Continental entra para o mercado de recapagem para veículos comerciais

por Blog do Caminhoneiro

A Continental, uma das maioires fabricantes de pneus do mundo, anunciou ontem sua entrada no mercado brasileiro de pneus comerciais, segmento que movimenta cerca de R$ 4 bilhões por ano no país. Para o projeto, a companhia irá atuar em parceria com revendas da marca interessadas em incorporar a prestação de serviço, com novas empresas dispostas a investir em recapagem de pneus de carga e recapadoras que atuam no segmento e tenha interesse em incorporar a bandeira Continental.

“Nossa rede é integrada atualmente por mais de 200 pontos de venda de pneus de carga em todo o território nacional e, em um primeiro momento, o foco está na oferta dos serviços de recapagem nos grandes centros. Os parceiros contarão com o suporte técnico e logístico de nossa equipe desde a definição dos layouts e seleção de maquinário, passando pelo treinamento das equipes de recapadores e de vendas. Sabemos que para muitos deles esse será um negócio totalmente novo, mas que apresenta um imenso potencial”, detalha Renato Sarzano, diretor-superintendente e responsável pelas operações comerciais de Pneus da Continental na América Latina.

A recapagem é uma prática adotada mundialmente, e visa o maior aproveitamento, com total segurança, da carcaça de forma a suportar diversas sobrevidas.

Por isso, dentro da estratégia de seu projeto de recapagem, a Continental está trazendo para o mercado brasileiro a ContiTread™, banda de rodagem que mantém as mesmas características dos pneus de carga da marca, proporcionando performance equivalente à original em sucessivas recapagens, tanto na entrega de alta quilometragemcomo no baixo consumo de combustível e no desgaste uniforme.

Elas são produzidas na fábrica da Continental em Morélia, no México, uma das mais modernas plantas do Grupo em todo o mundo, e responsável pelo abastecimento dos mercados dos Estados Unidos, América Central e agora também do Brasil. O processo de reforma adotado pela Continental emprega equipamentos automatizados de avançada tecnologia que asseguram um perfeito posicionamento dos componentes, garantindo assim a otimização do processo e minimizando os estoques de matéria prima.

“A recapabilidade é hoje um forte argumento de venda para os fabricantes de pneus novos. Ao maximizar a vida útil dos pneus utilizando as bandas ContiTread™ ajudamos o meio ambiente. Elas reduzem os custos operacionais e tornam-se um importante diferencial para as frotas”, explica Gilberto Viviani, gerente nacional de vendas de Pneus para Veículos Comerciais da Continental.

“A proposta da ContiTread™ é revolucionária em sua essência. Ao introduzir no processo de recapagem dos pneus de carga fatores críticos como manutenção do desenho original da banda de rodagem e emprego do mesmo composto do pneu original, as melhoras obtidas na sobrevida são surpreendentes. Ela permite que o pneu siga oferecendo a mesma economia de combustível e o alto desempenho que são referência para os produtos da empresa em todo o mundo. Projetamos um ganho substancial em relação aos demais métodos de recapagem em itens da maior importância como consumo de combustível, durabilidade quilométrica, capacidade de escoamento de água e poder de tração”, acrescenta Renato Sarzano.

As bandas ContiTread™estão disponíveis nos desenhos HSR, HSR2 SA, LSR1, HDR2 SA, HDR1, HTL Eco Plus, HSU1, LSU1, HSC1,HSC e HDC1. Para os próximos meses, já está prevista a introdução da banda para o HTR2 SA. O atual portfolio da marca contempla pneus, nas mais diversas opções de medidas, para os segmentos de longa distância, tráfego regional, tráfego urbano e construção.

A ContiTread™ também pode ser aplicada em qualquer pneu de carga disponível no mercado. Os pneus da marca Continental recapados com a ContiTread™ contam ainda com o benefício adicional da Garantia C3, que protege o pneu reformado até o final da 3ª vida.

Todos os pneus novos da Continental voltados para aplicações comerciais são produzidos na fábrica de Camaçari, na Bahia, que no ano passado recebeu um aporte de US$ 210 milhões para duplicar até 2014 a sua capacidade de produção voltada tanto para o abastecimento do mercado interno como para exportação (países do NAFTA e da América Latina). No ano passado, ela produziu 5,7 milhões de pneus.

Fonte: Frota Online

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

Escreva um comentário