Comissão prevê “drogômetro” para detectar consumo de droga por motorista




Comissão de Viação e Transportes aprovou, na última quarta-feira (16), proposta que altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97) para estabelecer que a fiscalização do consumo de substância psicoativa por motoristas será feita por meio de equipamento homologado conforme regras do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Foi aprovado um substitutivo do relator, deputado Hugo Leal (PSB-RJ), para o Projeto de Lei 317/15, do deputado Marco Antônio Cabral (PMDB-RJ). “Certamente estamos incentivando o investimento em pesquisa para a aprovação de alguns modelos dos chamados “drogômetros”, que já são usados em outros países, permitindo uma fiscalização mais efetiva”, disse Leal.

O projeto original pretendia alterar a chamada Lei Seca (11.705/08) para prever sanções ao condutor de veículo que dirigir não só sob a influência de álcool, mas também de substâncias psicotrópicas e entorpecentes.

O relator, no entanto, argumentou que o CTB já considera infração “dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência”, punindo o motorista com multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

“Já temos um arcabouço legal e regulamentar que contempla os objetivos do projeto de lei”, disse. “Mas verificamos que ainda não temos uma fiscalização efetiva do consumo de substâncias psicoativas no trânsito como existe para o consumo de álcool”, acrescentou Leal.

Fonte: Agência Câmara Notícias

Inscreva-se




117 comentários em “Comissão prevê “drogômetro” para detectar consumo de droga por motorista

  • 27/08/2017 em 22:54
    Permalink

    Aproveita e faz uma comissão pra melhoria das rodovias, dos acostamentos, do preço do diesel, da carga horària q exerce ao dia, muito fàcil cidadão criar esses “remédios” pra diminuir acidentes nas estradas, criam pardais, multas e etc, o motorista n se droga pq quer não, esses rebites q usam tem uma finalidade, manter-se acordado pra levar a carga até o destino, q posteriormente estarà em sua mesa, não se pode tirar um cochilo pq n tem onde parar o caminhão, alguns postos disponibilizam esse canto mas com a condição de abastecimento, q por sinal, diesel bem caro, quase 4 o litro, pra quem passa semanas nas estradas tendo q apelar pra rebite, café, insonia e afins pra ter o tempo (curto) suficiente pra levar o progresso para a mesa da população, vcs deviam tomar vergonha na cara, país desse q se sustenta nas costas do trabalhador, essa industria de multas é uma verdadeira piada, serve pra divertir a classe alta, q anda de hillux, recebe uma multinha, e continua bebendo e dirigindo por ai, vou colocar por baixo, 90% dos acidentes são causados por imprudencia, e todos eles ou boa parte tem envolvimento de carretas, q tem q apressar o passo numas estradas ruins pra levar os produtos até o destino, país da desordem e do regresso!

    Resposta
  • 25/08/2017 em 17:37
    Permalink

    O brasil e um país que existem leis para não serem cumpridas,…e se tratando de politica e justiça..todo mundo tem seu preço..isso não vai resolver nada,..nada que uma brecha que as propias leis facilitam.. não resolva qualquer problema de fiscalização,.se tivessemos cultura .respeito as .leis mais severas..ai sim daria certo….a classe de caminhoneiro é desvalorizada,.não tem força..politica,..e nem sindicalização que preste ,..os patroes pensam,..desemprego recessao,entaõ eu pago o que eu quero,….enquanto tiver um cavalo manco,,.vai ter sempre um sao jorge pra rosetar..kkkk…dono de transportadora,..patroes estao se lixando,..isso mostra que ,.a profissao que deveria ser uma das mais importante do pais..uma das mais valorizada..não é ……è a mais discriminada,… caminhoneiro é visto pela sociedade ,.como bandidos.. drogados…assassinos .um lixo de profissao…deveria,.respeitar mais, ! agradecer mais, !! .tudo que é consumido..nesse pais,..vai ter sempre um caminhoneiro pra transportar,.. mais infelizmente o transporte esta falido….falo isso por que fui carreteiro por 14 anos,..e sei bem o que estou dizendo.

    Resposta
  • 25/08/2017 em 09:30
    Permalink

    Lendo alguns comentários aqui, eu começo a intender porque oa caminhoneiros estão desvalorizados.
    * A princípio a lei é pra todos motoristas, ou seja, não justifica o mínimo aqui a respeito de que é perseguição ao motorista profissional.
    * Pode ser benéfico porque pode acabar com o exame toxicológico (ou ampliar a todos condutores).
    *É óbvio que tem políticos corruptos, mas o que tem a ver com o assunto?
    *Nada justificado uso de pó pra ficar acordado, isso é desculpa de viciado que denigre a classe e colocam em risco os outros. O cara que dirige bêbado ou drogado( independente do tipo de veículo) tem que se ferrar mesmo.

    Resposta
  • 25/08/2017 em 09:46
    Permalink

    Deveriam estar mais preocupados do porquê de os motoristas usarem drogas. Mas só estão preocupados em roubar. Mas nós que não pegamos em armas para invadir o congresso, o palacio do planalto e o lixo do STF para fuzilarmos cada um desses desgraçados (nao pode ficar um de pé) merecemos isso.

    Resposta
  • 25/08/2017 em 05:50
    Permalink

    se for controlar droga por politico o parlamento para !!!!! motorista usa rebite pra trabalhar e tentar viajar mais pra tentar viver e manter a família. políticos e filhos fazem isso por esporte. mas claro os motorista estão errados !

    Resposta
    • 25/08/2017 em 06:33
      Permalink

      Boa camarada, acho ótimo q usem esse aparelho mas porque só para motoristas e aposto q será só para profissionais porque tem uns tal D condutores D automóveis q não são considerados motoristas, BRASIL país onde s faz leis só para trabalhadores.

      Resposta
  • 25/08/2017 em 00:01
    Permalink

    Drogometro tem que usar primeiro com os patrões tanto transportadores quanto recebedores e despachadores pois são eles que fazem os horários malucos e botam os caminhoneiros pra se matar….

    Resposta
  • 24/08/2017 em 20:14
    Permalink

    Boa noite já que vão nos obrigar a fazer um teste instantaneo pra ver se estamos drogados poeriam acabar com o exame toxicologico . Sera mais justo e mais eficientepois vai pegar em flagrante os infratores e sera muito mais educativo

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!