Operação fiscaliza jornada de trabalho de caminhoneiros na BR-155

fiscalizacao prf caminhoneiros

800x150_blogodocaminhoneiro_02

Em Marabá, no sudeste do Pará, uma operação do Ministério do Trabalho e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fiscalizou na última quarta-feira (31) a carga horária dos motoristas de caminhões. A operação se concentrou em frente ao posto da PRF na BR-155.

Neste primeiro momento, os alvos foram motoristas de caminhões, mas ainda este ano o Ministério do Trabalho e Emprego pretende fiscalizar também ônibus e vans.

“A necessidade surgiu em razão de inúmeras denúncias que o Ministério do Trabalho recebeu em função de excesso de jornada de trabalho dos motoristas. O motorista trafegando na via num tempo muito maior do que a lei prevê”, afirma Caroline Corassini, auditora fiscal.

“O intuito dessa fiscalização é não só autuar, mas sim fiscalizar, monitorar, pra ver se eles estão obedecendo a esses limites estabelecidos pela legislação. Para que possa proporcionar não só a segurança própria do condutor, mas dos outros usuários que estão trafegando junto com eles na rodovia”, ressalta Gustavo Holanda, agente da PRF.

Desde 2015, com a aprovação da lei dos caminhoneiros, os motoristas são obrigados a fazer parada a cada 5 horas e meia da jornada ao volante. Por mês, a Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego de Marabá tem recebido uma média de cinco denúncias contra empresas que não cumprem a nova legislação.

Para os caminhoneiros, a operação precisa acontecer com mais frequência. “Você trabalha mais descansado, está mais atento, já evita muita coisa. A estrada que a gente trafega é perigosa, falta mais sinalização. Então, se você está mais descansado, você está mais atendo”, afirma o motorista Raimundo Nonato.

Fonte: Rede Liberal




13 comentários em “Operação fiscaliza jornada de trabalho de caminhoneiros na BR-155

  • 05/09/2016 em 00:32
    Permalink

    Que bom já tem alquem fiscalizando quem trabalha de verdade e quando vão fiscalizar os que não trabalham .será que o mundo é de vagabundos…

    Resposta
  • 04/09/2016 em 14:51
    Permalink

    isto tinha que fazer todos os dias ,,já viajei de leopo a salvador são 1600 k com 19 h de viajem ,,não recebi uma moeda a mais tem que acaba com horario de empresa que obriga os caminhoneiro fazer horario

    Resposta
  • 01/09/2016 em 21:56
    Permalink

    Olha só, tem que fiscalizar, todos caminhones, que trafegam, com destino á pernambuco, pela br 135, 116, 101, tambem entre paulo afonso, e caruarú, todos com destino á Goiana PE, no transporte de peças para á fabrica jeep. À maioria, são obrigados á rodar 18 hs por dia, eu mesmo, tenho documento que me obriga, chegar com dois dias e meio, de Sao Paulo à Goiana. Quero aproveitar pra saber, pra quem posso denunciar este documento esdruxulo, da empresa operlog.

    Resposta
  • 01/09/2016 em 21:11
    Permalink

    Porque a polícia rodoviária….civil. ..não descobre tantos roubos de caminhões que esta acontecendo todos os dias no Brasil? Pq será? Pra onde estão levando nossos caminhões

    Resposta
  • 01/09/2016 em 16:42
    Permalink

    Não apenas fiscalizar os caminhoneiros, tem que fiscalizar as áreas de descanso se é que elas existem, cadê essas áreas? Aí fica fácil cobrar o trabalhador. Tem muitos postos que não permitem que o motorista pare se ele não abastecer, será que está certo isso?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *