F-Truck: pilotos têm penúltima chance de descarte de pontos em Londrina




formula-truck

800x150_blogodocaminhoneiro_02

Até o final da 21ª temporada da Fórmula Truck estarão em disputa 159 pontos para a definição do campeão desta temporada, que tem vários pilotos na briga matemática. De acordo com o regulamento da categoria, os participantes têm de, obrigatoriamente, descartar o resultado de uma das nove etapas de 2016. Nove sim, pois a décima, marcada para dezembro em Curvelo, Minas Gerais, não entra na lista das que podem ser jogadas fora. Assim, além da prova programada para dia 9 de outubro no mais veloz circuito do Brasil, somente podem ser eliminados os pontos de Guaporé, no Rio Grande do Sul, no dia 6 de novembro.

A classificação geral do Campeonato Brasileiro tem a liderança de Felipe Giaffone, com 281 pontos, seguido por Paulo Salustiano (249) e por Diogo Pachenki, vencedor da prova em Tarumã, que chegou a 230. Dos três, o único que já tem um descarte definido é Salustiano, pois na corrida de Curitiba ele teve problemas e abandonou nas duas fases. Até agora, Giaffone tem de tirar 23 pontos da etapa de Goiânia, e Pachenki os 18 conquistados em Londrina, pois em Interlagos, onde foi desclassificado, não é possível descartar.

Assim, se nas duas possibilidades, Giaffone tiver um resultado com pontuação menor do que a de Goiânia, trocará por essa. Na mesma situação está Pachenki, mas com a desvantagem da Exclusão Desportiva pena imposta pelos comissários da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) na corrida disputada na capital paulista. Salustiano se tiver problemas e, eventualmente abandonar, fica numa situação complicadíssima em termos matemáticos, pois manteria seus 249, zerando duas corridas.

Fonte: Fórmula Truck




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *