Volvo bate recorde de vendas na Colômbia




A Volvo Bus Latin America acaba de fechar o maior contrato de venda da marca na Colômbia. A empresa vendeu 688 chassis de ônibus para a terceira fase de expansão do Transmilenio, o mais eficiente e avançado BRT do continente implantado em Bogotá, capital daquele País. Dos contratos firmados até agora nesta etapa 90% dos veículos articulados e biarticulados são Volvo, assim como perto de 70% dos chassis convencionais.

O negócio, estimado em US$ 110 milhões, reafirma a liderança absoluta da Volvo em ônibus articulados e biarticulados em Bogotá, com a venda de 145 veículos B340M articulados (48 unidades) e biarticulados (97 unidades). Eles foram adquiridos pelos operadores G Movil (78 unidades) e Express (67 unidades). BRT (Bus Rapid Transit) é a sigla em inglês para sistemas organizados de transporte coletivo urbano, a exemplo do de Curitiba, no Paraná, também reconhecido por sua excelente performance.

Dos quatro troncais da terceira fase do Transmilenio, três operam exclusivamente com ônibus da marca, o correspondente a 75% do total. Os eixos troncais são canaletas exclusivas para linhas expressas dos ônibus de grande capacidade de transporte (articulados e biarticulados), que cruzam a cidade em vários sentidos. O Transmilenio tem mais de 100 estações de ônibus e transportada diariamente 1,6 milhão de passageiros em 266 bairros.

Qualidade de vida

“Essa venda reafirma a posição da Volvo como o principal fornecedor de soluções de BRTs na América Latina, principalmente em função da alta capacidade de transporte dos nossos chassis e de seus baixos custos operacionais”, afirma Luis Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America. Segundo ele, a opção por veículos deste porte contribui decisivamente para melhorar a qualidade de vida de Bogotá, uma metrópole que ainda convive com um trânsito altamente congestionado por 16 mil perueiros que fazem transporte de passageiros.

“Retirar gradativamente essa enorme frota de veículos de pequeno porte diminui o número de acidentes de trânsito e contribui significativamente para a melhoria da qualidade do ar”, diz Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin America. “E a grande capacidade de transporte em um BRT se traduz em viagens mais rápidas para os passageiros, mais lucratividade para os operadores e custos mais baixos por passageiro transportado”, complementa Ediltron Gomes.

Fonte: IC News




Deixe sua opinião sobre o assunto!