Setor de transportes demite 20 mil só neste ano em Mato Grosso

caminhoes de soja




A queda no ritmo da economia impacta sobre o desempenho do setor de transporte, central no processo de produção e consumo. Em Mato Grosso do Sul, há uma frota aproximada de 10 mil caminhões parados, 16% do total dos cerca de 60 mil veículos existentes no Estado, de acordo com estimativa do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística no Estado (Setlog–MS). Segundo o presidente da entidade, Claudio Cavol, a situação provocou o desemprego de 20 mil trabalhadores sul-mato-grossenses apenas neste ano.

“O setor de transportes é o primeiro que sente a melhora ou a piora da economia. E, agora, com a a previsão de queda do Produto Interno Bruto (PIB), a situação do setor deve ficar ainda pior”, comenta Cavol, referindo-se à redução das projeções de avanços da atividade econômica nacional.

Na segunda-feira (22), o Banco Central divulgou nova estimativa de recuo da economia – o PIB deve fechar o ano com retração de 1,1% (a projeção anterior era de redução de 0,5%). Isso ocorre ao mesmo tempo em que a estimativa de alta inflacionária aumenta – a variação esperada passou de 7,9% para 9%.

Fonte: Correio do Estado

 




Deixe sua opinião sobre o assunto!