GREVE: Caminhoneiros mantêm bloqueios em estradas do país nesta segunda

Greve dos Caminhoneiros (3)




Caminhoneiros mantêm nesta segunda-feira (2) interdições totais ou parciais em estradas do Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Durante o dia, houve protesto e bloqueios também no Paraná, em Mato Grosso do Sul, interior de São Paulo e em Goiás.

Em nota divulgada no domingo (1º), o governo federal afirmou que ampliará a presença de policiais nas estradas para assegurar o cumprimento de decisões judiciais que determinaram o desbloqueio de rodovias.

Uma nova reunião foi marcada entre caminhoneiros e empresários, com mediação do governo, para o dia 10 de março. O encontro servirá para que as duas partes cheguem a um acordo sobre uma tabela que calculará os novos preços dos fretes.

Nesta tarde, a presidente Dilma Rousseff sancionou, sem vetos, a nova Lei dos Caminhoneiros. O ato faz parte de acordo entre governo e categoria para o desbloqueio de rodovias no país.

Mato Grosso

Em Lucas do Rio Verde, caminhoneiros mantêm bloqueio pelo 12º dia
Em Lucas do Rio Verde, caminhoneiros mantêm bloqueio pelo 12º dia

Dois trechos da BR-163, em Lucas do Rio Verde e Sinop, a 360 km e a 503 km de Cuiabá, respectivamente, encontram-se bloqueados desde a manhã desta segunda-feira (2).

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária Rota do Oeste, responsável pela administração da rodovia, os manifestantes impedem o tráfego de veículos pesados, no km 686, em Lucas do Rio Verde, e no 839 km, em Sinop. Só é permitida a passagem de veículos de passeio e ônibus.

A região Norte do estado tem sido a mais afetada com esse protesto, já que as interdições em trechos da BR-163 impedem a chegada de combustíveis e de outros alimentos a diversas cidades. Água e gás também estão em falta no comércio de alguns municípios.

Rio Grande do Sul

Greve dos Caminhoneiros (2)
PRF escolta caminhões-tanque que partiram de Ijuí

Um dos protestos de caminhoneiros no Rio Grande do Sul terminou em confronto entre manifestantes e homens da Tropa de Choque da PRF e da Força Nacional de Segurança na tarde desta segunda-feira na BR-116, em Camaquã, no sul do estado. Uma pessoa foi presa.

Um comboio formado por 19 caminhões-tanque carregados de combustível saiu de Ijuí, no noroeste do Rio Grande do Sul, em direção a várias cidades do estado, nesta segunda,escoltado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Devido ao bloqueio dos caminhoneiros nas estradas, que já dura oito dias no RS, os postos de combustível não estão recebendo gasolina, diesel e etanol e os produtos estão em falta em várias regiões.

No início da madrugada desta segunda, motoristas voltaram a fazer bloqueios. Em Camaquã,manifestantes atearam fogo a quatro pneus de caminhão empilhados. Segundo a PRF, há protestos em seis trechos de estradas federais, com bloqueios parciais.

A PRF prendeu 18 manifestantes em rodovias federais no estado nesta segunda. Só no km 66 BR-292 em Pelotas, no Sul do estado, foram 11 presos. Outros seis foram detidos na BR-386 em Tio Hugo e outro, na mesma rodovia, em Fontoura Xavier. Segundo a polícia, um dos presos estava com garrafas pet cheias de gasolina e outro tinha um taco de beisebol. Eles serão ouvidos e depois liberados.

No domingo, foi enterrado o corpo do caminhoneiro atropelado durante um protesto em São Sepé. Ele tentava impedir a passagem de um caminhão na BR-392.

Santa Catarina

Pelo menos três rodovias federais de Santa Catarina registram interdições em quatro pontos.
O estado já chega ao 13º dia de protestos de caminhoneiros. Segundo a PRF, às 11h45 desta segunda havia 18 pontos com bloqueios no estado.

Sem ração, animais estão morrendo em frigoríficos e propriedades rurais do estado. Por causa da paralisação, os ingredientes para fazer o alimento dos animais não chegam aos produtores, afirma o Sindocato das Indústrias e Derivados de Carne do estado.

Caminhoneiros autônomos se reuniram nesta tarde com o prefeito de Itajaí para debater o preço do frete e melhorias de infraestrutura da área de espera do complexo portuário da região. Desde quinta-feira (26), os manifestantes impedem que caminhões entrem no Porto de Itajaí e também no Terminal Portuário de Navegantes.

Na madrugada desta segunda, um trecho de bloqueio foi liberado: o km 71 da BR-470, em Indaial, na região do Vale do Itajaí. Segundo a PRF, o trecho foi fechado no final da tarde de domingo e aberto nas primeiras horas da madrugada.

Neste domingo, os bloqueios aconteceram na BR-158, BR-163 e BR-282. A operação de desbloqueio da BR-158, na noite de domingo, terminou em confronto entre caminhoneiros e agentes da PRF.

Fonte: G1




Deixe sua opinião sobre o assunto!