Dakar: De Rooy repete feito do pai e celebra título do Dakar nos caminhões

Se filho de peixe peixinho é, Gerard de Rooy pegou bem o espírito da coisa. O holandês seguiu fielmente os passos de seu pai, Jan de Rooy, campeão do Rali Dakar de 1987. Exatamente 25 anos depois da conquista de seu genitor, o piloto venceu a corrida mais exigente e desgastante do mundo neste domingo (15), com o tempo de 45h20min47s.

Com cinco especiais vencidas, o holandês vinha na liderança entre os caminhões desde a quarta etapa. Sem ser considerado um favorito, o piloto dominou a prova com seu Iveco, tendo como pior colocação no quadro geral o segundo lugar. Na curta etapa que encerrou o Dakar, o campeão não forçou, tendo chegado apenas na sexta colocação.

Caminhão pilotado pelo pai de Gerard de Rooy, Jan de Rooy, em 1987

O vencedor da especial foi o italiano Miki Biasion, com o tempo de 27min22s. A 1min26s do vencedor chegou o russo Ilgizar Mardeev, que veio seguido por Hans Stacey, 1min43s atrás. De Rooy concluiu a etapa a 3min49s do vencedor.

Na classificação geral, a Holanda quase conseguiu repetir o feito da Argentina nos quadriciclos, onde três pilotos do país chegaram nos três primeiros lugares. No caso da nação europeia, foram dois. O vice-campeão do Dakar foi o também holandês Stacey, que, de Iveco, chegou 51min19s atrás de De Rooy.

Completou o pódio o cazaque Artur Ardavichus, que ficou 1h47min45s atrás do campeão. Chegada apertada aconteceu entre o quarto e o quinto colocados, que terminaram o rali separados por míseros 40s. O russo Andrey Karginov concluiu a corrida a 5h01min10s de De Rooy, enquanto Mardeev ficou a 5h01min50s.André de Azevedo coroou sua 25ª participação no Dakar com um bom resultado. O veterano de 52 anos levou seu Tatra de numeral 513 à oitava colocação geral, a 7h46min07s do vencedor, De Rooy. Ao lado do também brasileiro, o navegador Maykel Justo, e do mecânico tcheco Jaromir ‘Mira’ Martinec, o pioneiro do Brasil na competição — ao lado de Klever Kolberg — teve seu melhor momento entre Nasca e Pisco, no Peru, no último sábado (14), quando terminou a etapa em segundo. Azevedo e Maykel Justo conquistaram a melhor posição de um brasileiro no Dakar em 2012 na classificação geral.

Fonte: Grande Prêmio

Dakar: Azevedo é 2º em etapa vencida por Karginov. De Rooy fica perto do título

Pioneiro do Brasil no Dakar, André Azevedo chega ao final da sua 25ª participação no maior rali do mundo com a conquista de um resultado histórico. O brasileiro de 52 anos levou seu caminhão Tatra à segunda posição da 13ª especial da prova, disputada neste sábado (14) entre as cidades peruanas de Nasca e Pisco. André percorreu os 275 km de especial em 3h53min41s, ficando 20min14s atrás do vencedor do dia, Andrey Karginov, que corre pela montadora russa Kamaz.

O resultado de Azevedo, que forma equipe com o navegador brasileiro Maykel Justo e com o mecânico de apoio, o tcheco Jaromir ‘Mira’ Martinec, foi o melhor de um competidor nacional no Dakar. André não escondeu a emoção pela conquista alcançada na cidade de Pisco. “Conseguir este resultado num momento especial de minha carreira é emocionante”, declarou.

A performance de Azevedo foi tão boa na penúltima especial do Dakar que o brasileiro conseguiu bater dois caminhões da Iveco, montadora que vem dominando a competição. Hans Stacey e Miki Biasion terminaram na terceira e quarta colocações, respectivamente. André bateu Stacey menos de dois minutos, o que prova o equilíbrio da etapa, com exceção do domínio de Karginov. Ayrat Mardeev, também com Kamaz, fechou o dia na quinta posição.

Dono de vantagem confortável na ponta do Dakar, Gerard de Rooy só precisou administrar e ficar longe dos problemas para se aproximar do título do Dakar nos ‘brutos’. Ao lado do navegador Darek Rodewald e do mecânico Tom Colsoul, o holandês da Iveco de 31 está perto de conquistar a taça.

Sexto lugar em Pisco, De Rooy segue muito tranquilo na ponta e está agora 53min16s à frente do compatriota Hans Stacey na classificação geral. Cabe a Gerard apenas completar a curta especial, de apenas 29 km, para levar mais um título para a família De Rooy, que já foi campeã do Dakar em 1987 com o pai de Gerard, Jan.

Artur Ardavichus, apenas sétimo na 13ª e penúltima etapa do Dakar, é o terceiro colocado. O cazaque parece seguro na posição, uma vez que a diferença para o quarto melhor posicionado, Karginov, também da Kamaz, é de quase quatro horas. Mardeev fecha o top-5 da classificação dos caminhões. André Azevedo, que vem se recuperando a cada etapa do Dakar, ocupa a oitava colocação e está 7h43min47s atrás do líder e quase campeão De Rooy.

Fonte: Grande Prêmio

Brasileiros já estão na Argentina para largada do Rally Dakar 2012

Todos os integrantes da Equipe Petrobras Lubrax já estão na Argentina. Eles foram divididos em dois grupos: o primeiro seguiu no dia 25 de dezembro e o restante chegou no dia 27. A programação destes últimos dias está intensa. Ontem a equipe de caminhão, composta por André Azevedo, Maykel Justo e o tcheco Mira Martinec, retirou o Tatra do porto de Buenos Aires para realizar 560 quilômetros de deslocamento até a cidade de Mar Del Plata, local de largada do Rally Dakar 2012.

“Chegamos por volta da meia noite de ontem e hoje tiramos o dia para fazer a revisão no caminhão de apoio e organizar nossos itens pessoais. O Tatra, caminhão de competição, está na base naval de Mar Del Plata, onde uma parte foi destinada à área de verificações técnicas da organização e outra para estacionamento dos veículos”, contou o piloto André Azevedo, que nesta edição do Dakar completará 25 anos consecutivos de participações.

A moto que o estreante brasileiro Denisio do Nascimento utilizará, uma Honda 450cc, também chegou ontem na Argentina. O transporte foi feito por terra, saindo do Brasil no dia 25. Já o carro fará o deslocamento de Buenos Aires até Mar Del Plata nesta quarta-feira. “Eu e o Bina aproveitaremos o trajeto para conhecer melhor o carro, já que será a primeira vez que competiremos com ele”, contou o piloto Jean Azevedo. Ele e o navegador Emerson Cavassin, o Bina, participarão do rali com um Nissan.

Falta pouco

A cidade litorânea de Mar Del Plata já está em festa e nos preparativos finais para a maior e mais difícil competição off road do planeta. Esta será a primeira vez que a cidade sediará a largada do rali, nos anos anteriores – 2009, 2010 e 2011 – o início da competição foi na capital Buenos Aires. “Hoje vimos que a organização iniciou o fechamento das ruas em frente ao cassino da cidade para a largada promocional do dia 31 de dezembro”, contou André Azevedo.

O Rally Dakar 2012 acontecerá entre os dias 1º e 15 de janeiro. Nesta edição, 470 veículos – 173 carros, 189 motos, 32 quadriciclos e 76 caminhões – de diversas nacionalidades disputarão a prova. A competição terá início na Argentina, passará pelo Deserto de Atacama, no Chile, e terminará, pela primeira vez, em Lima, no Peru.

Fonte: Brasil Dakar

Veículos da equipe Petrobras Lubrax já estão a caminho do Rally Dakar 2012

Dois, dos três veículos da Equipe Petrobras Lubrax, foram embarcados na terça-feira (22): o novo Nissan Frontier da dupla Jean Azevedo/Emerson Cavassin e o caminhão Tatra do trio André Azevedo/Maykel Justo/Mira Martinec. O tcheco Mira foi responsável pelo transporte do peso-pesado entre a República Tcheca e a França. “Pela lei tcheca não é possível transitar com caminhões no domingo entre 13h e 22h. Então nós partimos às 22h de domingo para andar 1.400 quilômetros até o local. Chegamos lá por volta das 20h de segunda-feira. No final deu tudo certo, o caminhão já passou pelas vistorias técnicas e foi aprovado”, comemorou Mira.

O carro foi levado pela equipe de preparação belga Overdrive, responsável pelo desenvolvimento do Nissan que os brasileiros utilizarão no Dakar 2012. “A Overdrive também transportou o carro da Bélgica até a França e agora ele já está vindo para cá de barco. Nossos veículos de assistência também foram embarcados em Le Havre. Tudo pronto para mais um Dakar”, acrescenta o piloto Jean Azevedo.

Desta forma, o carro e o caminhão da Equipe Petrobras Lubrax já contam com a identificação e numeral da prova, 326 e 513, respectivamente, e só no dia 27 de dezembro é que seus integrantes poderão recuperá-los em Buenos Aires, na Argentina. No total, 680 veículos foram embarcados no porto, sendo da própria corrida, de assistência, imprensa e dos organizadores. Apenas a moto do piloto Denisio do Nascimento, uma Honda 450cc, está sendo preparada no Brasil e será levada pela equipe em dezembro para as vistorias técnicas e administrativas argentinas.

O Rally Dakar 2012 terá início em 1º de janeiro e término no dia 15 do mesmo mês, após cerca de nove mil quilômetros de trajeto. Nesta edição, além da Argentina e Chile, os organizadores agregaram mais um país, o Peru, onde será realizado o encerramento na capital Lima.

Fonte: Bagarai

Rally Dakar: Com mais competidores, inscrições são encerradas

Os organizadores da maior competição fora de estrada do planeta, o Rally Dakar, anunciaram que já foram encerradas as inscrições com duas semanas de antecedência. A prova terá início em 1º de janeiro de 2012 na Argentina, passará pelo Chile e terminará em 15 de janeiro no Peru, após cerca de nove mil quilômetros percorridos.

Dois meses e meio antes da largada, o rally conta com 170 inscritos na categoria Carros e 75 caminhões. Há várias semanas, motos e quadriciclos também tiveram suas inscrições encerradas e agora passam por uma seleção devido ao grande número de interessados.

Segundo os organizadores, houve um considerável aumento de inscritos em relação à edição passada, com o retorno de competidores europeus à prova, que desde 2009 é realizada na América do Sul.

“Notícias como essa mostram a importância do Rally Dakar no cenário do automobilismo mundial, e provam que o percurso em nosso continente é tão desafiador quanto os europeus e africanos”, afirmou André Azevedo, piloto do caminhão, e que irá comemorar 25 edições em 2012.

Na próxima edição da prova, mais precisamente em 08 de janeiro, os competidores terão o dia de descanso, na cidade de Copiapó, localizada na região de Atacama, no Chile.

“Nessa cidade eu vejo muitos turistas curiosos para conhecerem o rally e também o deserto, então queria convidar os brasileiros para nos encontrar lá, e ver de perto a magia do Dakar e suas belas paisagens”, completou.

Fonte: Esportes Terra

Rally dos Bandeirantes: Equipe Petrobras Lubrax conquista vitória entre os caminhões e vice-liderança nos carros

A segunda e última etapa do Rally dos Bandeirantes, que seria realizada ontem (16) na cidade de Taubaté (SP), foi cancelada por conta das chuvas que caíram na região. Dessa maneira, foi computado apenas o resultado do primeiro dia de disputas, que ocorreu no sábado, sagrando o caminhão da Equipe Petrobras Lubrax (Mercedes-Benz Atego) o grande campeão da prova. Entre os carros a equipe também comemorou, com a segunda colocação na categoria Protótipos/T1.

“Eu quero dedicar esta vitória aos parceiros da equipe, em especial à Mercedes-Benz e à Pirelli, afinal os pneus MT 85 e o freio motor Top Brake do veículo nos deram condições seguras suficientes para competirmos e ainda por cima sairmos vitoriosos”, afirmou o piloto do caminhão André Azevedo.

André contou com a navegação do taubateano Maykel Justo, que também aprovou o percurso do rali. “Uma pena terem cancelado hoje. Ontem nos divertimos bastante com as derrapagens, mais parecia um raid. Mas estamos bem felizes com o resultado, é muito bom ganhar em casa!”, acrescentou o navegador.

“Eu sempre gostei de pilotar na chuva, desde a época em que corria de moto. A pista fica bem lisa e requer mais pilotagem. Embora tenha que ter mais atenção, o risco de acidentes é menor, evitando capotamentos. O mais comum são os veículos atolarem no barro e fazia tempo que não competia em provas dessa maneira”, concluiu André.

Entre os Carros, o veículo da dupla Jean Azevedo/Emerson “Bina” Cavassin conquistou o segundo melhor tempo na prova na categoria Protótipos, atrás apenas de Marcos Moraes/Du Sachs. “Nós iríamos utilizar a etapa de hoje para tentar diminuir nosso tempo em relação ao primeiro colocado, mas também apoiamos a decisão da organização do rali. Afinal, eles analisam todos os detalhes da competição, como o difícil acesso da ambulância à pista, por exemplo”, explicou o piloto Jean Azevedo.

Fonte: Cross Brasil

Rally dos Bandeirantes: categoria caminhões terá ‘briga de gigantes’

O Rally dos Bandeirantes chega em sua 9ª edição, e será disputado no próximo final de semana, em Taubaté. Além dos carros, a prova terá briga de gigantes na categoria caminhões. A bordo dos pesos-pesados, pilotos multicampeões do off-road nacional, como Guido Salvini (Salvini Racing), seis vezes campeão brasileiro, André Azevedo (Petrobras Lubrax), tricampeão do Rally dos Sertões, e Amable Barrasa (Autoliner), que também possui dois títulos do Sertões e três do Brasileiro e Paulista Cross-country no currículo. Além da categoria pesados, o certame terá também disputa na categoria caminhões leves.

Líder do Campeonato Brasileiro, Guido Salvini quer aproveitar a disputa para conquistar com antecedência o título da temporada 2011, com duas rodadas de antecedência. “É gratificante para a equipe alcançar essa fase da competição com o título praticamente conquistado. É a prova de que fizemos nosso trabalho com maestria, levando o esporte muito a sério e valorizando a confiança que nossos patrocinadores depositam em nós”, comentou Salvini.

Após o título do Rally dos Sertões 2011, Salvini já tem a fórmula para subir mais uma vez no degrau mais alto do pódio. “Teremos que lidar com a ansiedade, pois em um rali o fator sorte também é importante, e nada de errado poderá ocorrer. Uma simples quebra mecânica comprometerá o resultado, e, além disso, nossos adversários são extremamente habilidosos e competentes, e tenho certeza de que eles não entregarão esse jogo facilmente”, disse.

Natural de São José dos Campos, cidade próxima de Taubaté, no Vale do Paraíba, o piloto André Azevedo correrá novamente perto de casa, e espera usar isso a seu favor na briga pela vitória. “Esta é a nossa região, o Vale do Paraíba, e esperamos ansiosos pela competição, que sempre alia alto nível técnico, ambiente familiar e grandes disputas nas trilhas. O rali também costuma reunir os melhores competidores brasileiros e temos ainda mais cobranças psicológicas em garantir bons resultados”, explicou Azevedo, que terá novamente a navegação do taubateano Maykel Justo a bordo do Mercedes Atego 1725.

Apesar da longa experiência e conquistas nos caminhões leves, Amable Barrasa assumiu este ano o comando de um peso-pesado (Ford Cargo 1722e), e com isso, ainda encara a disputa com mais um teste de adaptação. “Participamos das primeiras etapas do Campeonato Brasileiro, e do Rally dos Sertões, e ainda estamos buscando o acerto ideal no caminhão. Em Taubaté teremos mais uma oportunidade para checar
se estamos no caminho certo, contudo a expectativa é muito boa”, revelou Barrasa.

Novato tenta título inedito

Estreante na temporada, o jovem piloto Rafael Martinez-Conde, filho de Amable Barrasa fez sua estreia nas trilhas este ano, assumindo o Ford F-4000 que era pilotado por seu pai. Apesar de iniciante, Rafael já coleciona vitórias no Campeonato Brasileiro, e o vice-campeonato no Rally dos Sertões, quando também foi eleito piloto revelação. Na liderança da categoria caminhões leves, ao lado do navegador José Papacena tentará sua primeira conquista do Rally dos Bandeirantes, que é considerada uma das mais tradicionais provas do cross-country nacional.

No cross-country segundo regulamento da Confederação Brasileira de Automobilismo, a categoria caminhões pesados é para veículos acima de 4.800 kg, enquanto na categoria leves é para caminhões acima de 3.500 kg. A nona edição do Rally dos Bandeirantes será válida pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross-country, sendo 14ª e 15ª etapas para os carros e 10ª e 11ª para os caminhões – temporada 2011, e como 7ª e 8ª etapas do Campeonato Paulista, com supervisão da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo e da FASP – Federação de Automobilismo de São Paulo.

O Rally dos Bandeirantes, organizada pelo RallySP, tem Patrocínio de Mercedes Benz Caminhões/Atego. Apoio: Guinchos Work, Divino Fogão Taubaté, Cervejaria do Gordo e VP Adesivos Especiais.

