes e diminuindo o número de novos caminhoneiros, por causa de vários problemas enfrentados na estrada, como falta de segurança, acidentes e tantos outros. Por isso é necessário uma grande modificações dos padrões do relacionamento entre caminhoneiros e empresas, visando melhorar a vida de quem está no volante e também a rentabilidade do negócio de transportes.

Blog do Caminhoneiro




3 comentários em “Será que faltam caminhoneiros?

  • 29/05/2017 em 09:50
    Permalink

    Com toda a certeza a opinião de Alexandre Rangel de Linhares espírito santo está mais que correta é só falta de uma ligação entre profissionais e empresas.
    Por outro lado também existem empresa a que dão treinamentos mas não têm garantia nenhuma que o profissional ficará trabalhando ali por um bom tempo muitos recebem o treinamento e logo saem sendo assim um gasto em vão para a empresa.
    Eu por exemplo tenho carteira categoria E mas devido a tantas dificuldades para arrumar emprego que já nem procuro mais. É se achar emprego outas dificuldades aparecerão como segurança por exemplo.
    Se eu encontrar vaga ainda quero mas vou analisar rota se é longe se é perto se é lugar perigoso ou não é muito mais…não podemos entregar nossa vida a troco de nada.
    Um dia fui em uma grande empresa procurar trabalho mostrei a eles a minha habilitação os meus cursos de capacitação profissional e acima de tudo a minha vontade de trabalhar como motorista mesmo assim Me negaram trabalho no outro dia eu já tinha desanimado eu estava vendo televisão em uma entrevista em que a empresa estava desesperadamente procurando motoristas aí me desanimou ainda mais porquê a empresa disse na entrevista que as pessoas não querem trabalhar como motorista Mas isso é mentira porque junto comigo havia muitas pessoas para se candidatar em vagas naquele mesmo emprego.

    Resposta
  • 28/05/2017 em 15:19
    Permalink

    Boa tarde mw chamo Everaldo. Estou parado .estou a procura de uma vaga no mercado. Sou carreteiro ha 3 anos sem vicios mwu cel pra cobtato.. 24 998445107

    Resposta
  • 09/11/2016 em 20:03
    Permalink

    Gostaria de saber onde estão estas vagas! Pois sou profissional tenho experiência com carreta, caminhão traçado e outros, lembrando que tenho vários amigos na mesma situação, desempregado ; tenho 49 anos goso de boa saúde e confesso que nunca fiquei tanto tempo desempregado.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!