Comil apresenta Invictus DD

comil invicus dd (2)

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A fabricante de carrocerias de ônibus Comil, de Erechim, no Rio Grande do Sul, apresentou nesta segunda-feira, 15 de agosto de 2016, o Comil Campione Invictus DD.

O veículo é considerado estratégico para a empresa que quer ampliar a participação no segmento de ônibus rodoviários de alto padrão.

O modelo também deve ser voltado à exportação, em especial para a América Latina, onde o uso de ônibus deste tipo é corriqueiro até em percursos médios, a exemplo da Argentina.

Este mercado deve crescer, já que são cada vez mais comuns as empresas que buscam ter na frota ônibus de dois andares. Nas linhas regulares, é possível oferecer duas categorias de serviço, como ocorre com a aviação comercial. Para o fretamento, este tipo de ônibus pode ser indicado para turismo ou mesmo viagens que precisam atender um número maior de passageiros.

O lançamento em época de crise econômica no País e retração no mercado de veículos pesados, também faz parte de uma estratégia da companhia que quer estar pronta para quando atividade no setor começar a recuperar o fôlego.

comil invicus dd (1)A Comil informou que uma das preocupações foi atender às expectativas de mercado com veículo modernizado e de manutenção mais simples.

As linhas incorporam o design do Comil Invictus 1200, apresentado em 2015, com menos vincos, o que facilita a limpeza e reparos.

A companhia que, com modelo quer concorrer de frente com o Paradiso 1800 DD, da Marcopolo, também afirmou que o ônibus conta com materiais que deixam a carroceria mais leve, influenciando também na redução do consumo.

Com o fim das atividades da Busscar, que teve falência decretada desde 2012, a Marcopolo atuou quase sozinha neste segmento.

As fabricantes Neobus e Irizar não oferecem ônibus DD (Double Decker) e a líder do segmento de urbanos, Caio, tem expressão quase nula no mercado de rodoviários.

Até então o modelo da Comil no segmento de rodoviários de dois andares era o Campione DD, cuja algumas unidades continuam em produção.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *