Quadrilha especializada em roubar caminhões é presa em Curitiba

quadrilha-caminhoes-150514-bandabdentroApós dois meses de investigações, policiais civis do Centro de Operações Policiais Especias (Cope) conseguiram localizar e prender quatro integrantes de uma quadrilha de ladrões de carga que agia na Grande Curitiba.

Com a quadrilha, foram apreendidos três caminhões/trator, três semi-reboque/carretas abertas e um semirreboque modelo frigorífico com sinais de adulteração e mercadorias furtadas.

Os veículos com cargas de copos e porcelanatos estão avaliados em aproximadamente R$ 1 milhão. Segundo o delegado Leonardo Bueno Carneiro, os investigadores abordaram um dos veículos no bairro Novo Mundo, em Curitiba, e outra equipe que já estava nas proximidades da BR-116 abordaram os demais caminhões apreendidos. “Em revista a um dos caminhões foi localizado um revólver calibre 357, com sete munições intactas com Alessandro Larocca Colaço, 37 anos”, contou o delegado.

quadrilha-caminhoes-150514-bandabColaço foi autuado em flagrante por receptação e posse de arma de fogo com sinal adulterado e encontra-se na carceragem do Cope à disposição da Justiça.

Além de Colaço, foram presos também, na BR-116, Lisandro Roberto Chagas, 39 anos, Honorino Pereira, 32 anos, e Joseliane Baldo de Oliveira 45 anos. “Eles foram autuados por receptação e após pagamento de fiança encontram-se em liberdade”, contou o delegado.

Fonte: Banda B

É presa quadrilha de roubo de caminhões

Grupo criminoso atuava há, pelo menos, 10 anos11 pessoas foram presas na manhã desta terça-feira na Operação Carga Pesada da Polícia Civil. O objetivo era desmantelar uma quadrilha especializada em furto, roubo e clonagem de caminhões.

Os criminosos tinham base na região metropolitana de Porto Alegre e ainda atuavam na serra gaúcha, em Santa Catarina e em São Paulo.

A investigação apontou que dois terços dos roubos e furtos de caminhões praticados no estado estavam ligados ao grupo.

Segundo um dos delegados responsáveis pela ação, Juliano Ferreira, os líderes Lonir Althauss, conhecido como gringo ou alemão, José Anacílio Colares Santana e Paulo Henrique Casaro, o Paulinho, atuavam há pelo menos 10 anos e já haviam sido presos e soltos mais de uma vez.

De acordo com o delegado, grande parte dos caminhões era para desmanche e revenda de peças. Outros eram clonados e revendidos.

Além destas práticas, muitos proprietários sofriam extorsão. Os líderes possuíam empresas e oficinas mecânicas que faziam a lavagem do dinheiro.

As investigações iniciaram em abril de 2013 a partir de roubos e furtos de caminhões na região metropolitana de Porto Alegre. Desde abril já haviam sido presas quatro pessoas.

Na manhã desta segunda-feira foram apreendidos ainda dois revólveres calibre 38 e partes de caminhões.

A operação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Roubos de Veículos, do DEIC. Cerca de 50 policiais participaram.

Fonte: Band

Deic desarticula quadrilha de roubo de cargas no agreste alagoano

Policiais do Serviço de Inteligência (S.I)da Divisão de Investigações e Capturas (Deic), com agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), desarticularam na madrugada deste domingo (06), uma quadrilha de roubo de cargas no Agreste. Cinco pessoas foram presas e três veículos foram apreendidos (dois caminhões e uma Hilux). Após várias denúncias recebidas, o delegado Paulo Cerqueira e sua equipe iniciaram um serviço de investigação na região.

Após as diligências no encalce do bando, a polícia chegou até à Rua José Gomes Barbosa, no bairro Verdes Campos, em Arapiraca, onde localizou um galpão utilizado para guardar as mercadorias roubadas nas rodovias. Os produtos são diversificados entre eles de higiene, alimentos, tinta, baldes,uma carga completa da marca Arisco e, no meio, uma geladeira. O valor estimado do material encontrado é R$ 1,5 mi. Esta seria, conforme a polícia, a maior apreensão de carga roubada em Alagoas, de uma só vez.

Dos caminhões apreendidos, o baú trucado, de cor branca e placa MCN-9965, de Santa Catarina, com registro de roubo na polícia, servia para recolher, segundo os agentes do S.I, era o escolhido para recolher as cargas roubadas deixadas nos canaviais. O caminhão, de cor azul e placa KKK- 1687, da Paraíba, também estava carregado e foi interceptado quando o condutor se preparava para viajar. Um veículo Hilux, de placa não identificada, pertencente ao homem apontado como chefe do grupo, também foi recambiada para a sede da Deic.

Os cinco homens, José Álvaro de Lucena, Walter Arcanjo da Silva, Valdênio José da Silva (genro de Cícero Pitu e apontado como chefe do grupo), Edson Barros Dantas e Erielson Oliveira dos Santos foram presos em duas abordagens distintas.

Local de armazenamento

A quadrilha tinha como ponto para o descarregamento das cargas roubadas um galpão alugado, em um povoado, próximo a estrada de acesso à São Sebastião.No terreno, há apenas uma construção recuada, onde foi detectado um grande acúmulo de mercadorias.

Na parte descoberta do galpão, metade de uma carga da Arisco estava exposta, junta a outros produtos. A polícia disse que o local era alugado por Valdênio José da Silva.

Os presos foram levados desde a madrugada para a sede da Deic e devem ser apresentados nesta segunda-feira (07). As cargas roubadas estão sendo remanejadas aos poucos para a DRFV.

Fonte: Gazeta WEB