Campo de provas da Iveco se destaca em mais de um ano de operações

Campo de Provas - Iveco (1)

800x150_blogodocaminhoneiro_02

O Campo de Provas da Iveco, em Sete Lagoas (MG), o primeiro da categoria a ser erguido em toda América Latina, acaba de completar um ano de funcionamento com uma das mais completas estruturas para testes de veículos comerciais, transportes e de defesa. Nesse período, mais de 600 veículos, do Brasil e de países vizinhos, como a Argentina, enfrentaram testes de resistência e de durabilidade que comprovaram a operacionalidade em situações reais de uso.

“O objetivo é assegurar a qualidade dos produtos da marca e que eles sejam entregues aos clientes após rigorosas avaliações. Obtivemos também uma significativa redução nos custos e no tempo de validação”, destaca Marco Borba, vice-presidente da Iveco para a América Latina. Clientes da Iveco, como a empresa Transportes Sílvio, também utilizam o complexo para testar os veículos. A ação é uma parceria da montadora com a rede de concessionárias.

O Campo de Provas está localizado numa área de 300 mil metros quadrados dentro do complexo industrial da Iveco. As avaliações, dinâmicas e de desempenho, são realizadas exaustivamente com as composições e cargas reais das aplicações, e as provas de freios são realizadas em uma pista de alta velocidade, do tipo oval, com 1.650 metros de extensão. Além disso, o Campo de Provas conta com pista especifica para teste de ruído, requisito para homologação do veículo, pista de fadiga estrutural acelerada e teste de conforto em um circuito desenhado para atender a demanda de todo o portfólio da Iveco.

“O empreendimento possibilitou que nossos produtos saiam da linha de produção e possam ser avaliados em nossas dependências”, ressalta Darwin Viegas, diretor de Engenharia de Desenvolvimento do Produto. O Guarani, blindado da Iveco, passa por testes específicos, solicitados pelo Exército Brasileiro, para comprovar a capacidade de partida em rampa, potência em trechos íngremes, durabilidade do freio de estacionamento e da embreagem e prova de navegabilidade, uma vez que o Guarani é um veículo anfíbio.

O projeto do Campo de Provas levou em conta também o cuidado com o meio ambiente. A Iveco obteve o aval do Ibama para a construção e, como contrapartida, realizou o plantio de 25 mudas de Pequi, espécie nativa da região, para cada árvore retirada do terreno. Além disso, o Instituto realocou para regiões vizinhas ninhos de aves que habitavam o local.

Fonte: Iveco




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *