FPT Industrial participa de evento especial para frotistas durante a FetransRio 2016

Iveco Stralis - Motor FPT 775 CV (1)

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A FPT Industrial, uma das principais produtoras de motores diesel do mundo, participará de um evento especial para frotistas fluminenses no dia 24 de novembro, no Hotel Marriot Courtyard, no bairro da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Em um evento organizado pela fabricante de lubrificantes Petronas, Gustavo Teixeira, especialista da FPT Industrial em sistemas de pós-tratamento e homologações fará a palestra “Os impactos do biodiesel e do alto teor de enxofre no combustível sobre os motores Proconve P7” para um público seleto: 63 representantes de frotas fluminenses, responsáveis pela circulação de 12 mil ônibus do transporte público da região metropolitana e capital do Rio de Janeiro.

O encontro acontece no segundo dia da 11ª FetransRio, a Feira Rio Transportes, e também terá as palestras de executivos da Petronas. Para a FPT Industrial, será uma grande oportunidade para falar sobre os desafios que chegaram com a introdução de propulsores P7 (Euro V), causados por teores crescentes de Biodiesel ou mesmo a presença no mercado de combustível com maior teor de Enxofre.

“Desde março já está valendo a lei federal que determinou que mistura do biodiesel no óleo diesel vendido no Brasil passará dos atuais 7% para 8% até 2017, e depois para 9% até 2018 e, por fim, 10% até 2019. Por isso, a presença cada vez maior de Biodiesel também aumenta a necessidade de novos cuidados com os motores”, explica Gustavo Teixeira.

Os produtos de degradação da matéria orgânica do biodiesel tendem a desgastar as peças do motor mais rapidamente do que o diesel normal e, sob certas condições, podem levar ao entupimento dos injetores de combustível e de componentes como filtro de combustível. “É preciso estar atento a procedimentos como a drenagem de água. Falaremos também sobre dicas, como manter o tanque cheio, ou o mais próximo possível do limite máximo, a fim de minimizar os impactos causados pela condensação do vapor de água. Como evitar também as bactérias que se alimentam do biodiesel, causadoras de oxidação e entupimento de componentes do sistema de injeção”, acrescenta Teixeira.

O palestrante da FPT Industrial, Gustavo Teixeira, tem 40 anos e é mestrando em Engenharia Mecânica pela PUC-MG. Começou suas atividades na FPT em 2010, no setor de novas tecnologias e desde 2011 é responsável por Sistemas de Pós-Tratamento de Emissões na FPT Industrial para a América Latina. Em 2014, passou a ser responsável também pela homologação de motores. O especialista também já participou de treinamentos nos Centros de Pesquisa e Desenvolvimento da FPT Industrial em Turin, na Itália, e em Arbon, na Suíça. Teixeira faz parte da Comissão Técnica de Tecnologia Diesel da SAE Brasil, a sociedade de engenheiros automotivos.

Fonte: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *