Coluna Mecânica Online – Novas gerações de motores 1.0 SCe e 1.6 SCe foram desenvolvidos no centro de engenharia Renault Tecnologia Américas (RTA)

destaque




O princípio de funcionamento mecânico no motor de combustão interna continua o mesmo ao passar dos anos. O que observamos por parte da engenharia é encontrar meios de obter o máximo da eficiência energética do combustível durante seu funcionamento.

Do sistema com carburação para injeção eletrônica, injeção direta de combustível, downsizing, entre outras tecnologias e recursos para tirar o máximo de energia produzida pelo motor. Estamos evoluindo para garantir alta eficiência, prazer ao dirigir e baixo custo de manutenção.

Desenvolvidos pela Renault Tecnologia Américas (RTA) e produzidos no Complexo Ayrton Senna, no Paraná, a Renault lança os novos motores 1.0 SCe (Smart Control Efficiency) para a linha Sandero e Logan e 1.6 SCe para Sandero, Logan, Duster e Duster Oroch.

O 1.0 SCe 12V de três cilindros traz inovações como duplo comando de válvulas variável na admissão e no escape, tecnologia inédita entre os motores de entrada. Todo em alumínio, é 20 kg mais leve que o seu antecessor.

Já o 1.6 SCe 16V de quatro cilindros traz duplo comando de válvulas variável na admissão, injetores posicionados no cabeçote e outras novidades que garantem alta eficiência e bom desempenho. Também em alumínio, é 30 kg mais leve.

No aspecto de tecnologia temos o ESM (Energy Smart Management) sistema de regeneração de energia que já equipa Duster e Duster Oroch com o motor 2.0 desde a metade do ano. O funcionamento é simples e eficiente: durante a desaceleração do carro, quando o motorista retira o pé do acelerador, o motor continua girando sem consumir combustível. Nesse momento, o alternador automaticamente passa a recuperar energia e enviá-la para a bateria, que aumenta sua carga sem consumo de combustível. Durante a aceleração, o alternador não precisa “roubar” energia do motor para enviar à bateria, já que houve a carga na desaceleração. Esse sistema garante um consumo até 2% menor.

Já a bomba de óleo com vazão variável (1.0 SCe) é mais uma solução que surgiu nas pistas de competições e chega aos carros de rua. Ela ajusta automaticamente o fluxo de óleo enviado de acordo com a rotação e a carga do motor. Como resultado, o motor absorve menos energia e, consequentemente, fica mais econômico.

Outra novidade é a adoção da direção eletro-hidráulica em todas as versões, que representa uma condução ainda mais leve e um menor esforço na hora de realizar manobras. A direção com esforço variável ainda se ajusta de acordo com a velocidade, ficando mais pesada em altas velocidades e proporcionando maior segurança. Como nesse sistema a bomba da direção passa a ser acionada por um motor elétrico à parte, e não pelo motor do carro, evita-se a perda de potência e se reduz em até 3% o consumo de combustível.

O motor 1.6 SCe traz ainda o sistema Stop&Start, que desliga o automóvel automaticamente em semáforo ou outras paradas. Este moderno sistema, muito comum em carros topo de gama, garante uma economia de até 5% de combustível e está disponível nos modelos Sandero e Logan, de forma que pode ser ativado/desativado conforme a necessidade do motorista por meio de um botão à esquerda do volante.

O novo motor 1.0 SCe deixa Sandero e Logan até 19% mais econômicos. Com o 1.6 SCe, a economia chega até 21%. Hatch e sedã equipados com os novos motores e câmbio manual são destaques do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) com nota “A”. Já Duster e Duster Oroch equipados com o 1.6 SCe estão até 18% e 16% mais eficientes, respectivamente.

No 1.0 SCe os anéis de pistão, tuchos e polias variáveis (VVT) são revestidos em DLC (Diamond Like Carbon), um composto de carbono com propriedades de dureza muito altas por causa da sua estrutura similar ao diamante (daí a inspiração para o seu nome).

Outra evolução é a utilização de corrente de distribuição no lugar de correia, que dispensa a troca e garante baixo custo de manutenção.

O 1.0 SCe é ainda mais potente que o seu antecessor. O motor gera 82 cv de potência quando abastecido com etanol e 79 cv com gasolina – 2 cv a mais que o antigo quatro cilindros, seja com qual for o combustível.

No 1.6 SCe, esses elementos são revestidos em PVD (Physical Vapor Deposition). Estes revestimentos reduzem atrito e desgaste do motor, além de contribuir para uma melhor eficiência energética. Tanto o DLC quanto o PVD são soluções que surgiram nas pistas da Fórmula 1 e agora ganham as ruas.

Assim como o 1.0 SCe, o novo 1.6 SCe utiliza corrente de distribuição no lugar de correia, que dispensa a troca. Traz ainda sistema de acessórios com acionamento através de correia elástica (sem polia tensora), que garante baixo custo de manutenção.

Com os novos motores 1.0 SCe e 1.6 SCe, Sandero e Logan ficam entre os carros mais econômicos de suas categorias (na cidade e com gasolina), segundo o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV). O hatch 1.0 é o único modelo de seu segmento a superar a casa dos 14 km/l, enquanto o sedã 1.0 se destaca pelo consumo de 13,8 km/l. Com o motor 1.6, o hatch atinge a excelente marca de 12,8 km/l, enquanto o sedã chega a 13 km/l. Já o Duster 1,6 dá um salto de 9,5 km/l para 11,3 km/l com o novo motor.

Destaques do motor 1.0 SCe:

· Duplo comando de válvulas variável

· Bloco do motor, cabeçote, pré-carter e cárter em alumínio

· Comando de válvulas por corrente no lugar de correia

· Polias, tuchos e anéis de pistões com revestimento em DLC (Diamond Like Carbon)

· Tampa de cabeçote plástica com bolhas de ar

· Coletor de escapamento integrado ao cabeçote

· Bielas fraturadas

· Bielas forjadas em aço

· Virabrequim de aço forjado

· Bomba de óleo de vazão variável

Destaques do motor 1.6 SCe:

· Bloco do motor, cabeçote, cárter e pré-carter em alumínio

· Duplo comando de válvulas variável na admissão

· Comando de válvulas por corrente no lugar de correia

· Injetores posicionados no cabeçote

· Pistões e anéis com baixo atrito

· Coletor de escapamento integrado ao cabeçote

· Bielas forjadas em aço

· Virabrequim de aço forjado

· Sistema de acessórios com acionamento através de correia elástica


Tarcisio Dias é profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, desenvolve o site Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) que apresenta o único centro de treinamento online sobre mecânica na internet (www.cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

Inscreva-se




Um comentário em “Coluna Mecânica Online – Novas gerações de motores 1.0 SCe e 1.6 SCe foram desenvolvidos no centro de engenharia Renault Tecnologia Américas (RTA)

  • 06/12/2016 em 13:26
    Permalink

    venho aqui para mostrar minha indignação com o estado de MT,meu marido é motorista , faz frete de São Paulo para Mato Grosso,a mais de 20 anos , ontem ele fez uma entrega em Sinop MT, veio vazio de Sinop para Cuiabá, a policia rodoviária federal , parou ele fez mil perguntas,fez ele fazer teste do bafômetro , queria que ele explicava porque ele estava vindo vazio para Cuiabá, e por fim multou ele porque ele estava desviando dos buracos na rodovia, se é da para chamar a 163 de rodovia , acho um absurdo as estradas de Mt estão intransitável, tem um buraco dentro do outro ,e os motoristas agora não podem desviar-lo e ainda tem que pagar pedágio para andar nessas rodovias , é lamentável Governador Pedro Taques, a vida desses profissionais,ja esta tão difícil, e agora eles vão ser multado por desviar dos buracos , isso é uma vergonha .

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!