Caminhoneiros são coniventes com roubos de cargas




Acusado de liderar uma quadrilha responsável por roubos de cargas milionários em todo o Nordeste, o alagoano Josenildo Balbino de Oliveira, 46 anos, surpreendeu pela ‘franqueza’ ao conceder entrevista à imprensa na tarde desta quarta-feira, 29, quando foi apresentado na Delegacia Geral da Polícia Civil.

“Estou aqui por que devo”, disse, afirmando que nem o filho – Caio Vitor de Amorim Oliveira -, nem Joelma Maria de Oliveira, ambos presos na Operação Angoera, tinham qualquer envolvimento no esquema criminoso. “Eu uso a conta bancária dele, mas ele não mexe com bandido. Quem mexe sou eu. Tudo é comigo”.

Além de inocentar a dupla, que também foi apresentada nesta tarde pela PC, Josenildo contou detalhes sobre o funcionamento da quadrilha, revelando que 90% dos roubos ocorria com a conivência dos caminhoneiros que transportavam as cargas.

LEIA MAIS  Empresa desenvolve tecnologia que combate o jammer, utilizado pelos bandidos para roubar e esconder veículos

“São eles que me procuram. Eles trabalham muito, ganham pouco, por isso 90% vende a carga e diz que foi roubado”, contou, apontando um paulista identificado como “Rodrigo”, o “Chapelão”, como intermediário entre ele e os caminhoneiros que desejavam se desfazer da mercadoria em troca de uma porcentagem do lucro da revenda.

Josenildo disse que a quadrilha agia há cerca de dez anos no Nordeste, mas, frisou que o grupo nunca cometeu nenhum crime contra a vida (homicídio ou latrocínio). O acusado também ‘inocentou’ as empresas – espalhadas por todo o Nordeste – que adquiriam as cargas roubadas: “Os comerciantes não sabiam que os produtos eram fruto de roubo”.

LEIA MAIS  Empresas pedem que ANTT adie regulamentação de multa por descumprimento da tabela de frete

Sobre os veículos apreendidos em seu poder, Josenildo contou que todos lhe pertenciam, embora nenhum estivesse em seu nome.

Fonte: Alagoas 24 horas




17 comentários em “Caminhoneiros são coniventes com roubos de cargas

  • 03/09/2012 em 09:48
    Permalink

    O que mais me surpreende,é alguem dar credibilidade aum bandido desees!!!!

    Resposta
  • 02/09/2012 em 19:36
    Permalink

    A falta de um ponto ou vírgula, altera o entendimento do assunto.
    Pelo que li, o acusado se preocupou em defender os receptadores e acusar a classe dos caminhoneiros. Acorda só arrebenta do lado mais fraco. O acusado sabe que, é os receptadores que vão pagar o advogado para defender sua causa, dará assistência à sua família, e se entregar o esquema, sua família corre risco. Quando se rouba uma carga, já tem destino certo. Acreditem, roubo de carga, não roubo de gente pequena. O que alguém falou, lucrar duas vezes, os investigadores que o diga. Não se rouba sem saber o que e para quem, isso é verdade. A Divecar existe, e não é atoa.

    Resposta
  • 02/09/2012 em 15:57
    Permalink

    Sergio
    Não creio que Rafael deu crédito a informação do meliante. Fale diretamente com o pessoal encarregado de investigar tais fatos, pessoal das seguradoras, policias das delegacias especializadas e verá que a matéria tem muito de verdadeira. Leia acima o que postei sobre participação direta de gente ligada a carga de maneira geral. É uma verdade, pois a bandidagem não sai a roubar atoa, sempre tem informação exata do que pegar. E parabéns pela sua empresa, sinal de bem administrada na seleção de seu quadro. Não estou a generalizar os profissionais, mas sim a dizer que num quadro de 100 % dos roubos, sim + ou – 90 % tem participação de alguém de dentro, os 10 % restantes dos casos são aleatórios. Executados normalmente por quadrilhas, ou, pequenos grupos em formação, sem o knowhow necessário para este tipo de empreitada ( ainda);se não pegos, acabam se estruturando.

    Resposta
  • 02/09/2012 em 13:26
    Permalink

    Antes que xinguem minha mãe. Prestem atenção ao que foi dito: Sim de 70 a 90% dos casos de roubos de cargas, existe a participação de algum membro da equipe envolvida neste produto transportado. Ai podemos incluir hipoteticamente motorista, chapa, o auxiliar de escritório, o próprio embarcador da carga, o dono da empresa transportadora. Pois 99 % dos casos, o roubo não se dá de maneira aleatória. A quadrilha já sabe de antemão o produto transportado, valor e a quem vai entregar. Sem falar que vira lucro dobrado, pois recebem nas duas pontas: seguro + revenda receptador.

