Mercedes-Benz do Brasil celebra 25 anos de seu Centro de Desenvolvimento Tecnológico

desenvolvimento-caminhao-mercedes-benz

800x150_blogodocaminhoneiro_02

No dia 29 de agosto de 1991, a Mercedes-Benz do Brasil inaugurava, em sua planta de São Bernardo do Campo (SP), o maior Centro de Desenvolvimento Tecnológico do setor de veículos comerciais do País e da América Latina. Este CDT é também o maior fora da Alemanha para caminhões e ônibus da marca Mercedes-Benz.

“É uma feliz coincidência comemorarmos os 25 anos do CDT justamente quando a Empresa celebra os seus 60 anos de atividades no País”, afirma Christof Weber, vice-presidente de Desenvolvimento Caminhões e Agregados da Mercedes-Benz do Brasil.

Graças à atuação de seu CDT, a Empresa foi pioneira no lançamento dos primeiros motores a diesel com gerenciamento eletrônico no Brasil. Depois, trouxe para o País motores ainda mais “limpos”, com exclusiva tecnologia BlueTec 5, compatível com o rigoroso padrão Euro 5. Também teve papel essencial na renovação total e simultânea de toda a linha de caminhões e de chassis de ônibus, em 2012, e do atual portfólio de caminhões, que chegou ao mercado este ano.

CDT consolida o compromisso com o desenvolvimento tecnológico

A inauguração do CDT significou a consolidação das atividades de desenvolvimento tecnológico da Mercedes-Benz do Brasil, trabalho iniciado muito tempo antes, em 1963, com a implantação da Engenharia de Produtos, dedicada a caminhões, chassis de ônibus e agregados de veículos comerciais. No ano de 1970, foi criada a área de Engenharia Experimental para veículos, motores e componentes. Com o CDT, em 1991, houve um agrupamento das diversas equipes e a centralização das atividades num mesmo local.

“Graças à atuação do CDT, somos hoje um dos pólos da rede mundial de desenvolvimento da Daimler Trucks”, destaca Christof Weber. “Estamos no mesmo nível das unidades similares da Daimler na Alemanha, Estados Unidos, Japão e Turquia, realizando trabalhos globais e desenvolvendo projetos que podem ser lançados em outros países. Isso confirma a capacidade brasileira de gerar soluções com alcance mundial”.

No segmento de ônibus, a Empresa também ocupa importante destaque. A Mercedes-Benz do Brasil é o centro mundial de competência da Daimler para o desenvolvimento e produção de chassis de ônibus. A unidade brasileira é, portanto, a referência para as demais empresas do Grupo.

Inovação tecnológica

Com 18.000 metros quadrados de área construída, num terreno de 40.000 metros quadrados, o CDT conta hoje com cerca de 500 profissionais, entre engenheiros, técnicos e outros especialistas.

Sua equipe altamente qualificada é responsável pelo desenvolvimento de novas linhas de caminhões e chassis de ônibus. A família de caminhões Accelo, por exemplo, foi totalmente criada no Brasil, assim como os aprimoramentos constantes das linhas Atego, Axor e Actros.

A linha de chassis de ônibus também é totalmente desenvolvida no Brasil. Além de aprimorar ainda mais modelos já consagrados pelo mercado, a equipe do CDT criou recentemente novos conceitos de produto, como os superarticulados O 500 MDA e UDA (low entry) para carroçarias de até 23 metros, com capacidade para mais de 200 passageiros. Esta solução da marca vem obtendo sucesso crescente no País, especialmente em faixas exclusivas, corredores e sistema BRT (Bus Rapid Transit) de grandes capitais.

Ao longo da trajetória de 25 anos do CDT, a Mercedes-Benz do Brasil também se destacou pelo desenvolvimento de agregados, como motores, sistemas de transmissão, eixos e outros, assim como pela introdução de equipamentos de avançada tecnologia para caminhões e ônibus no mercado brasileiro.

Entre os modernos recursos aplicados a veículos comerciais no Brasil incluem-se câmbio automatizado, computador de bordo, diagnose on board, piloto automático, limitador de velocidade, exclusivo freio-motor Top Brake, sistemas ABS e ASR, retarder, freios a disco, sistemas de elevação/rebaixamento e de ajoelhamento da suspensão de chassis de ônibus e muitos outros.

O desenvolvimento de produtos e a geração de soluções para o transporte de carga e de passageiros estão ligados também à sintonia da Mercedes-Benz com as necessidades dos seus clientes. Ela está sempre atenta às demandas e sugestões de transportadores, gestores, operadores, encarroçadores e fornecedores, mantendo-se alinhada às tendências de mercado.

Os engenheiros e técnicos do CDT também trabalham permanentemente com o desenvolvimento do uso de combustíveis alternativos ao diesel de petróleo. Entre as experiências pioneiras da Mercedes-Benz do Brasil incluem-se, com sucesso, testes em bancos de prova e em caminhões e ônibus com diesel de cana e biodiesel.

Hydropuls, estado da arte em testes de durabilidade

Em seu CDT, a Mercedes-Benz do Brasil conta com os avançados recursos do Hydropuls, um sofisticado banco de provas que simula a operação de um veículo numa condição severa, acelerando o processo de avaliação de um componente para que os resultados dos testes de durabilidade sejam alcançados mais rapidamente.

Com base em informações recebidas de veículos em teste de campo, que são instrumentados com sensores, o sistema reproduz no banco de provas as mesmas condições daquela operação. A partir daí, o Hydropuls acelera os testes, podendo realizá-los durante 24 horas por dia. Em 200 horas, por exemplo, o Hydropuls simula o equivalente a 50.000 km de rodagem, o que poderia levar um ano para ser realizado na pista de testes.

O Hydropuls da Mercedes-Benz do Brasil é o estado da arte em termos de aceleração de testes de durabilidade, podendo testar diversos tipos de componentes e conjuntos, como cabina, motor, coxins, câmbio, eixos, chassi, parachoque, tanque de combustível, painel de instrumentos e muitos outros.

Fonte: Mercedes-Benz




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *