Eletra fecha venda de 20 trólebus articulados para a Metra

A Eletra, especializada em tração elétrica para transporte urbano, acaba de acertar a venda de 20 novos trólebus para a Metra, empresa concessionária do Estado, responsável pela operação do Corredor ABD, que liga municípios do ABC à capital paulista. Os novos carros que serão entregues a partir de janeiro de 2013, são articulados, têm 18 metros de comprimento, e são montados com chassis Mercedes, carroceria Induscar/Caio, motor elétrico WEG e baterias MOURA.

A configuração é a top de linha, a mais moderna da categoria em termos de conforto ao usuário e eficiência para a operação. O grande diferencial está em que todos os novos veículos serão equipados com sistema autônomo de baterias que permite aos trólebus percorrerem até 5 quilômetros de distância desconectados da rede elétrica. Esse sistema põe um ponto final nos problemas enfrentados no trânsito por conta de avarias na rede elétrica que causam a paralisação dos ônibus. “Normalmente as quedas de energia ocorrem nas subestações localizadas a cada 1 quilômetro de distância. Assim, caso ocorra qualquer intervenção, seja provocada por um acidente de trânsito ou a simples interrupção da transmissão de energia, o veículo baixa as alavancas e segue até a próxima subestação”, explica Iêda Maria Oliveira, gerente comercial da Eletra.

Os trólebus são consagrados por não emitirem poluentes, reduzindo os riscos para a saúde da população e contribuindo para garantir que o entorno das vias por onde circulam não seja degradado. Além da emissão ZERO, a tecnologia dos trólebus da Eletra garantem excelente performance. As alavancas são pneumáticas que impedem o ricocheteamento na rede elétrica, o sistema de chaveamento de rede é feito através de botão e não mais por aceleração. Os trólebus regeneram energia para acumular nas baterias, a frenagem é elétrica e toda a operação é controlada eletronicamente. O gerenciamento eletrônico reduz significativamente o custo da operação, garantindo mais agilidade na manutenção e maior durabilidade dos componentes.

Para o usuário, o trólebus oferece bastante conforto em relação aos ônibus convencionais. A aceleração controlada eletronicamente evita os trancos constantes; o ruído, interno ou externo, é baixo, reduzido em até 60% e o veículo, além de acessibilidade e ar condicionado, dispõe de tomadas elétricas para o usuário conectar seu celular, tablet ou notebook. O condutor também sente os benefícios, pois trabalha com muito mais conforto, bem estar e tranqüilidade, o que reflete no tratamento com o passageiro e na condução do veículo.

Fonte: Eletra