Mercedes-Benz Trucks oferece trinamento de condução segura e econômica para 45.000 motoristas na Alemanha

atego europeuEm um período de somente cinco anos, mais de 45.000 motoristas obtiveram êxito no treinamento oferecido pela Mercedes-Benz Trucks, na Alemanha, de acordo com a legislação de qualificação de motoristas profissionais. Em 2008, a Mercedes-Benz tornou-se a primeira fabricante de caminhões a receber aprovação governamental para esses cursos, que foram elaborados conforme as diretrizes da lei. Hoje, oferece seu amplo repertório de programas de qualificação em cerca de 180 centros de treinamento certificados, distribuídos pela Alemanha. Nesse sentido, 24 caminhões Actros de 40 toneladas, com cabinas modificadas e sete assentos, estão disponíveis atualmente para esta finalidade.

“Estamos dedicados a oferecer aos nossos clientes o melhor suporte nas operações do dia-a-dia, desde os conceitos de veículos orientados ao motorista, até as medidas de treinamento correspondentes”, observa Stefan Buchner, chefe da Mercedes-Benz Trucks. “Estou muito satisfeito de ver que nosso programa de treinamento foi tão bem recebido pelos clientes. O total de motoristas qualificados em cinco anos é um número impressionante e significa maior segurança em nossas estradas e esforços responsáveis pela conservação de recursos”.

A cada fim de semana, cerca de 80 instrutores da Mercedes-Benz Driver Training visitam clientes com o objetivo de explicar em detalhe a tecnologia a bordo dos veículos comerciais da marca. Isso permite que os clientes possam explorar ao máximo os benefícios econômicos de seus caminhões.

O treinamento de motoristas profissionais de veículos comerciais faz parte de uma ampla gama de programas de qualificação conduzidos pela Mercedes-Benz Driver Training. A Empresa oferece várias ações de treinamento visando cobrir as áreas de competência exigidas pela lei. Conceitos de qualificação correspondentes foram agora estabelecidos como normas válidas para toda a União Européia no treinamento Mercedes-Benz de motoristas. Isso significa que os clientes que operam internacionalmente recebem cursos com os mesmos conteúdos e o mesmo alto padrão de qualidade no treinamento de motoristas, independetemente de onde ele venha a ocorrer.

O programa oferecido aos clientes cobre as seguintes áreas: Treinamento do Motorista “PLUS”, que foca a tecnologia do veículo; “Eco-Training”, para promover um estilo mais econômico de dirigir; “Driver safety training”, para treinamento de segurança; “Load securing training”, treinamento de fixação da carga; “Regulations in goods transport” (Normas do transporte de bens) e “The truck as a workplace” (O caminhão como local de trabalho).

A aplicação da lei para motoristas profissionais

A lei alemã de qualificação de motoristas profissionais se aplica a todos que utilizam as vias públicas para transportar bens ou passageiros para fins comerciais e que precisam ter uma carteira de habilitação Classe C1, C1E, C, CE, D1, D1E, D ou DE para essa finalidade. Todos estes motoristas profissionais precisam fornecer a confirmação de que concluíram 35 horas de treinamento dentro de um período de cinco anos, para que possam se qualificar para a renovação de suas carteiras de habilitação.

Essa lei visa melhorar a segurança nas estradas, promover um estilo de condução econômica e estabelecer um padrão comum de treinamento e educação entre os motoristas profissionais comerciais dentro da União Européia. A lei se aplica à Europa inteira, devendo ser implantada na legislação nacional de cada país.

Fonte: Mercedes-Benz

Direção econômica pode reduzir consumo de combustível em 10% em média

painel mb actrosVocê sabia que, se dirigir de forma adequada seu veículo, é possível diminuir em, média, 10% o consumo de combustível? Além disso, a vida útil dos equipamentos pode ser prolongada, reduzindo, também, a emissão de gases poluentes. As informações são da técnica da Coordenação de Estudos e Projetos do Sest Senat, Katiane Batista.

“A direção econômica, ou condução econômica, consiste no conjunto de conhecimentos e práticas que visam um melhor aproveitamento dos recursos naturais, de equipamentos e de mão de obra. Dessa forma, significa operar o veículo de modo a acionar os mecanismos de controle (acelerador, freios, direção, caixa de transmissão) em sintonia com as situações que acontecem ao logo da viagem (subidas, descidas, retas e curvas)”, explica Katiane.

Katiane cita a experiência recente do Sest Senat de São Vicente (SP). A unidade realizou acompanhamento de duas turmas do curso Condução Segura e Econômica, promovida em parceria com uma montadora e constatou que, quando comparados o modo de condução dos alunos no primeiro e no último dia do curso para motoristas de caminhão, há uma melhora de 14% no consumo de combustível e 19% no tempo gasto no trajeto.

A influência do condutor na eficiência energética é um dos temas que serão tratados durante o 1º Seminário Internacional sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados, que acontece nos dias 5 e 6 de junho, em Brasília. O evento é promovido pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e pelo Programa Ambiental Despoluir, em parceria com o International Council on Clean Transportation (ICCT) e o Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA).

Em agosto de 2012, a CNT e o Sest Senat firmaram parceria com a Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas e Estudos Tecnológicos – COPPETEC. Um dos objetivos desta parceria é desenvolver, implementar e avaliar um programa de direção econômica voltado para o transportador urbano de cargas. Os resultados do Programa também serão divulgados no 1º Seminário Internacional sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados.

Confira dicas para dirigir de forma econômica:

- Guiar com previsão (não frear nem acelerar sem necessidade);
- Operar na faixa ideal de rotação do motor;
- Sempre que possível, pular marchas;
- Não acelerar durante a troca de marchas;
- Aproveitar a inércia do veículo, considerando as fontes de resistência ao deslocamento do veículo (a aceleração deve ser feita de modo lento e gradual);
- Utilizar corretamente os freios;
- Trafegar apenas com o veículo engrenado;
- Manter pneus calibrados;
- Acompanhar o desempenho do veículo.

Serviço

1º Seminário Internacional sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados
Data: 05 e 06 de junho
Local: Auditório Thiers Fattori Costa, Sede da CNT, em Brasília/DF (Setor de Autarquias Sul, Quadra 01, Ed. CNT)
Faça sua inscrição no site do Despoluir. A participação é gratuita. Vagas limitadas!

Fonte: CNT

Motorista treinado pode zerar índices de acidentes com veículos pesados

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs números são assustadores e a solução, mais uma vez, reside na educação, conscientização e treinamento. A prática do conhecimento é fator determinante para o sucesso e é com este objetivo que o Velopark desenvolveu um curso de pilotagem para motoristas de veículos pesados seja ele, ônibus ou caminhão. De acordo com dados do Daer e da Polícia Rodoviária Federal, só em 2012 o Rio Grande do Sul registrou 7165 acidentes envolvendo veículos pesados, em rodovias federais e estaduais. Mais de 90% dos casos são em decorrência de falhas humanas. Mesmo representando apenas 2,2% da frota de veículos do estado, são eles os responsáveis pelos acidentes mais graves. De acordo com o presidente do SETCERGS Sergio Neto, entre os principais fatores estão a falta de infraestrutura adequada, a alta incidência de caminhões nas estradas, falta de treinamento e acompanhamento dos motoristas, principalmente dos autônomos.

Apesar dos possíveis investimentos ainda existe muito trabalho a ser feito, principalmente na educação dos motoristas. Atualmente o Rio grande do Sul tem 400.315 mil motoristas habilitados nas carteiras C, D e E. Entretanto o SEST SENAT do Estado não sabe mensurar quantos desses motoristas recebem algum outro tipo de qualificação. Por isso, Neto ressalta a importância do acompanhamento dos motoristas que começam a trabalhar como profissionais, dirigindo veículos pesados.

Para algumas empresas, a preocupação em oferecer treinamentos inovadores é o segredo para qualificar a equipe e garantir a satisfação do cliente. Uma das maiores transportadoras do Estado, a Ouro e Prata, dedica aproximadamente 160 horas para treinamento dos motoristas. O resultado é um índice de satisfação do cliente e da equipe acima de 97%, e o mais importante, índice zero de acidentes com vítimas desde 2004.

“Todo novo motorista precisa de acompanhamento diuturnamente. As empresas efetuam testes e operações acompanhadas, com vistas a se certificar de que estão aptos ao desempenho com segurança. Normalmente, quando o motorista atinge essas categorias ele já possui carteiras AB, dirige e conhece bem as leis de trânsito e as dificuldades que um motorista profissional tem para estar capacitado no dia a dia. O ‘estágio’ tem a finalidade de adaptá-lo a uma nova Categoria de tamanho e pesos diferentes. O que importa é que ele já conhece e sabe dirigir profissionalmente. Precisa agora conhecer novos desafios.”, afirma o presidente do SETCERGS.

A Ouro e Prata que atua no mercado brasileiro há mais de 70 anos conta, no total, com 72 linhas que atendem o Estado dia e noite e uma linha nacional que parte do RS em direção ao Pará. Os profissionais que ingressam na empresa passam por cursos de qualidade no atendimento, direção defensiva, direção econômica e padrões de postura no trabalho, além de estarem mensalmente envolvidos em reciclagem.

Em 2013, a empresa de transportes aderiu ao novo curso de direção segura para motoristas profissionais do Velopark. A proposta é orientar e qualificar a classe sobre a segurança do condutor e passageiro e testar os limites do veículo em uma situação de emergência. O módulo também contempla a evolução dos veículos em tecnologia embarcada e a correta utilização desses recursos.

“Esta é a primeira edição que realizamos e aborda principalmente situações de emergência em frenagem e desvios. O Velopark é a opção mais segura em ambiente sem contar na experiência do Jorge Fleck”, diz Carlos Bernaud, diretor de operações da Ouro e Prata.

O instrutor do curso, Jorge Fleck, é o piloto gaúcho que mais acumula títulos nacionais em diversas categorias e foi bicampeão brasileiro de Fórmula Truck. Mas, a experiência com caminhões veio do histórico familiar no setor de transportes. Fleck é filho de caminhoneiro e por muitos anos foi motorista transportador, o que lhe rendeu o conhecimento necessário para desenvolver a estrutura do curso.

“Os treinamentos eram basicamente teóricos, realizamos uma rodagem em estradas porém, dentro das condições apresentadas, aqui estamos simulando outras situações como as diferenças em pista seca e molhada e desvios de obstáculo em curto espaço de tempo e com diversidade na pista”, acrescenta Bernaud .

Fonte: Divulgação

Scania entrega ônibus para Fabet iniciar formação de motoristas de transporte de passageiros

Scania_Fabet_onibus_escola_1Em cerimônia realizada nesta terça-feira (26), a Scania entregou um ônibus para a Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte (Fabet) iniciar seu primeiro curso de Formação de Motoristas para o Transporte Rodoviário de Passageiros. O evento ocorreu na filial da fundação em Mairinque (SP). A primeira turma começa no dia 15 de abril e estão disponíveis 25 vagas. O modelo é um K 310 4×2 de carroceria Comil Campioni, com tecnologia Euro 5 e câmbio Confort Shift.

“Os condutores de ônibus necessitam de treinamento qualificado porque transportam um bem precioso: vidas. A Scania está orgulhosa de poder ajudar a Fabet a iniciar esse programa”, afirma Wilson Pereira, gerente executivo de Vendas de Ônibus da Scania do Brasil. “Hoje, existem empresas que estão com dificuldades para contratar profissionais. Esse curso ajudará a diminuir a carência de condutores no mercado.”

“A Scania tem grande preocupação em relação à segurança nas estradas e com a formação de motoristas. Nosso ônibus será uma ferramenta pedagógica para incentivar a condução defensiva”, diz Gustavo Andrade, representante Scania na Fabet e conselheiro deliberativo da entidade. “O transporte de passageiros envolve uma questão logística diferente se comparada ao caminhão. Essa parceria vai qualificar ainda mais os profissionais com um conteúdo adaptado para esse segmento.”

O curso levou dois anos para ser desenvolvido e possui carga horária total de 336 horas. O objetivo é formar profissionais que conheçam a parte técnica, mas também tenham um comportamento adequado e dirijam de forma econômica e defensiva. Equilíbrio emocional, legislação, desenvolvimento interpessoal, gestão da qualidade, segurança e comodidade do passageiro, custos no transporte de passageiros são algumas das disciplinas oferecidas. De acordo com a Fabet, um motorista treinado pode reduzir 15% de consumo de combustível, aumentar em 10% a vida útil dos pneus e diminuir em 47% o número de sinistros.

Parceria comprometida com a educação

A Scania, principal parceira institucional da Fabet, há 15 anos, também disponibiliza 30 caminhões pedagógicos que são utilizados para aulas práticas na formação de novos motoristas. A Scania equipa e mantém avançados laboratórios técnicos da fundação com equipamentos e ferramental. A Fabet também apoia a competição da Scania Melhor Motorista de Caminhão do Brasil, que promove a formação desses condutores.

Fonte: Scania

Mercedes-Benz já capacitou mais de 200 mil motoristas

A Mercedes-Benz, mantendo longa tradição na formação e especialização de motoristas de caminhões e ônibus, já acumula 30 anos de treinamento voltado a empresas de transporte. Desde 1982, foram mais de 200.000 motoristas e monitores treinados, sendo 6.000 profissionais somente em 2012, o que significa cerca de 140.000 horas de atividades teóricas e práticas.

“Além de oferecer ao mercado produtos de alta qualidade e avançada tecnologia, a Mercedes-Benz tem também o compromisso com a formação dos motoristas, contribuindo para que eles aproveitem todo o potencial de seus veículos no dia-a-dia de trabalho e ainda possam contribuir para o aumento da segurança nas estradas”, afirma Eustaquio Sirolli, gerente sênior de Treinamento de Vendas e Pós-Venda da Mercedes-Benz do Brasil. “Dessa forma, colaboramos para qualificar a mão-de-obra do setor e consequentemente, fazemos com que o transporte de cargas e de passageiros seja mais seguro, econômico e ecológico”.

Na avaliação do executivo, o treinamento de motoristas representa um alto valor agregado aos produtos da marca. “Um diferencial competitivo que tem papel muito importante na escolha de novos veículos pelos clientes”, conclui.

Modernas instalações e amplos recursos para treinamento

As atividades de treinamento, que, além de clientes, também atendem às equipes dos concessionários e da própria fábrica, são coordenadas pela área Global Training, localizada na planta da Mercedes-Benz do Brasil em Campinas (SP) e com unidades em Porto Alegre (RS) e Recife (PE).

Além de seus modernos centros de treinamento, a Empresa utiliza outros recursos, como os Centros de Treinamento Homologados, instalados junto aos concessionários Mercedes-Benz de Taboão da Serra (SP), Nova Iguaçu (RJ), Contagem (MG), Curitiba (PR), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE) e Belém (PA).

Somam-se ainda as Unidades Volantes de Treinamento e as diversas parcerias da Mercedes-Benz com o SEST/SENAT, o que inclui a cessão de caminhões para atividades práticas.

A Mercedes-Benz conta com um significativo quadro de instrutores para treinamento de motoristas nos frotistas. Recentemente, a Empresa mais que duplicou sua estrutura para esta finalidade. Com isso, busca atender à crescente demanda das empresas de transporte por maior especialização dos condutores de caminhões e ônibus, motivada pela presença de tecnologia, cada vez mais, avançada nos veículos.

Treinamentos asseguram muitos ganhos para o cliente

Visando a formação e a especialização dos motoristas de caminhões e ônibus, a área Global Training da Mercedes-Benz do Brasil oferece o curso Técnicas de Operação, que tem duração de 8 horas (módulo básico) ou 16 horas (avançado).

Esse treinamento proporciona ganhos concretos em aspectos vitais do uso do veículo. Em média, há uma melhora de 25% em termos de autonomia, ou seja, com esse conhecimento, o motorista passa a fazer mais quilômetros por litro. Há também uma média de melhora de 20% no tempo de percurso, o que significa entregas mais rápidas. E há ainda uma redução substancial, próxima de 50%, no número de troca de marchas, com o motorista fazendo menos esforço e o câmbio ganhando maior durabilidade.

Criado inicialmente para abordar a condução econômica, esse treinamento foi sendo aprimorado ao longo dos anos. Hoje, abrange também a maior durabilidade de agregados, como câmbio e embreagem, e especialmente a melhor utilização das informações fornecidas pelo veículo, como, por exemplo, pelo computador de bordo, disponível em alguns modelos de veículos.

O curso aborda também a preservação do meio ambiente, alertando os motoristas sobre a importância do seu desempenho na condução e manutenção de veículos para minimizar a emissão de poluentes.

Entre os materiais de apoio inclui-se um manual com recomendações sobre dirigibilidade ecológica. O objetivo é conscientizar os participantes para as boas práticas, com dicas a respeito de condução, aceleração, frenagem, combustíveis, sistema de injeção, emissões, regulagem do motor e do veículo, além de manutenções. Essa é mais uma demonstração do comprometimento da Mercedes-Benz do Brasil em ampliar a conscientização para a preservação do meio ambiente, contribuindo para a melhoria da qualidade do ar.

No rol de materiais criados especialmente para motoristas, a Mercedes-Benz também oferece a clientes e concessionários livretos sobre Condução Econômica e Manutenção de Freios de Carreta, bem como o Manual de Ergonomia e Ginástica Laboral, entre outros.

Preparação de monitores de treinamento

A Mercedes-Benz do Brasil também oferece aos frotistas o curso Formação de Monitores. Com duração de 5 dias, este treinamento aprofunda temas técnicos ligados a motor, câmbio, embreagem, eixos e transmissão, entre outros tópicos. Além disso, inclui um módulo sobre didática de treinamentos. Os participantes chegam a fazer apresentações filmadas, que são exibidas posteriormente aos alunos para avaliações quanto à postura e técnicas de treinamento.

Locais de treinamento em pontos estratégicos

O curso Técnica de Operação é aplicado nas instalações do cliente, seja por um instrutor da fábrica ou de um concessionário, ou ainda por um monitor do próprio frotista. Já o curso Formação de Monitores é aplicado pela Mercedes-Benz em seus Centros de Treinamento de Campinas, Porto Alegre e Recife. Este curso pode ser realizado em frotistas que tenham área de treinamento adequada e disponibilidade de veículos para esta finalidade.

Como pré-requisito para a formação de monitores, a Mercedes-Benz oferece o Curso Fundamental de Serviço, que é aplicado nos Centros de Treinamento Homologados.

Mercedes-Benz mantém forte parceria com o SEST/SENAT

Desde 2007, a Mercedes-Benz vem desenvolvendo importantes parcerias com o Serviço Social do Transporte (SEST) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), garantindo mais capacitação para o trabalhador em transporte em seis estados brasileiros. Nas unidades de São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Santa Catarina, Espírito Santo e Paraná, os cursos de Condução Segura e Econômica e de Excelência Profissional para Motoristas de Cargas são ministrados em caminhões pesados Axor cedidos pela Empresa para esses treinamentos.

Do mesmo modo, os caminhões da marca são utilizados em aulas da Universidade do Caminhoneiro nas unidades de São Paulo, Campinas, Florianópolis, Brasília, Ponta Grossa e Cariacica.

A Universidade do Caminhoneiro contribui para a melhoria do desempenho do motorista na condução do veículo, visando a excelência, economia de combustível, condução ecológica, diminuição de acidentes e maior durabilidade dos componentes do caminhão.

Além da formação e especialização de motoristas, o SEST/SENAT de Campinas desenvolve outro programa em conjunto com a Mercedes-Benz, voltado para a área de manutenção, com treinamentos para mecânicos de motor diesel. A unidade, por sua vez, é um centro homologado pela Empresa para essa finalidade, fruto de um trabalho de parceria com a área de Treinamento Técnico de Veículos Comerciais da Mercedes-Benz.

Os treinamentos de manutenção atendem mecânicos da rede de concessionários de várias partes do Brasil, além de profissionais de frotistas de transporte rodoviário de cargas e de passageiros. Estendem-se ainda às turmas de formação de Programas de Jovem Aprendiz, que visam oferecer oportunidades de primeiro emprego no mercado de trabalho no setor de transportes.

Fonte: Mercedes-Benz

Noma se torna parceira da FABET‏

O premiado trabalho social realizado pela FABET – Fundação Adolpho Bósio de Educação no Trânsito passa a contar com mais um importante apoiador. A Noma, uma das cinco maiores fabricantes de carretas da América do Sul, tornou-se parceira da entidade, cedendo três implementos rodoviários que serão usados nas aulas práticas aplicadas nas escolas da fundação, em São Paulo e em Santa Catarina.

Foram entregues este mês três produtos da nova linha Fênix da Noma: dois semirreboques porta-containers e um basculante sobrechassi. Os implementos servirão como ferramenta educacional, na missão da FABET de formar condutores responsáveis, contribuindo com a diminuição do número de acidentes nas rodovias brasileiras.

Segundo Marcos Noma, presidente da fabricante paranaense, a fundação realiza um dos trabalhos socioeducacionais mais respeitados no setor automotivo do país. “É de impressionar o quanto eles têm feito para contribuir com a qualificação do transporte. Projetos como este possuem afinidade com a filosofia da Noma, de unir forças para que tenhamos estradas mais seguras e motoristas responsáveis e capacitados”, comenta.

Fonte: Assessoria de Imprensa Noma

Mercedes-Benz utiliza unidades volantes para intensificar o treinamento sobre a tecnologia BlueTec 5

Após um amplo programa de preparação de sua Rede de Concessionários para a introdução do BlueTec 5 no Brasil, a Mercedes-Benz vem intensificando agora os treinamentos para clientes sobre as características, diferenciais e vantagens dessa avançada e exclusiva tecnologia da marca, principal novidade da linha de caminhões e ônibus 2012.

Nesse sentido, quatro novas unidades volantes vêm percorrendo as diversas regiões do País, treinando mecânicos e eletricistas de concessionários e também de empresas de transporte de passageiros e de cargas. São dois ônibus O 500 RS, um caminhão leve Accelo e um semipesado Atego. Esses veículos foram especialmente preparados para a atividade de treinamento, recebendo agregados e ferramental apropriados.

“Só no primeiro semestre deste ano, treinamos cerca de 300 profissionais de oficina de 68 frotistas, 51 do segmento de ônibus e 17 de caminhões”, afirma Eustaquio Sirolli, gerente sênior de Treinamento de Vendas e Pós-Venda da Mercedes-Benz do Brasil. “Além disso, desde abril de 2011, mais de 2.000 profissionais da nossa Rede, entre pessoal técnico e comercial, receberam treinamento sobre o BlueTec 5. Isso resulta num apoio cada vez maior aos nossos clientes para que obtenham os melhores resultados com seus veículos e, consequetemente, alcancem uma maior rentabilidade, o que proporciona excelência aos seus negócios e ampla satisfação”.

Tecnologia pura da Mercedes-Benz, o BlueTec 5 é um sistema de alta confiabilidade, que proporciona menor consumo de combustível e maiores intervalos de troca de óleo do motor. Comprovou ser uma tecnologia eficaz, confiável, econômica, amigável ao meio ambiente e com excelente desempenho.

O treinamento aborda as características e os benefícios do BlueTec 5, bem como os conceitos do sistema de pós-tratamento dos gases de escape por redução catalítica seletiva (SCR) e o uso do ARLA 32 (Agente Redutor Líquido de NOx Automotivo) no veículo.

Treinamento de motoristas também inclui a tecnologia BlueTec 5

Além de oferecer ao mercado produtos de reconhecida qualidade e avançada tecnologia, a Mercedes-Benz se preocupa também com a formação dos motoristas, contribuindo para que aproveitem todo o potencial dos caminhões no dia a dia de trabalho. Nesse sentido, a Empresa oferece o curso Técnicas de Operação, básica e avançada, a cerca de 6.000 motoristas por ano, o que significa mais de 140.000 horas anuais de treinamento.

A tecnologia BlueTec 5 também passou a fazer parte de cursos específicos, contribuindo para que os motoristas e outros profissionais dos clientes frotistas se preparem adequadamente para essa nova tecnologia.

“A Mercedes-Benz tem longa tradição em treinamento de motoristas, oferecendo cursos de especialização para clientes frotistas desde 1982, ajudando assim a qualificar a mão-de-obra do setor e contribuindo para um transporte mais seguro e econômico”, destaca Ricardo Furuya, gerente de Treinamento de Pós-Venda.

Em 30 anos, já foram treinados mais de 200.000 motoristas e monitores de clientes. Essa iniciativa assegura aos clientes um menor consumo de combustível e a diminuição do consumo de pneus e de manutenções corretivas pelo mau uso do veículo. O programa do curso aborda também a preservação do meio ambiente, alertando os motoristas sobre a importância do seu desempenho na condução e manutenção de caminhões para diminuir a emissão de poluentes.

Os cursos oferecidos pela Empresa podem ser aplicados nos Centros de Treinamento da Mercedes-Benz em Campinas (SP), Porto Alegre (RS) e Recife (PE), bem como nas instalações dos clientes ou nos Centros de Treinamento Homologados, instalados junto aos concessionários da marca em Taboão da Serra (SP), Nova Iguaçu (RJ), Contagem (MG), Curitiba (PR), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE) e Belém (PA).

Fonte: Assessoria de Imprensa Mercedes-Benz

Transportes aprova permissão de curso para motorista pela internet

A Comissão de Viação e Transportes aprovou nesta quarta-feira o Projeto de Lei 6506/09, do deputado Lincoln Portela (PR-MG), que permite que, nos cursos de formação de condutores, as aulas de direção defensiva, de conceitos básicos de proteção ao meio ambiente relacionados com o trânsito e de legislação de trânsito sejam realizados em modalidade não presencial, pela internet.

De acordo com o autor, apesar de uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prever os cursos na modalidade não presencial, não há nenhuma menção sobre a possibilidade de as aulas serem oferecidas pela internet. O uso da internet, segundo ele, tem se tornado o meio mais popular para ações de educação e informação, em razão da facilidade de acesso e dos custos reduzidos.

“As tecnologias utilizadas nos cursos não presenciais já permitem garantir, com adequado nível de confiança, a participação efetiva dos alunos nas atividades propostas, bem como a realização de avaliações com o objetivo de mensurar os conhecimentos absorvidos. Cabe destacar também que mesmo cursos a distância de graduação e pós-graduação estão sendo realizados no Brasil, com encontros presenciais esporádicos”, disse o relator, deputado Francisco Floriano (PR-RJ).

“Devemos lembrar ainda que o texto da proposição determina que a regulamentação relacionada à formação de condutores, inclusive no que se refere à modalidade não presencial, continuará a cargo do Contran. Em nosso entendimento, essa remissão à normatização do Contran permitirá que a educação a distância seja adotada com critérios que garantam o adequado preparo dos novos condutores de veículos, sem prejuízos para a segurança do trânsito”, acrescentou.

Tramitação

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:
PL-6506/2009

Fonte: Agência Câmara