Primeiros quatro meses de 2012 anunciam mercado brasileiro de caminhões em baixa




Na contramão do mês de março, abril foi um mês desfavorável para o mercado dos “brutos”. Com 20 dias úteis em março, contra 19 do mês anterior, o setor apresentou retração de 18,58% na comparação com o mês anterior (foram emplacados 13.316 unidades contra 10.842). A diferença é ainda maior se comparados os mesmos meses, sendo que em abril de 2011 foram comercializadas 13.514 unidades, uma queda de 19,77%.

No acumulado de janeiro a abril de 2012, o segmento registrou 48.063 unidades emplacadas, o que também representa redução, pois o primeiro quadrimestre do ano anterior marcou 52.925 caminhões comercializados, o que resulta em queda de 9,19% no mesmo período.

As marcas que mais se destacaram no setor entre janeiro a abril foram Volkswagen/MAN com 14.970 produtos manufaturados; Mercedes-Benz com 12.499; Ford com 7.975; Volvo com 4.687; Iveco com 3.938 e Scania com 3085 unidades computadas.

Consequentemente, as montadoras que mais venderam caminhões no quarto mês do ano foram Volkswagen/MAN com 3.736; Mercedes-Benz com 2.661; Ford com 1.697; Volvo com 985; Iveco com 828 e Scania com 718 unidades comercializadas.

A maior fatia na participação de mercado ficou por conta da fabricante Volkswagen/MAN com 34,46%, seguida da Mercedes-Benz com 24,54%; Ford com 15,65%; Volvo com 9,09%; Iveco com 7,64% e Scania com 6,62% de market share.

Nos primeiros quatro meses do ano, as mesmas companhias se mantiveram no ranking no que tange à participação de mercado. Sendo Volkswagen/MAN com 31,15%; Mercedes-Benz com 26,01%; Ford com 16,59%; Volvo com 9,75%; Iveco com 8,19% e Scania com 6,42%.

O modelo de caminhão mais vendido em abril na linha de Semileves foi o F 350 da Ford, com 146 unidades; na linha Leve o modelo 8.150 da Volkswagen/MAN com 644 unidades; na linha de Médio o 13.180 também da mesma marca, com 359 unidades; na linha Semipesado o modelo 24250 também da Volkswagen/MAN com 862 unidades; e na linha dos Pesados, o FH440 da Volvo, com 118 unidades contabilizadas.

O segmento de ônibus apresentou retração de 30,06% no mês de abril. Foram emplacadas 2.180 unidades, contra 3.117 em março. Na comparação com o mesmo período de 2011 (2.776 unidades), o segmento também registrou queda de 21,47%.

Os setores de caminhões e ônibus, juntos, apresentaram queda de 20,76%, no comparativo entre março e abril, e retração de 20,06% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Fonte: Brasil Caminhoneiro




Deixe sua opinião sobre o assunto!