Classificação do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-country

Piloto – Caminhões pesados
1º Guido Salvini – 77 pontos
2º André Azevedo – 37 pontos
3º Amable Barrasa – 22 pontos

Navegador – Caminhões pesados
1º Flávi Bisi – 77 pontos
1º Fernando Ventania – 77 pontos
2º Sidnei Broring – 27 pontos
2º Ronaldo Pinto – 27 pontos
3º Evandro Luiz – 22 pontos
3º Leandro de Oliveira – 22 pontos

Piloto – Caminhões leves
1º Rafael Conde – 82 pontos
2º Edu Piano – 31 pontos
3º Felício Bragante – 19 pontos

Navegador – Caminhões leves
1º José Papacena Neto – 82 pontos
2º Solon Mendes – 31 pontos
2º Davi José de Oliveira – 31 pontos
3º Ricardo Costa – 19 pontos
3º Pacco Corder – 19 pontos

9º Rally dos Bandeirantes

14 a 16 de Outubro de 2011 – Taubaté/SP

Cronograma do evento

14/10/11 – Sexta feira
14h00 – Início das vistorias técnicas e administrativas – Av. Prof. Walter Thaumaturgo (Av. do Povo) – Taubaté.
14h00 às 15h30 – Categorias Production, Super Production, Pró Etanol
15h30 às 17h00 – Protótipos, Categorias Caminhões Pesados, Caminhões Leves
17h00 – Início da segunda vistoria com multa
18h00 – Encerramento das vistorias – Av. do Povo
20h00 – Briefing – Dia 01 – Plaza Suite Hotel

15/10/11 – Sábado
09h30 – Largada – Início da Planilha – Plaza Suite Hotel – Taubaté
10h00 – Largada da Prova Especial 01 – 65 km – Fazendas N. S. Glória, Gaspar e Conceição – Rodovia Ayrton Senna – Taubaté / Caçapava Velha
12h40 – Largada da Prova Especial 02 – 65 km
20h00 – Briefing – Dia 02 – Plaza Suite Hotel

16/10/11 – Domingo
09h00 – Largada – Plaza Suite Hotel – Taubaté
09h30 – Largada da PE 01 – 65 km – Fazendas N. S. Glória, Gaspar e Conceição – Rodovia Ayrton Senna – Taubaté / Caçapava Velha
12h10 – Largada da PE 02 – 65 km
14h30 – Início do almoço de premiação – Local à definir – Taubaté
16h00 – Início da Premiação
17h00 – Encerramento do evento

Fonte: Cross Brasil

Rally dos Bandeirantes acontece nos dias 14 e 16 de outubro, em Taubaté

Entre os dias 14 e 16 de outubro acontecerá a 9ª edição do Rally dos Bandeirantes, tradicional prova realizada em Taubaté (SP). “Esta é a nossa região, o Vale do Paraíba, e esperamos ansiosos pela competição, que sempre alia alto nível técnico, ambiente familiar e grandes disputas nas trilhas. O rali também costuma reunir os melhores competidores brasileiros e temos ainda mais cobranças psicológicas em garantir bons resultados”, explica André Azevedo, natural de São José dos Campos.

André contará novamente com a navegação do taubateano Maykel Justo a bordo do caminhão Mercedes-Benz Atego. “Fiquei fora do Rally dos Sertões por estar doente, mas agora já melhor não poderia ficar longe de uma das provas que mais nos divertimos em participar. Sem dúvida, competir em casa é sempre bom!”, conta Maykel.

Além do caminhão, a Equipe Petrobras Lubrax confirma presença na categoria Carros, com a dupla Jean Azevedo/Emerson Bina Cavassin. “Realmente, gostamos de competir em casa, muitos familiares e amigos aproveitam para nos visitar e torcer junto conosco. Além disso, ficamos contentes também com a presença dos amantes do esporte, que curtem assistir a prova devido ao seu fácil acesso”, afirma o piloto Jean.

O navegador Emerson Bina Cavassin é o único que vem de outro Estado – Curitiba, Paraná – para participar do rali. “Vale a pena vir de longe, pois é uma prova muito boa, geralmente andamos em meio a fazendas de eucaliptos, mas embora a paisagem seja a mesma, o roteiro sempre muda, com percursos novos”, explica Bina.

Ao todo serão dois dias de disputas (15 e 16 de outubro), em rodada dupla com duas especiais para cada etapa, sendo 60 quilômetros para cada especial, e um total de 240 quilômetros de trechos cronometrados.

Fonte: Bagarai