Transporte coletivo urbano de São Paulo é considerado excelente por usuários




onibus_metra

800x150_blogodocaminhoneiro_02

Quando se pensa em transporte coletivo urbano de excelência imediatamente associamos ao oferecido no exterior, como na Europa ou ainda em Bogotá, na Colômbia. No Brasil, no máximo se considera Curitiba e, nos últimos dois anos, o sistema do Rio de Janeiro, em razão das melhorias realizadas para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Mas a imagem do brasileiro e, em especial, do paulista precisa ser revista. Aqui mesmo, na Grande São Paulo existe um exemplo de eficiência, pontualidade, segurança, conforto e conectividade no transporte urbano que é referência para todo o País e pode ser replicado.

A Metra Sistema Metropolitano de Transportes, que atua na região metropolitana de São Paulo como operadora exclusiva do corredor ABD (São Mateus-Jabaquara) e sua extensão (Diadema-Brooklin) recebeu a avaliação ótimo/excelente de 84,6% no índice de qualidade do cliente (IQC). Empresa privada, concessionária do Governo do Estado de São Paulo desde maio de 1997, possui frota de 285 ônibus e transporta mensalmente 7,5 milhões de pessoas.

A avaliação do IQC é feita diretamente com os usuários e envolve diversos atributos relacionados aos serviços oferecidos e prestados, alguns que não dependem diretamente da operação da empresa. A Metra alcançou índices de satisfação acima de 90% em conforto e limpeza dos ônibus, cuidado do motorista ao dirigir, duração das viagens e localização dos pontos, entre outros.

De acordo com Maria Beatriz Setti Braga, diretora da Metra Transportes, o excelente índice alcançado e a satisfação dos clientes é resultado dos investimentos realizados e do foco da empresa na contínua elevação do padrão de qualidade dos serviços. “Frota com veículos modernos e ecológicos (movidos a diesel e a diferentes combustíveis alternativos), preservação e manutenção das vias de trajeto, profissionais com formação e treinamento diferenciados, pontualidade, condução suave, segurança e conforto, além de wi-fi a bordo, saídas USB para recarga de gedgets e ar condicionado, são alguns dos atributos mais reconhecidos pelos nossos clientes”, explica Beatriz. Outro diferencial importante para o cliente é que nos corredores exclusivos, a manutenção e conservação de toda a via (monitorada 24 horas por dia) é da própria Metra. O resultado é a ausência de buracos e estações bem conservadas. “Cuidamos até do paisagismo, com o plantio de árvores ao longo das vias”, detalha Beatriz.

O IQC, parte integrante do Índice de Qualidade do Transporte (IQT) é obtido por intermédio de avaliação pessoal em relação à qualidade percebida dos serviços de transporte metropolitano sob gerenciamento da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos). São avaliados aspectos como a frota circulante de veículos, características e estado dos veículos em geral, informações sobre a linha de ônibus e atendimento das reclamações; operação, referente à lotação, número de ônibus na linha e tempo de espera; Tripulação, que analisa a conduta de motoristas e cobradores e Outros, que estabelece nota geral para a linha.

Líder na preservação ambiental e no transporte diferenciado

A Metra possui frota de 285 ônibus, dos quais 95 são elétricos e/ou com combustíveis sustentáveis. Além disso, muitos dos veículos são de piso baixo e contam sistema de ar-condicionado, wi-fi e saídas USB para carregar aparelhos eletrônicos.

“Muito antes de ser exigido, nós já oferecíamos aos nossos clientes itens de conforto, segurança e praticidade para tornar as viagens no corredor ABD mais agradáveis e para que a população escolhesse o ônibus como principal meio de locomoção no seu dia a dia”, lembra a diretora da empresa Maria Beatriz Setti Braga.

Além do padrão de qualidade entre os melhores do mundo, a Metra Transportes responde pela programação e operação das 13 linhas que operam no corredor ABD (São Mateus-Jabaquara) e ainda a extensão do trecho Diadema-Brooklin. Além disso, também é responsável pela manutenção da frota, conservação das vias e terminais, da sinalização, dos pontos de parada, da jardinagem e da rede elétrica. São nove terminais sob sua gestão e administração da comercialização de bilhetes e venda de créditos para o Cartão Bom.

Por intermédio de trabalho voluntário, os próprios colaboradores, cuidam da responsabilidade ambiental com a plantação de árvores ao longo dos 33 quilômetros do corredor ADB, que também é popularmente conhecido como Corredor Verde. Com esse projeto, de 2000 até hoje, os colaboradores voluntários já plantaram mais de 5.000 árvores, que neutralizam a emissão de CO2 lançado na atmosfera pelos ônibus e outros veículos.

Fonte: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *