Governo vai reforçar fiscalização sobre lei dos motoristas de caminhão

prf fiscalizacao caminhoes




Depois de uma reunião nesta terça-feira (28) com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, e representantes do Comando Nacional do Transporte (CNT), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, anunciou que a pasta vai reforçar a fiscalização da jornada de trabalho dos motoristas profissionais de transporte de cargas.

“Vamos planejar mais ações integradas com a Polícia Rodoviária Federal”, ressaltou o ministro, lembrando que o órgão participa de um grupo móvel que fiscaliza o cumprimento da legislação. Ronaldo Nogueira ressaltou que o cumprimento da jornada é vital para a segurança nas estradas do País.

A chamada Lei dos Caminhoneiros, sancionada em 2015, estabelece o trabalho diário de motoristas profissionais de até 12 horas, sendo duas extras e duas definidas em acordo coletivo.

“Em muitos casos, os motoristas continuam ultrapassando 16 horas de trabalho sem parada. Não se trata da falta de pontos de parada, mas de desrespeito às regras”, relataram Ivar Luiz Schmidt, Fábio Luis Roque e Sícero Teodoro, da direção do Conselho.

Os representantes da CNT também solicitaram que o exame toxicológico para os motoristas seja custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Junto ao ministro Ronaldo, vamos conversar com o Ministério da Saúde, a quem compete analisar esse pedido”, afirmou o ministro Osmar Terra.

Propostas e alternativas serão estudadas e analisadas pela Secretaria de Inspeção do Trabalho para depois serem convertidas em medidas efetivas.

Fonte: Portal Brasil




13 comentários em “Governo vai reforçar fiscalização sobre lei dos motoristas de caminhão

  • 02/01/2017 em 23:43
    Permalink

    Vão acha o que faze vão se preocupa em mais segurança nas estradas Do ibo Régis Bittencourt BR 116 são Paulo bando De ipocritas

    Resposta
  • 19/09/2016 em 11:46
    Permalink

    Sou caminhoneiro autônomo. Concordo com a aplicação da lei. Mas ela só vai surtir o efeito esperado quando o Motorista e o Embarcador responderem juntos quando pelo descumprimento.
    Da maneira como está estamos sendo obrigados a descumprir a lei.
    E quem falou que o problema não é falta de pontos de apoio é porque não conhece a realidade do nosso trabalho.

    Resposta
  • 19/09/2016 em 11:19
    Permalink

    Vai ser um negócio lucrativos pqra os donos de postos de combustível, o frete mal da pra manter o cargueiro, agora vai parar geral,Óleo R$3,04 banho R$ 8,00 pernoite no posto R$ 10,00.

    Resposta
  • 18/09/2016 em 23:48
    Permalink

    Concordo com parada de 12 horas .mas vai para aonde ? Nos postos pra ser asaltado. pra toma banho paga pra dormi paga .fazem uma lei. mas primeiro faz o lugar pra parar decente….

    Resposta
  • 18/09/2016 em 23:38
    Permalink

    Eu quero é ki o país mas se foda. Esses políticos corruptos ñ deixão mas agente trabalhar. Tem ki se forem mesmo ñ tenho pena

    Resposta
  • 18/09/2016 em 23:30
    Permalink

    O negócio desse governo é lascar os pobres trabalhadores, mas acho que os brasileiros merecem os governantes que tem, morrem e ñ aprendem!

    Resposta
  • 18/09/2016 em 23:00
    Permalink

    O negócio é volta p roça pilotar trator lá n tem polícia tomando dinheiro metendo multa a revelia nem governo inventando leis absurdas num país sem rodovias

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!