    Resposta
  • 02/09/2012 em 13:09
    Permalink

    Sobre a mensagem do Sr Mauro acima. A dita reportagem, não diz que 90% dos caminhoneiros são desonestos; e sim que dentre os roubos de carga no país, 90% tem a conivência do motorista. Já nos 10% restantes é ao acaso,ou, informações de colegas as quadrilhas, sem participação direta do motorista assaltado. Ressalto que os referidos 90% não se referem a subtração dos 100% dos profissionais desta honrosa profissão e, sim do volume de roubos de carga no país.
    Abraços..paz na estrada

    Resposta
  • 02/09/2012 em 13:01
    Permalink

    Com certeza 90 % são coniventes. E também tenho a certeza que ao serem contratados, são averiguadas poucas informações dos mesmos. Pois este tipo de crime, com participação conivente de alguns motoristas, se dá em grande parte nas pequenas e médias empresas; mal gerenciadas.Existem muitas ditas transportadoras e logísticas que, ao se chegar para o fretamento assustam. Não passam de portinholas de salas de fundo de quintal e de postos, sem a menor infra-estrutura necessária para se dizer uma empresa deste ramo ( o mal do registram de tudo neste país). Isto associado a ganância de muitos donos das cargas, desejosos de custos baixíssimos no transporte, fazem a festa da marginalidade estabelecida empresarialmente. Marginais travestidos de profissionais existem em todas as categorias, basta ver o ex-renomado Dr. Abdelmassih. Muitos reclamam da exigências de grande parte dos contratantes, mas é exatamente para evitar este tipo de crime e, assim dar segurança a toda equipe da empresa. Pois que muitas vezes o marginal contratado, arma o roubo não para seu veículo, mas o do colega honesto, confiante e transportando carga de valor maior,ou, desova mais rápida.Já os 10% restantes dos roubos, são de fato ao acaso.

    Resposta
  • 01/09/2012 em 14:05
    Permalink

    Boa tarde
    Não sou motorista,mas trabalho com transporte de cargas, até o presente momento não tivemos cargas roubada. O que esse meliante, diz, é para sujar a imagem dos trabalhadores da estrada. Os caminhoneiros são pessoas trabalhadoras, que contribue para o desenvolvimento de nosso país, no entanto, tem sua imagem corrompida.

    Resposta
  • 01/09/2012 em 12:44
    Permalink

    isso envergonha a classe, é por essas e outras que somos vistos com maus olhos por certos empresários !!!!!!!!!!

    Resposta
  • 01/09/2012 em 12:07
    Permalink

    bom dia.faso o pedido aus dotores adovogados quer não trabalhe para Esse bandido deichi ele na cadeia.palo menos 200 anos ok

    Resposta
  • 01/09/2012 em 11:56
    Permalink

    olá Esse bandido precisa ser preso com toda sua quadrilha.então sabi-si que e ladrão e quem e onesto.viu como sou intelegente?

    Resposta
  • 01/09/2012 em 08:13
    Permalink

    Bom dia! Me estranha muito o senhor Rafael dar crédito a uma informação de um ladrão de cargas.
    Quando vc diz “meia verdade” o senhor se refere a que porcentagem? 80%, 70%10%??
    Fiquei muito chocado com sua postura!
    Se isso fosse verdade dentro da empresa que trabalho, teria uns 100 motoristas ladrão de carga, mas aqui estamos a mais de 4 anos sem essa ocorrência. Então onde esta a grande porcentagem que vc praticamente apontou ao apoiar a fala do meliante? Ou sera que aqui onde trabalho esta apenas os honestos? Cuidado ao sr referir a nossa categoria.

    Resposta
    • 01/09/2012 em 09:09
      Permalink

      Não apoio a fala do bandido. O que quis mostrar com essa notícia, é que há motoristas que vendem as cargas, que fazem negócios sujos e que são da mesma laia do homem preso. Sou totalmente contra esse tipo de coisa, e além de tudo, tento prezar pela imagem do motorista na sociedade. O que infelizmente, alguns elementos conseguem denegrir. Essa porcentagem de 90% é falsa e sei disso tanto quanto você. Mas não podemos negar ou esconder tal afirmação. Existe sim quem faça sujeira, mas é claro que a maioria, 99,9% é honesta. Desculpe se me expressei mal no último comentário, mas o que quis dizer é o que está acima.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Resposta
  • 31/08/2012 em 16:37
    Permalink

    Boa tarde
    Essa é de indignar quem conhece bem de perto essa situação. Toda regra a exceção,meus parentes caminhoneiros são todos honesto. Não confundam, bandido infiltrado na profissão, para roubar, com um trabalhador que larga sua família, para trabalhar, como caminhoneiro. E aqueles que não são caminhoneiros, mandam roubar a carga, para dá um golpe no seguro? E vendem a própria carga? Já ouviram falar?

    Resposta
  • 31/08/2012 em 14:13
    Permalink

    Já fui estradeiro e discordo deste meliante q esta escondendo alguma coisa, quem já foi roubado sabe de quem é a culpa, meu irmão já foi roubado 4 x , tres delas tinha esquema mas era com funcionário publico q é pago pra nos dar segurança mas ñ dão, ai vem esse cara botar culpa no caminhoneiro, da licença, meu irmão foi roubado uma vez em fortaleza quando chegou a delegacia, de vitima passou pra acusado, o delegado querendo a qualquer custo q ele confessasse o q ñ fez, 45 dias depois, tava o homem da lei tomando uma com o bandido em um posto da Rodovia, coincidência???????????

    Resposta
  • 31/08/2012 em 12:40
    Permalink

    Não podemos generalizar essas declarações deste indivíduo, não sou caminhoneiro, mas duvido que nesta classe tão trabalhadora, sofrida e honesta deste país, tenham 90% de bandidos. Muito me choca essas declarações!!!!.

    Resposta
    • 31/08/2012 em 14:16
      Permalink

      Boa tarde!

      Publiquei essa notícia como informação, pois infelizmente existem caminhoneiros sujos no meio dos bons. O que esse bandido falou é uma meia verdade, entendo. Mas não dá para virar as costas à essa informação. Realmente existe quem faça negócios deste tipo.

      Resposta
      • 01/09/2012 em 12:47
        Permalink

        parabenizo a você por essa noticia

Deixe sua opinião sobre o assunto!