Petrobrás aumenta preço do diesel em R$ 0,12




A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (5) que reajustará o preço do diesel nas refinarias em 6,1%. Já o preço da gasolina será mantido inalterado.

Segundo a estatal, os novos valores passam a valer a partir desta sexta-feira (6). Se o reajuste for repassado integralmente pelos postos de gasolina para o consumidor, a Petrobras estima que o preço do diesel pode subir 3,8% ou cerca de R$ 0,12 por litro, em média.

Este é o segundo mês consecutivo que o preço do diesel é reajustado pela Petrobras. Em dezembro, contudo, o preço da gasolina também subiu. No dia 5 de dezembro, após duas quedas de preços seguidas, a Petrobras anunciou reajuste de 9,5% no diesel e aumento de 8,1% no preço da gasolina.

Em comunicado, a Petrobras justificou o novo aumento do diesel ao “efeito da continuada, embora mais discreta, elevação dos preços do petróleo nos mercados internacionais, pela valorização do real desde a última revisão de preços e por ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno de gasolina e diesel”.

“As revisões anunciadas hoje refletem também movimentos sazonais nas cotações globais dos derivados, com os preços do diesel respondendo a uma maior demanda em função de inverno no hemisfério norte”, acrescentou a estatal.

Nova política de preços

Em outubro, a empresa mudou sua política de definição de preços. Desde então, um comitê se reúne pelo menos uma vez a a cada 30 dias para decidir o valor dos combustíveis nas refinarias.

O preço médio da gasolina no país encerrou 2016 em R$ 3,755 por litro, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O valor ficou 3,3% acima do registrado na semana que encerrou no dia 1º de janeiro de 2016 e abaixo da inflação esperada para 2016.

O diesel fechou o ano com preço médio por litro de R$ 3,051, o maior valor registrado em 2016, acumulando alta de 2,18% no ano, segundo a ANP. Já o etanol encerrou o ano em R$ 2,844, alta de 6,88% em 2016.

Confira a íntegra do comunicado da Petrobras:

De acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras em outubro de 2016, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) decidiu elevar o preço do diesel nas refinarias em 6,1%, em média. Os novos valores começam a ser aplicados a partir de 06/01/2017. O preço da gasolina nas refinarias ficou inalterado.

A decisão é explicada principalmente pelo efeito da continuada, embora mais discreta, elevação dos preços do petróleo nos mercados internacionais, pela valorização do real desde a última revisão de preços e por ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno de gasolina e diesel. As revisões anunciadas hoje refletem também movimentos sazonais nas cotações globais dos derivados, com os preços do diesel respondendo a uma maior demanda em função de inverno no hemisfério norte.

A Petrobras reafirma sua política de revisão de preços pelos menos uma vez a cada 30 dias, o que lhe dá a flexibilidade necessária para lidar com variáveis com alta volatilidade.

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores. Se o ajuste feito hoje for integralmente repassado e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode subir 3,8% ou cerca de R$ 0,12 por litro em média.”

Fonte: G1




4 comentários em “Petrobrás aumenta preço do diesel em R$ 0,12

  • 07/01/2017 em 17:24
    Permalink

    Ué, fiquei meio sem querer entender a chamada da noticia “Petrobrás aumenta preço do diesel em R$ 0,12”, não existe mais monopólio, as empresas tem liberdade para importar, então porque que o ônus recai sobre a Petrobras? Não deveria a matéria ser direcionada com o titulo; Governo aumenta o preço do diesel em R$0,12%? Nada contra as empresas importadoras de combustíveis!…

    Resposta
  • 07/01/2017 em 17:17
    Permalink

    E por falar nisso, cadê os “inocentes” uteis que fecharam as estradas? Como somos idiotas essa nossa classe, fechamos rodovias, paralisamos o transporte para permitir uma mudança para algo muito pior do que o que estava. Chorar é o que nos resta e aos que fizeram “malabarismo” para boicotar o projeto anterior que repensem suas atitudes, arrependimento e perdão não faz mal a ninguém! E esperamos que ainda tem muita coisa ruim para nós, afinal somos os leitores dessa corja!

    Resposta
  • 07/01/2017 em 09:45
    Permalink

    Esse país não tem jeito não viu , eles sempre tem que atingir o caminhão de alguma forma tudo que inventa para cobrir as despesas desses corruptos eles joga pra cima do transporte, e faz um anúncio de aumento no dia e no mesmo dia os postos já aumenta o combustível, agora a lei da frete de frete ninguém fala nada a respeito ninguém apartir de quando vai valer, é complicado, eles querem ver o povo humilhado nos pés deles toda renda tem que ser pra eles, o cara não pode ter um lazer tem que trabalhar sempre pra pagar os impostos que cada dia sobe mais um pouco. Enquanto eles esses corruptos ficam lá só criando leis para favorecer a eles mesmos dá classe superior, é complicado viu.

    Resposta
  • 06/01/2017 em 16:41
    Permalink

    CAMBADA DE LADRÕES! Durante o governo Lula, o barril de petróleo chegou a custar acima de 100 dólares e os nossos combustíveis custavam muito menos do que hoje! Acham que nossas merrecas vão chegar para quitar uma dívida de meio trilhão de dólares que a Petrobras tem? Parece que o governo quer quebrar o setor de transportes de vez, além disso, além disso, os preços nas alturas têm estimulado o contrabando de combustíveis. Para aqueles que não sabem, quadrilhas organizadas que atacam caminhões-tanque e roubam o combustível estão sendo estimuladas pelo próprio governo desgraçado através desses preços, uma vez que tem cada vez mais gente que procura essas quadrilhas para obter combustível mais barato. Isso está acontecendo aqui no RS e a moda vai pegar, bem feito para esse governo ladrão,

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!