Cresce o número de recall de veículos em 2016

Cargo 2842 6X2 (22)

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A quantidade de campanhas de recall realizadas no primeiro semestre de 2016 representa 59,6% do total registrado em 2015. Os números estão disponíveis no Boletim Recall – Veículos, elaborado pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Cidadania (Senacon/MJC) e pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), do Ministério das Cidades. O relatório conjunto é inédito e faz parte das comemorações da Semana do Trânsito.

O Boletim mostra que em 2015 foram realizadas 114 campanhas durante todo o ano. Já em 2016, somente até o mês de junho, a Senacon já havia anunciado 68 chamamentos para que os consumidores realizassem trocas ou reparos nos veículos que entraram no mercado. Só neste ano, mais de 900 mil automóveis, caminhões e motocicletas foram alvos de recall.

Com a publicação do documento, a Senacon e o Denatran destacam o aumento do número de recalls nos últimos anos e a relevância da atuação articulada e interdisciplinar para a garantia da segurança dos veículos que rodam no Brasil. Os dois órgãos mantêm parceria desde 2008 e, em 2010, editaram uma norma que trouxe elementos específicos para aperfeiçoamento dos chamamentos de veículos automotores.

O relatório mostra também quais são os principais motivos das campanhas de chamamento entre 2013 e 2016. Problemas com air bag estão no topo da lista, com 26% do total. Em seguida vêm freios (17%), sistema de combustível (16%) e motor (11%), entre outros.

O Boletim traz os números de recalls feitos entre 2013 e 2016, com informações sobre defeitos, riscos aos consumidores, componentes mais afetados, comparativos percentuais, dados sobre os problemas mais recorrentes e uma parte específica sobre a atuação dos órgãos governamentais nas investigações de acidentes de consumo.

De acordo com o secretário nacional do Consumidor,Armando Luiz Rovai, o relatório lançado é uma entrega a mais da Senacon ao consumidor brasileiro, que passa a contar com novos elementos de informação, estudo e tomada de decisão na relação de consumo.

Segundo o diretor do Denatran, Elmer Coelho Vicenzi, a publicação reforça a importância de defesa do consumidor e órgãos de trânsito trabalharem juntos. O diretor defende a continuidade dos projetos conjuntos e a ampliação da parceria com a Universidade de Brasília (UnB), que há dois anos realiza estudos e análises de segurança veicular para subsidiar ações do Denatran e da Senacon. Os resultados dessa parceria estão igualmente relatados no Boletim.

Confira aqui o Boletim Recall – Veículos.

Fonte: Ministério da Justiça




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *