Volvo aposta em demanda europeia diante de fraqueza no Brasil e EUA

volvo vnl estados unidos

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A Volvo previu nesta sexta-feira demanda mais forte na Europa mas o oposto para Estados Unidos e Brasil, com cortes de custos ajudando a montadora sueca de caminhões a divulgar uma queda menor que a esperada no lucro operacional do primeiro trimestre fiscal.

Os caminhões pesados, onde a Volvo compete com as alemãs Daimler e Volkswagen, estão passando por forte demanda na Europa e ajudando a compensar fraqueza no outro lado do Atlântico.

A maior companhia listada da Suécia afirmou que o lucro operacional caiu para 4,46 bilhões de coroas suecas (548 milhões de dólares) sobre um ano antes, superando previsão de analistas de 4,14 bilhões.

A Volvo, que vende caminhões das marcas Mack, Renault e UD e Volvo, dobrou sua previsão de crescimento do mercado na Europa, mas previu quedas acentuadas na América do Norte e no Brasil.

“O mercado europeu está apresentando forte performance”, disse o presidente-executivo da Volvo, Martin Lundstedt, um de vários ex-executivos da Scania. “A demanda na América do Norte está desacelerando. No primeiro trimestre, a organização fez um bom trabalho ajustando capacidade para os volumes menores.”

Segundo dados da associação brasileira de fabricantes de veículos, Anfavea, as vendas de caminhões da Volvo acumulam queda de 32 por cento no acumulado do ano até fim de setembro, em linha com o recuo de 30 por cento do segmento no período.

Fonte: Reuters




2 comentários em “Volvo aposta em demanda europeia diante de fraqueza no Brasil e EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *