Mahindra planeja aumentar produção de tratores no Brasil

mahindra-tratores

800x150_blogodocaminhoneiro_02

Apesar de não citar números no momento, o grupo indiano Mahindra adianta que pretende fazer uma agressiva expansão da sua capacidade de fabricação de tratores no Brasil. Atualmente, a planta da empresa, no município de Dois Irmãos, pode produzir até 1,2 mil veículos desse tipo ao ano.

Recentemente, a companhia informou que a operação no País passaria a ser gerida pela própria Mahindra, reportando-se à filial nos Estados Unidos, como já ocorre com México e Canadá. Até então, a Bramont era responsável pela marca no cenário local. O presidente da Mahindra Estados Unidos, Mani Iyer, destaca que o grupo possui, hoje, uma pequena participação na comercialização de tratores no Brasil, porém “são grandes os planos para a região”. O executivo acrescenta que, nos principais mercados do planeta, a companhia está entre os três maiores players do setor e não há motivos para o mesmo não ocorrer no País.

Iyer afirma que a ideia é duplicar ou triplicar o investimento feito até agora. Em 2012, quando o grupo anunciou a operação da fábrica em Dois Irmãos, divulgou que seriam aportados entre US$ 40 milhões e US$ 50 milhões. Ainda não está definido se a ampliação da capacidade da companhia acontecerá no município gaúcho, contundo o diretor-geral de Operações da Mahindra Brasil, Jak Torretta Junior, diz que a intenção é continuar no Rio Grand do Sul.

Por enquanto, no Estado são montados três modelos mundiais da marca, de 45 a 92 cv e a empresa pretende elevar para seis esse número. O grupo também investirá na ampliação da rede concessionária. Ao longo do próximo ano, a meta é dobrar a quantidade de pontos de venda no País, passando de 11 para mais de 20. O foco da abertura desses estabelecimentos serão estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.

Torretta Junior argumenta que para investir durante uma crise econômica é preciso montar um plano de negócios adequado e trabalhar passo a passo. O dirigente informa que o mercado nacional de tratores hoje está cerca de 30% abaixo do desempenho do ano passado, sendo que a perspectiva é comercializar algo entre 30 mil a 35 mil unidades em 2016. Torretta Junior e Iyer participaram ontem de entrevista coletiva para comentar os planos da companhia. Durante a ocasião, o presidente da Mahindra Estados Unidos também foi questionado sobre o resultado da eleição norte-americana. O executivo foi diplomático na resposta. Comentou que Barack Obama fez um bom trabalho para os Estados Unidos continuarem crescendo e manteve uma boa relação externa. Quanto a Donald Trump, salientou que se trata de um empresário de sucesso e que, provavelmente, fará bem para o país.

Fonte: Jornal do Comércio




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *