AGCO planeja colocar a marca de tratores Fendt no Brasil

economia-fendt-trator-agco




A AGCO planeja trazer para o Brasil em até cinco anos um trator da marca Fendt, sua subsidiária com distribuição de equipamentos pela Europa, América do Norte, Ásia e Austrália. O equipamento, que deve ser lançado no mercado europeu em 2017, será o primeiro da companhia no país, onde a multinacional atua no mercado de máquinas agrícolas com a Massey Ferguson e a Valtra.

De acordo com os executivos da empresa, a promessa da linha chamada de Fendt 1000 é de um equipamento de alta potência, com motores que chegam a 500 cavalos. Outro diferencial, segundo eles, é o sistema de transmissão, que promete maior eficiência na condução da máquina.

Em encontro com jornalistas, nesta semana, em Brasília (DF), o CEO Global da AGCO, Martin Richenhagen, explicou que o produto deve demorar mais para chegar ao Brasil por causa de diferenças da produção em relação a outras regiões onde os equipamentos da marca estão no campo. Segundo ele, os tratores são utilizados em distâncias mais longas, que, em grandes fazendas, chegam a 5 ou 6 quilômetros. Além disso, o plantio da safra brasileira é feito com mais linhas e as temperaturas são mais altas.

“São necessários testes adicionais”, disse ele, sem detalhar qual a estratégia que está sendo pensada para a apresentação do novo trator no mercado brasileiro. “Acredito que em dois anos depois da apresentação do trator na Europa, ele possa ser vendido no Brasil”, afirmou o executivo.

Criada como um fábrica de tratores de pequeno porte, a Fendt, com matriz europeia, surgiu em 1930 a partir da construção de uma máquina de apenas seis cavalos de potência. A companhia foi adquirida pela AGCO em 1997. Suas linhas atuais de equipamentos incluem tratores, colheitadeiras e enfardadeiras.

Fonte: Revista Globo Rural




Deixe sua opinião sobre o assunto!