Motoristas são flagrados burlando pedágio na BR-153 em SP

caminhao furando pedagio

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A concessionária que administra a BR-153 cedeu imagens com flagrantes de vários motoristas burlando o sistema de cancela automática de pedágios em Lins e Lupércio (SP). Nos seis primeiros meses desse ano, a concessionária registrou uma média de 43 evasões de pedágio por dia. A maioria na divisa entre São Paulo com Paraná, longe da fiscalização policial. Mas a concessionária monitora todas as evasões por meio de um centro de controle. Esse ano, por exemplo, já foram 7.800 casos.

Em um dos flagrantes, dois caminhões se aproximam da praça de pedágio, o primeiro reduz a velocidade até a abertura da cancela, já o segundo, bem perto do caminhão da frente, passa colado, tudo isso para não pagar a tarifa. Em outro flagrante, um carro se aproxima bem devagar da cancela, depois que toca, ela desarma. Aí o motorista segue viagem, ignorando o pagamento da tarifa, de R$ 4,30.

As cenas se repetem todos os dias. São 347 quilômetros e quatro praças de pedágio ao longo do trecho. Em uma praça que fica em Lins um caminhão chega bem devagar, toca na cancela, que acaba destravando e o veículo segue viagem sem pagar a tarifa. Depois a funcionária volta a cancela no lugar.

Nos casos de evasão do pedágio, a Polícia Rodoviária Federal é avisada pelos operadores e pode multar o motorista. A infração é grave, e custa R$ 127, além de cinco pontos na carteira de habilitação. “A fiscalização pode ser também por imagens, isso já permitido desde 2015 por uma portaria do Denatran”, diz o policial Luis Lourenço.

Segundo a concessionária, 95% das infrações são cometidas por caminhoneiros. “Quem tem o aparelho da cobrança automática sabe que tem que passar a no máximo 40 km/h, manter uma distância de 30 metros do veículo da frente e levemente com o pé sobre o freio, porque nós estamos tratando com eletrônico e pode falhar, é raro, mas pode falhar. E isso ocorrer ele em que ter tempo de frear e se proteger contra um acidente”, afirma Barradel.

Em todo ano passado, foram 13.685 evasões de pedágio registradas ao longo da BR-153, um prejuízo de quase R$ 100 mil. Por causa disso, a evasão de pedágios também é um problema de todos os motoristas, não só daqueles que burlam a lei. Para tentar evitar tanto prejuízo, as concessionárias que administram as rodovias incluem o valor das perdas na tarifa, segundo o gerente de operações da concessionária que administra a BR-153, Vlademir Barradel.

“Toda vez que alguém deixa de partilhar dentro de uma sociedade, em um condomínio, outros pagarão por isso, sempre tem. Então a parte da concessionária, os usuários passam a ter prejuízo por conta de outras pessoas”, explica.

Fonte: G1

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *