Com Sprinter, Mercedes-Benz oferece maior portfólio de veículos para transportes de passageiros

SprinterVanLongaTetoAltoAs vans da linha Sprinter da Mercedes-Benz – referência de mercado em segurança, qualidade, agilidade, tecnologia, conforto e excelente custo operacional – ampliam e complementam as soluções oferecidas pela marca para o transporte de passageiros no segmento de veículos comerciais leves.

“O Sprinter é reconhecido pela eficiência e alta produtividade, assegurando rentabilidade operacional em diversas aplicações do transporte urbano, fretamento, escolar, executivo e turismo de luxo”, afirma Dimitris Psillakis, diretor de Vendas e Marketing de Automóveis e Vans e de Desenvolvimento de Rede da Mercedes-Benz do Brasil.

Sprinter 20+1 é a maior van de passageiros do Brasil

Além da tradicional van Sprinter 15+1 luxo e standard (15 assentos para passageiros e mais o assento do motorista), as inéditas e exclusivas opções 17+1 e 20+1 (a maior van de passageiros do País) aumentam as possibilidades para os clientes transportarem mais pessoas por viagem, otimizando a rentabilidade dos seus negócios. Essas configurações já saem montadas de fábrica, o que assegura maior qualidade, conforto, robustez e segurança no transporte de passageiros.

Sempre inovando no segmento, a Mercedes-Benz oferece a primeira van de uso misto do Brasil, com capacidade para seis ocupantes e 7,8 m³ de compartimento de carga. Atenta ao mercado, a empresa apresenta uma solução de fábrica que contempla a necessidade de clientes que necessitam carregar menor volume de carga e mais passageiros, sem abrir mão do conforto e do melhor aproveitamento do espaço interno. Os principais mercados para esse produto são veículos de equipes de promoção, organização de eventos, foto e filmagem, publicidade e catering, entre outros.

Atenta ao mercado do transporte de passageiros, a Mercedes-Benz disponibiliza também o furgão Sprinter envidraçado, solução ideal para atender demandas específicas, tais como o transporte de portadores de necessidades especiais, que podem ser confortavelmente atendidos graças à ampla abertura da porta lateral e altura interna do veículo. Além disso, o operador também é beneficiado devido ao aumento da capacidade de passageiros, principalmente nas versões com entre-eixos extra longo (4.325mm).

“Esses novos produtos valorizam ainda mais a linha Sprinter, já consagrada no País, ampliando as opções de escolha para os clientes”, destaca Dimitris. “A Mercedes-Benz possui assim a mais completa linha de veículos comerciais leves do País, com 50 versões disponíveis, o que inclui as vans para passageiros, bem como os furgões e chassis para transporte de produtos e mercadorias”.

Padrão de segurança extremamente elevado

SprinterVan(1)Com a chegada do atual Sprinter, a Mercedes-Benz aprimorou ainda mais o seu reconhecido e exemplar nível de segurança, criando um novo padrão no mercado com a introdução de diversas tecnologias. Um dos principais diferenciais é o programa eletrônico de controle da estabilidade ESP Adaptativo® no sistema de freio, que consiste na integração dos já conhecidos ASR e ABS ao BAS e EBV, reduzindo significantemente os riscos de acidentes, mesmo em situações críticas, além de garantir maior domínio e estabilidade do veículo.

O sistema ABS evita o travamento das rodas, mesmo nas frenagens bruscas, enquanto o ASR evita que as rodas patinem. Por sua vez, o BAS identifica a velocidade de acionamento do freio e reduz a distância de frenagem de acordo com a reação do motorista sobre o pedal de freio. Já o EBV reconhece o efeito no centro de gravidade do conjunto carga e veículo e ajusta a força de frenagem sobre as rodas de acordo com esse efeito.

Com os quatros sistemas integrados, o ESP Adaptativo® garante um controle da frenagem e estabilidade do veículo mesmo em condições críticas, além de reduzir o risco de tombamento lateral, por meio de intervenção em movimentos desestabilizadores do veículo, tais como reação excessiva do condutor e condições irregulares da via.

O atual Sprinter traz também airbag de série para o motorista e opcionalmente para os seus acompanhantes. Além disso, o tensionador do cinto de segurança funciona de forma associada com o airbag. Há, ainda, o aviso sonoro que indica a falta do uso cinto de segurança do motorista.

O elevado padrão de segurança do Sprinter também envolve o conceito de absorção de impactos minuciosamente integrado ao projeto de sua estrutura monobloco, transferindo as forças oriundas de colisão, tanto frontal quanto lateral, para a estrutura inferior do veículo, reduzindo a deformação no habitáculo e, consequentemente, aumentando a segurança dos ocupantes.

Em termos de visibilidade, além do para-brisa maior, a combinação de um grande espelho principal com um espelho angular adicional fornece amplo campo de visão. Também contribui para a segurança a posição inferior do amplo conjunto ótico e faróis de neblina, o que melhora a iluminação da via.

Interior valoriza ainda mais o espaço e a ergonomia

SprinterVan20+1(2)O amplo espaço do habitáculo, o moderno painel de instrumentos, os diversos compartimentos porta-objetos e a utilização de materiais de alta qualidade valorizam o espaço interno e a ergonomia do Sprinter. Isso também fica evidenciado no acesso aos comandos e na posição de dirigir, que pode ser ergonomicamente selecionada graças à coluna de direção ajustável, tanto em altura como em profundidade, item de série nas vans de passageiros.

De série, o novo Sprinter traz rádio com CD e MP3 player, entrada SD-Card e conexão Bluetooth, que garante a conectividade e a possibilidade de utilização de celular sem utilizar as mãos (hands free). Além disso, opcionalmente, oferece volante multifuncional com teclas para comunicação com o rádio e o telefone.

O novo sistema de ar condicionado, exclusivamente desenvolvido para as condições climáticas da América Latina, é um diferencial do Sprinter. Com um aviso de temperatura exterior, o motorista pode selecionar de maneira precisa a temperatura do interior do veículo e mantê-la sempre em um nível ideal, independentemente da temperatura externa e da radiação solar. Destaque para as vans, cujo ar condicionado de controle independente, com saídas de ar no painel e no teto, foi desenvolvido exclusivamente para o mercado latino-americano.

Originais de fábrica, os bancos dos veículos Sprinter, que possuem encosto de braço para o motorista, foram concebidos para garantir o conforto e aumentar a segurança. O Sprinter é a única van entregue diretamente da linha de produção de uma montadora. Além de atender os criteriosos requisitos de qualidade fabril, os bancos do novo Sprinter foram concebidos para atender não somente aos requisitos legais, mas também aos que a Mercedes-Benz impõe a seus produtos, sendo exaustivamente testado em testes virtuais e físicos, com tecnologias inovadoras, como a fixação por trilhos.

O Sprinter ainda traz diversos equipamentos de série que facilitam a operação e garantem sua superioridade técnica, como a chave de ignição que inclui a função de fechamento central das portas por controle remoto, o farol de neblina, a regulagem elétrica do farol, além de avisos no painel alertando ao motorista sobre diversos itens de atenção, tais como portas abertas, lanterna queimada, desgaste de pastilhas, baixa pressão nos pneus, baixo nível de líquido de arrefecimento e de água no limpa-vidros.

Motores cada vez mais econômicos e ecológicos

“O atual Sprinter cumpre com excelência dois dos maiores desafios do transporte: redução no consumo de combustível e no índice de emissões”, diz Adriana Taqueti, gerente senior de Vendas e Marketing para Vans da Mercedes-Benz do Brasil. “Sua tecnologia BlueEFFICIENCY, que utiliza sistema de recirculação dos gases de escape (EGR) para atendimento ao PROCONVE P-7 (Euro 5), abrange um pacote de eficiência que visa a otimização do funcionamento dos sub-sistemas internos do motor. Além disso, sua transmissão foi desenvolvida com base nas necessidades típicas da aplicação de veículos comerciais leves”.

Quando se trata de nível baixo de emissões e respeito pelo meio ambiente, os motores Mercedes-Benz OM 651 LA biturbo de 4 cilindros são destaques em suas duas classes de potência: a versão 311 CDI Street conta com motor de 114 cv, com torque de 28,5 mkgf entregues na ampla faixa de 1.200 a 2.400 rpm. Já as versões 415 CDI e 515 CDI têm motorização de 146 cv, com torque de 33,6 mkgf de 1.200 a 2.400 rpm.

Com alta potência e torque, os veículos Sprinter ganham maior agilidade no trânsito, com melhores arrancadas e retomadas e também com maiores velocidades médias.

Suavidade sem precedentes: um marco na evolução do motor diesel

A nova geração do Sprinter trouxe para o mercado mais uma importante inovação tecnológica: a introdução de dois eixos balanceadores Lanchester em seus motores, o que representa um marco na evolução dos propulsores a diesel. Os balanceadores giram abaixo do virabrequim, no cárter, e levam o motor OM 651 LA a um nível de suavidade nunca antes alcançado nessa classe, contribuindo assim para um menor nível de ruído e vibração do veículo.

Os balanceadores Lanchester do Sprinter são os primeiros entre todos os veículos comerciais leves do mercado, o que mais uma vez confirma o pioneirismo em tecnologia da Mercedes-Benz.

Câmbio de 6 marchas oferece mais agilidade e baixo consumo

Os motores do Sprinter harmonizam-se perfeitamente com a transmissão manual ZF ECO Gear 6S-450 de 6 velocidades, cujas relações de marcha também propiciam redução no consumo de combustível.

Com uma relação de marchas otimizada, o novo câmbio favorece as manobras em velocidades baixas. Já a relação da sexta marcha, 15% mais alta, contribui para manter a rotação do motor mais baixa, mesmo nas velocidades mais altas. O motorista ainda conta com um indicador que o auxilia na troca de marchas de maneira otimizada.

Além de contribuir para a economia no consumo de combustível, essa nova transmissão, desenvolvida para o mercado local, propicia melhor dirigibilidade e maior agilidade para o veículo.

Design moderno e arrojado, com nove opções de cores

Com design moderno, arrojado e muito atrativo, o Sprinter mantém o tradicional perfil em forma de cunha. A conhecida robustez do veículo é explicitada pelos faróis dianteiros maiores e pelo capô integrado à grade. Ainda na parte dianteira, o para-brisa alto e os retrovisores de grandes dimensões aumentam a visibilidade do veículo, além de produzirem um efeito estético atrativo, o que também é realçado pelas ranhuras laterais, que denotam a robustez do veículo.

Na atual linha de modelos Sprinter, estão disponíveis nove cores externas. Além do tradicional branco na paleta de cores sólidas, há a disponibilidade das cores amarela, azul e vermelha. Já na linha de metálicas, além de prata, há também o grafite, preto carbono, vermelho e azul.

Mercedes-Benz oferece a mais completa linha de comerciais leves

A atual família Sprinter oferece elevada capacidade de transporte, tanto no que se refere ao número de passageiros, no caso das vans, quanto ao volume de carga dos furgões e chassis. Isso se deve às maiores distâncias entre-eixos (3.250 / 3.665 / 4.325 mm) e ao maior PBT – peso bruto total, com versões de 3,50 / 3,88 / 5 toneladas.

Com os modelos 311 CDI Street, 415 CDI e 515 CDI, a Mercedes-Benz oferece ao mercado a mais completa linha de veículos comerciais leves do País, com 50 versões à disposição, sendo 10 versões de vans, 10 versões de chassis, 20 versões de furgões, 8 versões de furgões envidraçados e 2 inéditas versões do veículo misto, que disponibilizam diferentes possibilidades de teto alto/teto normal, tipo de acabamento e ar condicionado. Isso assegura ampla flexibilidade de escolha para os clientes.

Fonte: Mercedes-Benz

Agrale apresenta na Equipo Mining 2012 o primeiro utilitário Marruá para transporte de passageiros

A Agrale, fabricante brasileira de utilitários, caminhões, chassis para ônibus e tratores, apresentará, pela primeira vez, o Agrale Marruá AM 200 MO (Micro-ônibus) para transporte de passageiros na Equipo Mining, maior feira de demonstração de máquinas, equipamentos e tecnologias relacionados à mineração. A empresa exibirá também o modelo AM 200 com caçamba de madeira, no evento que será realizado entre os dias 14 e 17 de agosto, no Centro de Exposições Mega Space, em Santa Luzia, Minas Gerais.

Desenvolvido para operar nas condições mais adversas e em qualquer tipo de terreno, o Agrale Marruá tem como destaque um forte e robusto trem de força, a suspensão com amplo curso e a resistência do conjunto. Essas características fazem do veículo o utilitário ideal para executar trabalhos nas condições mais difíceis.

Com foco na simplicidade de manutenção e na versatilidade, a família de utilitários Agrale Marruá AM 200 é indicada para as aplicações mais severas, como é o caso das minas, onde estes veículos são utilizados para o transporte de funcionários e equipamentos nas áreas de mineração.

O Agrale Marruá AM 200 MO é o primeiro modelo da família de viaturas focado no transporte de passageiros. O veículo possui motorização diesel Cummins ISF 2.8 Euro 5, com potência de 150 cv e torque máximo de 360 Nm, tração 4×4, maior altura em relação ao solo e os destacados ângulos de ataque e de saída, que facilitam o deslocamento e o desempenho em regiões de difícil acesso.

A versão AM 200 cabine simples, está equipada com caçamba de madeira, apresenta capacidade de carga de 2.000 kg, PBT de 4.300 kg e capacidade máxima de tração (CMT) de 8.100 kg. O modelo possui ainda caixa de transmissão de 5 marchas, eixo dianteiro totalmente flutuante, eixo traseiro flutuante com bloqueio do diferencial “Power Lok” e direção hidráulica.

Fonte: Assessoria de Imprensa Agrale

Caminhões “pau-de-arara” serão regulamentados no Ceara

Com base na Resolução 82, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em vigor desde o dia 19 de novembro de 1989, o Departamento Estadual de Trânsito do Ceara (Detran) vai estabelecer regras para a circulação de caminhão pau-de-arara adaptado para transportar passageiros. A partir dessa semana, as novas regras já entrarão em vigor. Mas, esse tipo de veículo só será permitido nas localidades da zona rural, próximo às divisas, transportando pessoas entre Municípios cearenses e também em eventos de romarias que acontecem no Estado, mais especificamente, nos Municípios de Juazeiro do Norte e Canindé.

De acordo com a legislação do Contran, este tipo de transporte só poderá ser autorizado entre localidades de origem e destino, quando não houver linha regular de ônibus ou onde as linhas existentes não forem suficientes para suprir as necessidades das comunidades. Mas, para que caminhões pau-de-arara circulem como transporte de passageiros, os veículos terão que passar por adaptações. A legislação do Contran determina que os caminhões contratados para esse tipo de transporte devem ter todos os itens de segurança para a condução de pessoas.

A resolução ainda estabelece que as autoridades com circunscrição sobre as vias a serem utilizadas no percurso são competentes para autorizar, permitir e fiscalizar esse tipo transporte, por meio de seus órgãos próprios.

O Detran dará um prazo para que os operadores dos caminhões façam as adaptações exigidas. Após o período, as fiscalizações serão feitas através de blitze fixas e volantes que serão realizas pela Fiscalização de Transporte Coletivo de Passageiros, onde atuam 150 agentes do Detran. Segundo o superintendente do órgão, João de Aguiar Pupo, a Procuradoria Jurídica do Detran elaborou as regras afim de adequar e fiscalizar esse tipo de transporte.

“Após o processo de regularização, por meio de licitação pública, do sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, passando a ser operado por ônibus e vans, respectivamente em 2009 e 2010, o Detran volta-se para estabelecer as regras estaduais para a circulação de transporte de carga adaptado para passageiros”, afirma.

TCE também vai promover fiscalização no Interior

Para investigar os tipos de transporte que existem nas cidades do Ceará e acompanhar as licenças emitidas pelos órgãos de trânsito competentes para a utilização de veículos de carga como de transporte de pessoas, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) fez um levantamento dos recursos que a Secretaria de Educação do Estado repassou aos Municípios. No momento, o tribunal está realizando um trabalho de verificação da regularidade e veracidade dos termos de responsabilidade, assinados pela Secretaria de Educação do Estado e pelos Municípios, quanto à prestação de serviços de transporte escolar.

Nos próximos dias, alguns Municípios serão selecionados para receber a equipe de fiscalização do órgão. Segundo o diretor da 5ª inspetoria de controle externo do TCE, Rubens Cezar Parente, o órgão está de acordo com a regularização do transporte de carga adaptado para transportar passageiros. “Esse é um ponto de vista que o tribunal tem adotado. A partir do momento em que o TCE passou a acompanhar a prestação de contas da contratação de empresas que prestam serviços de transporte escolar público”, afirma.

Vistoria

O transporte de passageiros em veículos de carga, sendo remunerado ou não, poderá ser autorizado a título precário, desde que atenda aos requisitos estabelecidos na resolução nacional do trânsito.

Os veículos que irão fazer esse tipo de transporte só poderão ser utilizados após vistoria da autoridade competente para conceder a autorização de trânsito. A quantidade de pessoas transportadas em cada veículos também será calculada de acordo com o espaço útil disponível na carroceria de cada caminhão.

Fonte: Diário do Nordeste

Trabalhadores rurais são transportados irregularmente nas estradas capixabas

[vodpod id=Video.11831578&w=500&h=400&fv=midiaId%3D1548329%26amp%3BautoStart%3Dfalse%26amp%3Bwidth%3D480%26amp%3Bheight%3D392]
Os trabalhadores da colheita do café não têm transporte adequado e são levados em cima das sacas sem qualquer proteção na rodovia estadual ES-248, que liga Linhares à Colatina. Na ES-080, que dá acesso a Santa Teresa, a viatura da Polícia Militar cruza com um caminhão que leva um homem na carroceria e sequer nota o perigo.

Na rodovia ES-430, que dá acesso a Jaguaré, não é difícil encontrar situação de trabalhadores que pegam carona em caminhões sem nenhuma preocupação e seguem pelo centro do município.

De acordo com o Ministério do Trabalho, veículos flagrados transportando trabalhadores irregularmente deverão ser apreendidos e o agricultor que contratou o transporte pagará multa.

No ano passado, durante a safra do café, 48 notificações de transporte irregular foram feitas no Espírito Santo.

Fonte: Globo Rural