ZF leva realidade virtual para a 11ª FetransRio

zf ecolife

800x150_blogodocaminhoneiro_02

A ZF preparou uma apresentação especial de seu moderno portfólio de produtos e soluções para a mobilidade urbana, que está sendo apresentado durante a 11ª FetransRio, a Feira Rio Transportes, que é realizada na capital fluminense entre os dias 23 e 25 de novembro. Em seu estande, a ZF apresenta as novidades presentes na transmissão automática Ecolife, o eixo elétrico AVE 130 para ônibus de piso baixo e uma atração diferenciada aos visitantes: a Realidade Virtual. “Com um conjunto de ferramentas tridimensionais, reunidas exclusivamente para proporcionar uma experiência diferenciada ao visitante, é possível visualizar todo o portfólio de tecnologias produzidas pela ZF. “É uma verdadeira ‘imersão digital, em linha com a inovação tecnológica presente nos produtos ZF”, diz Silvio Furtado, diretor de vendas da ZF América do Sul.

“Das transmissões aos eixos, os visitantes da FetransRio podem visualizar todos os benefícios que nossos produtos oferecem. Nosso portfólio traz em seu DNA tecnologias que unem alto desempenho com rentabilidade. Enquanto motoristas e passageiros sentem mais conforto durante a condução, o meio ambiente ganha emissões zero por meio de opções como a eletromobilidade, e o dono da frota vê sua planilha mais verde, com níveis de consumo de combustível cada vez mais reduzidos”, complementa Silvio Furtado.

O painel exposto no estande demonstra de forma clara e objetiva como as tecnologias da ZF estão presentes no dia a dia das pessoas. Por meio de óculos 3D, o visitante pode passear por uma cidade fictícia, criada com o objetivo de demonstrar a abrangência de atuação da ZF. Desta forma, a ilustração apresenta todos os setores onde a marca está presente, desde o agrícola e de construção, marítimo, de energia eólica, transporte de cargas e automóveis e até trens. A ideia é demostrar ao público de que forma a ZF está presente em cada um destes segmentos.

Ecolife com Start/Stop

A principal novidade da transmissão automática para ônibus Ecolife é a nova função Start/Stop. Comum em automóveis de alto padrão, a tecnologia gera mais conforto ao condutor e economia de combustível, menos ruídos, alta potência do trem de força e uma grande compatibilidade com faixas de torque mais amplas.

A função Start/Stop, que faz o motor desligar automaticamente quando o veículo está parado, chega a diminuir entre 5% e 10% o consumo de combustível nas aplicações urbanas. A economia foi registrada em testes com ônibus da montadora holandesa VDL Bus & Coach.

Os ônibus urbanos frequentemente estão no trânsito do tipo “anda e para”. Por isso, o Start/Stop consegue reduzir a zero o consumo momentâneo de combustível no momento em que o motorista pisa no freio. Já o motor e o sistema de transmissão estão sempre prontos para entrar imediatamente em ação quando o motorista pisa no pedal do acelerador.

Durante o desenvolvimento dessa inovação, a ZF levou em consideração os desafios associados à elevada frequência de ativação e rápido preenchimento com grandes volumes de óleo. Isso possibilita o uso ilimitado da função Start/Stop e paradas mais longas no trânsito urbano. O recurso Start/Stop da ZF opera na faixa de torque máximo de 1.000 a 1.600 Nm, a mais comum em ônibus urbanos.

Para chegar à configuração ideal para os ônibus, os engenheiros da ZF reforçaram o conversor de torque e o lock-up da transmissão. E o sistema hidráulico foi adaptado para oferecer reações rápidas.

Um dos aspectos decisivos para a função Start/Stop é que os elementos de mudança de marcha da transmissão sejam novamente preenchidos com óleo assim que o motorista pisar no pedal do acelerador, mesmo depois que o motor estiver “desligado” por um período mais longo – só assim o veículo estará pronto para partir. Para que isso fosse garantido, a ZF não precisou projetar e instalar um acumulador de óleo adicional para aplicação na EcoLife; os engenheiros aproveitaram o compartimento de óleo do retarder primário ZF já integrado na transmissão.

Comparada à transmissões de gerações anteriores, a Ecolife apresenta a redução de consumo em até 6%. O número pode ser ainda maior quando comparado a transmissões automáticas com menos marchas, podendo ultrapassar 10% de economia, de acordo com a operação.

Os ganhos aos frotistas vão além da redução de custos com combustível. A Ecolife é equipada com retarder primário de série, que freia o veículo até 6 km/h sem o acionamento dos freios de serviço. Consequentemente, existe o aumento de segurança e a redução do gasto de pneus e freios, com menor emissão do pó de freios.

A transmissão também possui o software Topodyn Life, responsável por reconhecer a topografia e realizar mudanças de marchas em tempo real. A escolha se dá por conta da comunicação contínua que o programa realiza entre a transmissão e os diversos componentes do veículo. A partir das informações, o programa calcula a marcha adequada para tornar a operação mais lucrativa, segura e confortável, o que reduz o consumo de combustível.

AVE 130 para piso baixo

ZF AVE 130A ZF também destaca na FetransRio o eixo elétrico AVE 130 para ônibus de piso baixo. Seu projeto de design leve privilegia um peso mais reduzido em relação aos eixos de gerações anteriores, permitindo assim arquiteturas mais flexíveis na estruturação do interior do veículo.

O eixo elétrico AVE 130 pode ser aplicado em veículos com conceito de energia híbrida, linhas de trólebus e por aqueles movidos a bateria ou célula de combustível. O AVE 130 conta com discos de freios facilmente acessíveis, além de poder ser utilizado em conjunto com combinações de pneus e rodas comuns, graças aos itens que foram adicionados para que assegurassem essa funcionalidade.

O eixo elétrico suporta até 13 toneladas, e possui carga máxima de 2×120 kW. Também pode ser aplicado em ônibus biarticulado, quando dois AVE 130 são usados em resposta à topografia difícil, melhorando significativamente as características de tração. Seus motores assincronizados resfriados por água acionam individualmente as rodas, com alta densidade de potência e com redução de desmultiplicação fixada em duas etapas.

Em termos de combustível, a operação híbrida combinada com o acionamento elétrico do AVE 130 resulta na redução de consumo de combustível em até 30% na operação em comparação aos acionados por motores diesel convencionais.

Em relação ao peso, devido aos dois motores elétricos integrados que compõem o eixo, o AVE 130 pode ser de 200 a 500 quilos mais leve do que as soluções equipadas com motor central elétrico, transmissão intermediária e eixo acionado convencional. O AVE 130 também é mais leve na comparação com motores sem transmissão e integrados nos cubos de rodas.

Os testes do eixo elétrico foram bem sucedidos em ônibus articulados híbridos, e que eram combinados com um motor diesel de tamanho reduzido. Outro exemplo de sua adequação está na aplicação em ônibus acionados por baterias – estes últimos foram testados na China com a Foton, e na Turquia com o fabricante Bozankaya.

11ª FetransRio – Feira Rio Transporte
Data: 23 a 25 de novembro (quarta-feira à sexta-feira)
Local: Pavilhão 4 do Riocentro
Endereço: Avenida Salvador Allende, 6.555, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
Horários: Das 14h às 22h nos dias 23 e 24/11; e das 14h às 0h no dia 25/11

Fonte: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *