Setcarso deve qualificar 1.000 Motoristas Carreteiros até 2012

Dirson Segamarki

O Setcarso (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de Sorocaba e Região) deve qualificar cerca de mil motoristas carreteiros até o final de 2012. Esta é a meta do o presidente do Setcarso, senhor Dirson Segamarki Júnior, criador do Projeto Setcarso de Formação De Motoristas Carreteiros que, na última sexta-feira, formou a primeira turma com treze profissionais.

O Projeto, desenvolvido em parceria com SEST/SENAT, já está com uma segunda turma em andamento e outras pessoas na fila de espera. “É nossa responsabilidade qualificar a mão de obra, que não tem como arcar com os cerca de R$ 1.200,00 dos custos da CNH categoria E, que os habilita a dirigir carretas”, explica o presidente.

Dados do Setcarso mostram que há hoje uma demanda de 1000 vagas apenas na área de atuação do sindicato, que compreende 57 cidades, mesmo com um salário entre R$ 2 mil e R$ 3 mil ao mês. Segamarki explica que a maioria dos motoristas de caminhão aprendeu as manobras de maneira informal e não estão qualificados para rodar com cargas grandes e perigosas nas estradas do país. “O resultado dessa informalidade pode ser visto nos acidentes com caminhões e carretas em nossas rodovias, muitos deles resultando em morte do motorista, de terceiros ou ainda em desastres ambientais.”

Gratuidade

A primeira turma do projeto foi subsidiada pelo próprio Setcarso, que espera o apoio de empresas associadas para patrocinar as próximas turmas. Com a proposta de desenvolver motoristas com habilidades e competências relativas ao desempenho de suas tarefas, o projeto tem toda sua grade curricular formada por docentes do SEST/SENAT e aulas práticas em caminhões articulados doados por empresas parceira como a Wantoba, que cedeu o cavalo mecânico, a Transcon/Di Bloco, que cedeu a carreta e a Rivabren, que cedeu o caminhão escola onde os alunos fizeram as aulas práticas de mecânica e manutenção de caminhões.

Na solenidade de formatura da primeira turma do Projeto Setcarso de Formação De Motoristas Carreteiros estiveram presentes representante da Urbes, Diretoria do Setcarso, SEST/SENAT, Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado de São Paulo, empresas associadas e convidados. Após a formatura, formandos e convidados participaram de um coquetel.

Fonte: JE Online

Da estrada para a sala de aula – Motoristas de caminhão de Londrina fazem curso no Sest/Senat

Em Abril, dez motoristas de caminhão de Londrina trocaram as estradas pela sala de aula, no Sest/Senat. Eles assumiram por três dias consecutivos o papel de alunos e tiveram aulas teóricas e práticas de condução econômica, direção defensiva, mecânica básica, tecnologia embarcada e responsabilidade civil e criminal nos acidentes de trânsito.

Dos dez motoristas inscritos nesta turma do programa Motorista Profissional, oito trabalham em transportadoras e dois são autônomos. A economia de diesel e o menor desgaste de peças – resultados diretamente ligados à maneira como o motorista conduz o caminhão – estão entre os objetivos das empresas do segmento.

Especializada no transporte de agro-químicos, a Transcamila selecionou um dos seus 56 motoristas para participar da iniciativa. “Nossa intenção é que ele seja capacitado para a condução econômica e transmita os conhecimentos aos nossos outros motoristas”, comenta o gerente de frota, Itamar Teodoro. Instalada em Londrina, a transportadora tem filiais em São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul.

O coordenador de desenvolvimento profissional do Sest/Senat Londrina, Cláudio Roberto Vieira, diz que as empresas estão demonstrando grande interesse em identificar os benefícios que terão com a capacitação de seus motoristas. Prova disso é que a demanda pelo curso superou as expectativas. “Foi necessário abrir vagas para uma segunda turma, que começa no próximo dia 27 e está com grande procura”.

Na boleia da carreta

O aprendizado começa com aula prática quando o motorista assume a carreta carregada com 27 mil quilos de calcário. O itinerário tem início no Sest/Senat, de onde  motorista segue pela Avenida Dez de Dezembro, entra na BR-369 e chega até o Contorno de Ibiporã (km 5). Depois, retorna ao Sest/Senat. Nesta etapa, o aluno dirige como está acostumado em sua rotina.

A aula prática é individual. Os motoristas que permanecerem em sala de aula  vão conhecer detalhes do funcionamento do motor, suspensão, transmissão, pneus, computador de bordo, condução econômica, tecnologia embarcada, informática e responsabilidade civil e criminal nos acidentes de trânsito.

Ao fim do curso, o motorista assume novamente o comando da direção e faz o mesmo trajeto do primeiro dia, baseando-se no conteúdo do treinamento. Na seqüência, é feita uma análise do desempenho do profissional nos itinerários.

Motorista Profissional

O programa Motorista Profissional é uma parceria inédita entre o Sest/Senat Paraná, a Volvo do Brasil e a Rodo Línea para treinar profissionais da boleia. Lançada em 2007, a iniciativa totaliza mais de 350 motoristas treinados (direta e indiretamente), de várias regiões do estado.

Além de motoristas vinculados às empresas, muitos profissionais autônomos se inscrevem com o objetivo de melhorar suas habilidades e o currículo. Este é o caso de Cleverson Fernando dos Santos, que fez o curso em março, em Guarapuava.

Trabalhando como caminhoneiro desde a adolescência, há dois anos ele mudou de área e passou a fazer transporte escolar. Mas quer retornar às estradas e vê no curso uma oportunidade para ser admitido em uma empresa. “Acho que esse aprendizado vai aumentar as minhas chances de voltar a fazer o que gosto”.

Fonte: Fepasc