Cai número de pedidos de renovação de carteira de motorista de caminhão




crise_caminhoneiros_13_07_2016

800x150_blogodocaminhoneiro_02

Departamentos de trânsito de pelo menos quatro estados brasileiros registraram uma diminuição nos pedidos de renovação de carteiras de motorista de veículos pesados. O sindicato dos caminhoneiros nega que isso tenha relação com a exigência de exames toxicológicos, que entrou em vigor há sete meses.

Parece um exame comum no laboratório. Mas eis que de repente, no lugar da seringa surge o barbeador.

É o procedimento que detecta o uso de drogas com a análise dos cabelos ou pelos do corpo. A novidade causou surpresa na estrada, mas aos poucos o pessoal foi se acostumando.

Os números também causam surpresa. Em alguns estados, a renovação das carteiras para veículos pesados despencou. E, ao mesmo tempo, aumentaram muito os pedidos para rebaixar a habilitação para a letra B, que só permite dirigir carros comuns.

No Rio de Janeiro, de março a agosto de 2015, o Detran recebeu 119 pedidos de rebaixamento da habilitação.  Em 2016, foram mais de 22 mil pedidos.

No Paraná, o número de carteiras C, D, e E não renovadas quase triplicou. Em Minas, a emissão de carteiras caiu 35%

Em São Paulo, o exame só passou a ser obrigatório em julho.  O número de carteiras para veículos pesados caiu bruscamente desde então.

Para os defensores do exame, essa fuga das renovações é a prova de que muitos motoristas que usam drogas regularmente estão evitando o teste do cabelo.

Já os caminhoneiros dizem que um dos problemas é o preço do exame: no mínimo R$ 295, que atualmente pesam ainda mais.

“É exatamente a crise econômica por que passa o país. E você sabe que o transporte de cargas é o espelho da economia nacional”, disse Nélio Botelho, presidente do Sindicato dos Caminhoneiros – RJ.

Olhando as imagens pode até não parecer, mas o movimento de caminhões nas estradas diminuiu. De março a agosto a queda foi de 6%.

Já os acidentes com caminhões caíram numa proporção bem maior: 38% de março a junho de 2016, em relação ao mesmo período de 2015.

De cada cem veículos que trafegam pelo país, só quatro são de grande porte: caminhões, ônibus ou carretas. Mas esses gigantes do asfalto são responsáveis por mais da metade das mortes em acidentes.

Especialistas querem ampliar a obrigatoriedade do teste para todos os motoristas e assim tornar impossível dirigir sem usar o barbeador.

“Sem dúvida nenhuma é o futuro, é o controle para todos os condutores, até porque ninguém pode conduzir veículos e ser usuário de substância psicotrópicas”, diz Rodolfo Risotto, esp. segurança no trânsito.

Fonte: Jornal Nacional




103 comentários em “Cai número de pedidos de renovação de carteira de motorista de caminhão

  • 08/11/2016 em 19:25
    Permalink

    Porque a lei é sò pra caminhoneiros tem que ser pra todos que tem cnh tem mais motoristas de categorias a b c drogados que caminhoneiros

    Resposta
  • 05/11/2016 em 17:45
    Permalink

    Quem vive da profissão com certeza vai renovar a carteira,ele vai fazer de tudo para ficar limpo nesses 60 dias antes do exame e pronto,ai fica mais 4 anos e 10 meses fazendo tudo de errado.As pessoas comentam as coisas sem saber da lei direito,mal de brasileiro mesmo.Essa diminuição ocorreu pq as pessoas que possuem carteira profissional e não a utilizam como meio de sustento simplesmente deixaram de renovar pelo alto custo que esse exame exige e tb de outros que utilizam de drogas no seu dia a dia,esse exame tem que ser para todos os motoristas do Brasil

    Resposta
  • 24/10/2016 em 12:48
    Permalink

    EU ACHO ‘QUE É CERTO ANDA MUITO DROGA DO ELES NAO RESPEITO NIGUEI NAS ESTRADA DAO QUEBRA ASA ELES NAO TEI RESPOSABILIDADE EU SOU MOTORISTA JA TENHO 30 ANO DE ETRADA REINOLDO VAGES
    =
    =
    =
    =
    =
    =
    =

    Resposta
    • 05/11/2016 em 22:04
      Permalink

      Voçe deveria respeitar o caminhoneiro o seu pau no cu drogado quem anda é. Voçe nem todos são drogados são pais de familia que trabalham pra sustentar suas familias quem da tranco e queda de asa deve ser um iresponsavel igual a voçe o seu filho da puta aprenda a respeitar os caminhoneiros e saia da profissão o pela saco s clasee ja é. Humilhada nesse pais filho da puta e voçe vem falar merda va tomar no seu cu o seu corno

      Resposta
  • 23/10/2016 em 14:41
    Permalink

    Nós últimos seis anos foi motorista em uma empresa aqui em Fortaleza, saí porque pedia melhorias de salário e melhorias no equipamento de trabalho no caso o caminhão, fui demitido e contrataram dois motoristas para fazerem o mesmo trabalho que eu sozinho fazia. Estou desistindo da profissão, já tenho vinte e seis anos de habilitação, em nenhum acidente, em nenhuma multa grave. Vale a pena? Ser motorista???

    Resposta
  • 23/10/2016 em 14:30
    Permalink

    Esses babaca acha que é só Caminhoneiro que usa qualquer tipo de de substâncias proibido e os condutores de veículos de pequeno porte num usa não né num são drogado não né são santinhos né vão se fuder que inventou essa porra do exame toxicológico é mais uma forma de rouba dinheiro a única coisa que esse filhos da puta querer é rouba vão tomar no c rapaz bando de ladrão do caralho vão se fuder rapaz.

    Resposta
  • 23/10/2016 em 13:13
    Permalink

    To vendo uns babacas falando bando nois so tem noias.
    Si o governo tivesse intenção de diminuir o número de acidentes de trânsito! O governo tornaria o exame toxicológico obrigatorio para todos motoristas desde quem já é habilitado até quem pretende tirar uma CNH.ai sim eu queria ver esse povo babaca chamar motorista de caminhão do noiado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *