Polícia descobre funilaria que maquiava caminhões furtados

por Blog do Caminhoneiro

Uma funilaria que servia para receber e transformar caminhões roubados de várias regiões do país foi descoberta pela polícia na sexta-feira (11) em Igarapava. De acordo com os policiais, um dos veículos que estava na funilaria foi furtado na quarta-feira (9) em São Paulo. Além dele, outros caminhões encontrados apresentavam diferença entre a numeração das placas e dos chassis.

O dono da funilaria, que não teve o nome identificado, já era investigado pela polícia e foi preso em flagrante. Ele responderá pelo crime de receptação e não quis dizer quem eram os donos dos veículos.

Segundo o delegado Clóvis Rodrigues da Costa, o bando pode ser uma ramificação da quadrilha investigada pelo furto de 80 veículos no país. A Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo investiga ainda três policiais de Itaquaquecetuba, na grande São Paulo, que podem estar envolvidos nos crimes. Eles receberiam R$ 35 mil para a liberação de cada caminhão.

O delegado de Igarapava acredita ainda que a quadrilha possa estar envolvida em roubos de cargas, como o das mercadorias encontradas em julho dentro de um contêiner em Barretos. A carga de 6 mil CD players estava avaliada em R$ 1,5 milhão. Os produtos saíram da China, foram descarregados no Porto de Itajaí (SC) e desviados antes de seguir para Itu (SP). Segundo a polícia, o galpão em Barretos pode ter sido alugado para servir de esconderijo, já que foram encontrados outros produtos roubados. Os cinco homens presos em flagrante na época responderão pelos crimes de formação de quadrilha e roubo de carga.

Fonte: EPTV

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

2 comentários

marcelo 31/03/2010 - 16:23

Onde tem a mão do delegado Clóvis,não há necessidade de comentários, o homem é (ótimo).

Reply
hernandes 17/02/2010 - 14:18

estou com 02 basculantes roubados região de poa-sp 31320 2010 pode ajudar tenho recompensa

Reply

Escreva um comentário