Volvo ganha os prêmios Autodata de Ônibus do Ano e Inovação Tecnológica




volvo-biarticulado-2

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A Volvo conquistou dois primeiros lugares no Prêmio Autodata 2016. A marca ganhou nas categorias “Ônibus do Ano” e “Inovação Tecnológica”. Organizada pela Editora Autodata, especializada no setor automotivo, a premiação reconheceu a inovação do Dynafleet, o avançado sistema de gerenciamento de frotas da marca; e o B310R, o mais novo chassi de ônibus rodoviário Volvo, lançado este ano.

Pioneiro no segmento empresarial do setor automotivo, o Prêmio Autodata está em sua 17ª edição, e este ano teve 45 empresas participando em 17 categorias. “Nosso objetivo é motivar as empresas a buscar continuamente a inovação e a eficiência nos processos e produtos da indústria automotiva brasileira, uma das mais avançadas do mundo, mesmo com a crise atual”, afirma Márcio Stefani, publisher da Autodata Editora.

“Investimos constantemente em novas tecnologias para melhorar a produtividade dos nossos produtos e a rentabilidade para os nossos clientes”, afirma Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina.

O mais novo chassi da Volvo foi o destaque da categoria Ônibus do Prêmio Autodata. O B310R, com configuração 4×2 e motor de 310cv, foi desenvolvido especialmente para fretamento e viagens de curtas e médias distâncias, aliando eficiência de transporte a baixo consumo de combustível. “O B310R abre um nicho de mercado de ônibus rodoviários para a Volvo. É um veículo dedicado a aplicações específicas, e que chegou para ser o mais econômico da sua categoria”, diz Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Bus Latin America.

O novo modelo oferece alto desempenho e performance para várias aplicações. Sua configuração permite carrocerias com até 14 metros de comprimento, ampliando a capacidade de passageiros em até quatro lugares, num segmento que busca veículos eficientes, com baixo custo operacional e maior rentabilidade.

“Os clientes buscam veículos que ofereçam eficiência à operação, baixo custo operacional, e maior rentabilidade para o negócio. Nossos veículos são desenvolvidos para atender a estas demandas”, argumenta Gilberto Vardanega, gerente de ônibus rodoviários da Volvo Bus Latin America.

O B310R é, em média, 400 quilos mais leve que modelos similares no mercado, permitindo uma melhor relação peso-potência. O novo ônibus amplia a linha da Volvo, que agora possui oito opções de chassis. Equipado com motor de 11 litros, é fabricado na mesma plataforma dos demais modelos rodoviários da marca e possui os mesmos itens de série: caixa de câmbio automatizada I-Shift, freio motor VEB com 390cv, suspensão eletrônica e freio a disco EBS 5.

Dynafleet

O sistema de gerenciamento de frotas da Volvo é uma importante ferramenta para aumentar a produtividade dos caminhões e economizar combustível. Ele permite acompanhar online o desempenho dos veículos e a performance dos condutores.

“O Dynafleet é um grande aliado para ajudar a aumentar a rentabilidade da operação de transporte”, explica Reinaldo Serafim, gerente de pós-venda da Volvo no Brasil.

Com o Dynafleet, o transportador se comunica facilmente com o motorista em qualquer momento, podendo direcionar o veículo a outros destinos e a diferentes tarefas. O dispositivo acompanha, online, toda a telemetria do veículo, seu posicionamento e o consumo de diesel e de Arla32. Faz também relatórios para comparar a média de consumo da frota e verifica remotamente os dados operacionais por meio de um computador de mesa, laptop ou até mesmo num tablet ou celular.

Fonte: Volvo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *