Indústria de implementos rodoviários ainda não sentiu efeito positivo das medidas do governo

O desempenho da indústria de implementos rodoviários de janeiro a julho de 2012 segue apresentando resultado negativo. No período, o número de emplacamentos de produtos foi de 95.196 unidades, ante 108.165 produtos fabricados e vendidos no mesmo período de 2011. Isso representa uma retração de 11,99%.

“As medidas baixadas pelo governo em abril e maio ainda não surtiram efeito no setor”, explica Alcides Braga, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR). “O resultado positivo de 0,2% na produção industrial em junho, apurado pelo IBGE, ainda não trouxe reflexos para a atividade no segmento de implementos rodoviários”, afirma.

Para a ANFIR o setor precisa ser percebido pelo governo como um segmento produtor de bens de capital, sem atrelá-lo ao setor automotivo. “O implemento rodoviário depende do desempenho da economia, ou seja, uma equação complexa que reúne de venda de caminhões a realização de obras de infra-estrutura passando pela produção de bens de consumo e alimentos”, explica. “Nossa expectativa de fechar o ano com queda de 11,55% com relação ao resultado de 2011, nosso recorde histórico, depende dessa conjuntura de fatores”, completa.

Segmentos. No segmento Pesado (reboque e semirreboque) a retração na produção de janeiro a julho foi de 14,05%. Já no segmento Leve (Carroceria sobre chassi), o índice negativo registrado foi de 11,02%. “O aumento do percentual negativo na produção de modelos Carroceria sobre chassi indica que apesar do crescimento do consumo não houve impacto direto na atividade do setor”, diz Mario Rinaldi, diretor Executivo da ANFIR. De acordo com informações da Associação Brasileira de

Atacadistas Distribuidores (Abad), o faturamento no atacado de produtos alimentícios, higiene pessoal e limpeza cresceu 5,8% no primeiro semestre do ano.

Fonte: Assessoria de Imprensa Anfir

QUER RECEBER NOSSOS CONTEÚDOS NO SEU WHATSAPP?
MANDE UMA MENSAGEM COM SEU NOME CLICANDO NO NÚMERO

042-98800-6519





RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL

Seu e-mail (obrigatório)


Deixe sua opinião sobre o assunto!