Transportadora Schwengber, uma história de pai para filho

Cliente Librelato (2)




Paulo Roberto Schwengber, cliente da Librelato S.A. Implementos Rodoviários tem muita história para contar. Fiel à marca, Paulo acredita que trabalho e honestidade são os pilares para prosperar.

A foto principal da matéria ilustra duas gerações. Em cima o pai do cliente, Armindo Edwino Schwengber orgulhoso com sua rural, seu caminhão e um chimarrão em frente à sua casa em 1969 na cidade de Colorado/RS. Embaixo, a cena se repete com o filho Paulo e seu implemento da Librelato.

A história no ramo dos transportes iniciou com o pai Armindo Edwino Schwengber que tinha uma loja que vendia de tudo um pouco e, na época, trocava soja e milho por mercadoria da loja. “Trabalhar com transportes vem de berço, pois sempre tivemos caminhão em meio aos negócios”, conta Paulo. Armindo lutou pela emancipação de Colorado/RS e foi o primeiro prefeito do município, quando faleceu era o vice-prefeito da cidade. “Meu pai era visionário, quando adoeceu disse ao meu irmão que era para ele dar continuidade a venda de fertilizantes, pois a agricultura e transporte seria o futuro. Ele sabia o que estava dizendo”, lembra Paulo.

A família com a mãe Erminda Herter Schwengber e sete irmãos continuaram tocando os negócios do pai. O terceiro filho de Armindo, João Carlos Schwengber, comandou a loja e os caminhões até 1982 quando casou, saiu da cidade e Paulo ficou como responsável.

Muito trabalho foi feito e, em 1998 Paulo e sua esposa Graziela Riva Schwengber se mudaram com o filho pequeno João Paulo Riva Schwengber de caminhão para Goiás, para a cidade de Leopoldo de Bulhões, onde abriram a Transportadora Schwengber Ltda. Cinco anos depois começaram a plantar lavoura e nasceu a segunda filha, Izadora Riva Schwengber.

Atualmente, atendido pela representação de Goiás EFC implementos Rodoviários, Paulo conta que comprou o primeiro implemento da Librelato em 2000 quando tinha três carretas 03 eixos. “Quando conheci a marca dei meu voto de confiança e comprei uma carreta 03 eixos, depois comecei a trocar toda a frota por bicaçamba e desde então só compro Librelato. Estou satisfeito e sou fiel à marca”, afirma Paulo.

Fonte: Librelato




Deixe sua opinião sobre o assunto!