Consumo de ARLA 32 está 42% menor em relação a frota circulante




arla-caminhoes-custo

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A AFEEVAS (Associação dos Fabricantes de Equipamentos para Controle de Emissões Veiculares da América do Sul) acaba de divulgar o gráfico de consumo do ARLA 32 em comparação ao Diesel S-10.

Segundo mapeamento, o consumo de ARLA 32 está 42% menor que o necessário para a frota em circulação de veículos com tecnologia SCR. Em comparação ao último levantamento, o déficit no comparativo de consumo apresentou leve redução.

A situação ainda é preocupante, uma vez que cada caminhão que não utiliza ARLA 32 em seu sistema ou compra produto fora das especificações, aumenta em 4,5 vezes as emissões de óxidos de nitrogênio na atmosfera.

Combate à fraude do Arla32

A Polícia Rodoviária Federal e o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) têm realizado diversas operações de fiscalização nas rodovias do País.

“Temos atuado em diversas frentes para combater as fraudes em relação ao ARLA 32. O trabalho realizado pela PRF e IBAMA é de fundamental importância para que os veículos operem em conformidade com o Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE). Além disso, é preciso que sejam implementadas políticas de inspeção sistemática e periódica dos veículos em circulação em todo país”, explica Elcio Farah, diretor adjunto da AFEEVAS.

Licenças suspensas

Recentemente, ensaios realizados pelo Instituto Nacional de Metodologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) em amostras de Arla 32, de diferentes fornecedores de todo o País, apontaram inconformidades nas marcas Catálise, Extron e Air Clean, disponíveis no mercado em embalagens de 20 litros.

Segundo o Instituto, as devidas licenças dos fabricantes foram suspensas cautelarmente em razão do alto grau de risco ao meio ambiente. O órgão determinou também a suspensão imediata do uso desses produtos e que as empresas acionadas os retirassem dos pontos de vendas no mercado nacional (atacado e varejo).

Outra ação do INMETRO foi a abertura de um processo administrativo contra as três empresas. o Inmetro suspendeu a licença de

Importância do Arla32

Utilizado em caminhões e ônibus com sistema SCR (Catalisadores de Redução Seletiva), o ARLA 32 é um reagente químico à base de ureia, necessário para atender a fase P7 do PROCONVE, regulamentado pelo CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), com o objetivo reduzir a emissão de poluentes veiculares na atmosfera.

Fonte: O Carreteiro




Um comentário em “Consumo de ARLA 32 está 42% menor em relação a frota circulante

  • 21/10/2016 em 13:48
    Permalink

    Ola boa tarde tem q ver q os veiculos q usam diesel s500 estão passando a usar o diesel s10 aqui no meu bairro os postos de combustível passaram a vender só s10 e difícil achar s500 tem q dar esse desconto na porcentagem por isso q o consumo do diesel s10 e mais q o arla 32

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *