F-Truck: Equilíbrio maior. Assim deve ser 2012




2011 teve a Volkswagen e Felipe Giaffone como vencedores. Mas foi um ano de equilíbrio enorme nas classificações. Três marcas diferentes venceram corridas nos dois campeonatos: Brasileiro e Sul-Americano. Em 2012, com o regulamento técnico sofrendo poucas alterações, acredito que vamos ter ainda mais equilíbrio. Roberval Andrade, com seu Scania, teve uma temporada atípica ao enfrentar muitos problemas mecânicos. E a Iveco bateu na trave muitas vezes.

A Volkswagen forte como sempre, que poderá ter muitas dificuldades com os caminhões Mercedes da ABF- que já encontraram o melhor caminho durante o ano passado. O Ford de Danilo Dirani ganhou corrida e mostrou competitividade em várias pistas. Roberval Andrade vai aparecer com um esquema novo. Ou seja, está recuperando a durabilidade perdida.

Correndo por fora podemos colocar os dois pilotos do time oficial da Iveco: Beto Monteiro e (a novidade) Valmir Benavides – que deixou a equipe RM, oficial da Volkswagen.

Estes são os nomes que sempre andam bem. Porém também é uma característica da categoria ter novidades andando na frente em todos os anos. Um piloto que sempre devemos estar de olho é Leandro Totti. Em 2012 vai andar em um novo caminhão, Mercedes cara chata, com a preparação bastante atualizada. Ele tem tudo para dar trabalho.

Creio que vamos ter muito mais equilíbrio nas classificações, mais pilotos subindo ao pódio e mais marcas ganhando corridas. Sem ficar em cima do muro, antes da primeira corrida, dia 4 de março, no Velopark, no Rio Grande do Sul, fica muito difícil apontar um, dois ou três favoritos. Por isso é melhor esperar a pista gaúcha ser aberta para os treinos livres da sexta – no dia 2.

Fonte: Blog do Téo José




Deixe sua opinião sobre o assunto!